Fundamentalismo Bíblico. Cuidado!

Estamos praticamente terminando o estudo sobre a palavra de Deus. Mas preciso alertar a você sobre o perigo do Fundamentalismo Bíblico. Vez ou outra eu ando repetindo isso porque hoje penso que seja importante você perceber essa verdade. A Fé Católica está baseada nas Sagradas Escrituras, na Sagrada Tradição da Igreja, discernidas pelo Magistério da Igreja.

Nessas igrejas ou seitas, esse tripé (Biblia –Tradição – Magistério) não existe. O que existe é a Doutrina da Sola Scriptura, ou seja, apenas a Bíblia. Essa doutrina gera o que chamamos de Fundamentalismo Bíblico.

Fundamentalismo Bíblico – É o ato de apresentar a Bíblia como a única fonte de referência para o estudo de Jesus Cristo. Este é um dos pilares do protestantismo. Segundo os protestantes da época de Lutero, a Escritura interpreta a própria Escritura.

Por isso os protestantes rejeitam qualquer coisa que não esteja na Bíblia e chegam a interpretar erradamente a palavra, fazendo muita confusão. É por isso, por não aceitar a Sagrada Tradição e o Magistério da Igreja, que eles colocam apenas a sua fé na bíblia.

É fato que na Bíblia encontramos todos os assuntos de Doutrina e de Fé, mas alguns deles estão ali de forma implícita e precisam de uma interpretação. E é nessa hora que entram a Sagrada Tradição e o Magistério da Igreja. Na Bíblia encontramos a suprema base da verdade, mas é preciso saber interpretá-la.

Você já passou por alguma situação onde suas palavras foram mal interpretadas? Eu já.

Agora se uma pessoa, ouvindo as minhas ou as suas palavras, olhando para mim e para você, podem interpretar equivocadamente o que dizemos quem dirá um texto com mais de 2000 anos de história?

“Eu quisera ser um filho da Igreja, nunca ser conhecido como o fundador de uma heresia, qualquer que fosse, mas levar o nome de Cristo. Quisera ser o portador deste nome, que é uma bênção para nossa terra (…) Se eu, que sou aos olhos dos outros a tua mão direita, eu que trago o nome de sacerdote e que tenho por missão anunciar a Palavra, vier a cometer alguma falta contra os ensinamentos da Igreja ou contra as normas do Evangelho, e a tornar-me, assim, um escândalo para a Igreja, peço então que a Igreja inteira, por uma decisão unânime, me afaste e me lance para bem longe dela”.
(Orígenes da Alexandria – Séc IV)

José L. Fierro Cordova publicou em um texto muito interessante, dados que gostaria  que você lesse com atenção:

1. Joseph Smith, fundador dos mórmons, baseando-se na ordem divina de Gn 1,22 e Gn 35,11 (“crescei e multiplicai-vos”), aprovou a poligamia.

2. Joseph F. Rutherford, 2º líder mundial dos Testemunhas de Jeová, apoiou a já conhecida recusa às transfusões de sangue, que tantas mortes causou entre eles, a partir do texto de At 15,20, quando a Igreja proclamou uma ordem transitória e circunstancial de vir a abster-se do sangue.

3. Os líderes dos Adventistas do 7º Dia, utilizando Ex 20,8 (“recorda-te do dia de sábado para santificá-lo”), obrigam os seus adeptos a observá-lo como faziam os judeus do Antigo Testamento e rejeitam o domingo, o “Dia do Senhor”, próprio dos cristãos.

4. Os cristãos fundamentalistas (Igreja da Fé em Cristo Jesus e outras da mesma linha doutrinária), lendo At 8,16 (“unicamente tendo sido batizados em nome do Senhor Jesus”), dizem que os cristãos devem ser batizados apenas em nome de Jesus e não no nome das Três Pessoas da Santíssima Trindade, muito embora esta seja a ordem expressa de Cristo em Mateus 28,19.

5. A grande maioria das Igrejas Cristãs Evangélicas, citando Rm 3,28 (“concluímos que o homem é justificado pela fé, sem as obras da Lei”), proclama que a justificação (salvação) é obtida somente pela fé sem obras, em oposição ao que diz Tiago 2,26.

6. Entre os pentecostais, têm surgido casos de pessoas virem à falecer – principalmente crianças – em razão de seus pais não recorrerem ao médico para tratar das suas doenças, já que crêem que, segundo Lucas 8,48, tudo pode ser curado apenas pela fé e as orações. No entanto, os judeus – o povo da Bíblia – recorriam aos médicos (Eclesiástico 39); e entre os apóstolos, havia um médico eminente: São Lucas (Colossenses 4,14).

7. Os seguidores da urinoterapia (=beber da própria urina), justificam esta prática no texto de Pv 5,15 (“toma a água da tua própria fonte”)!

Fique atento!

Anúncios

3 comentários sobre “Fundamentalismo Bíblico. Cuidado!

  1. Gosto do texto, mas não das generalizações. Nem todos os protestantes são fundamentalistas. Eu sou evangélico e acabo de escrever uma longa série no meu próprio blog (que, aliás, administro juntamente com um católico e um adventista) contra a leitura literal da Bíblia, usando como argumentos a Tradição e o Magistério. Eu admiro muito o Catolicismo e acho que deveríamos nos considerar irmãos, não inimigos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s