Abrace ou largue: Seja coerente…

Para que o ato de fé seja humano, “o homem deve responder a Deus, crendo por livre vontade. Por conseguinte, ninguém deve ser forçado contra sua vontade a abraçar a fé. Pois o ato de fé é por sua natureza voluntário”. “Deus de fato chama os homens para servi-lo em espírito e verdade. Com isso os homens são obrigados em consciência, mas não são forçados… Foi o que se patenteou em grau máximo em Jesus Cristo.” Com efeito, Cristo convidou à fé e à conversão, mas de modo algum coagiu. “Deu testemunho da verdade, mas não quis impô-la pela força aos que a ela resistiam. Seu reino… se estende graças ao amor com que Cristo, exaltado na cruz, atrai a si os homens.”(CIC§ 160)

Houve um tempo em que a sociedade como um todo pensava que a maioria tinha que ser um todo. Ou você era com a maioria, ou era excluido. Algo parecido com os dias de hoje, porém de uma forma muito mais brutal. Quem era do contra era morto. Várias religiões (inclusive a nossa) devido ao pensamento medieval viveram essa realidade. Também outras religiões. O próprio judaismo. Por que isso não era um comportamento religioso, mas um comportamento moral da época. Porém você há de convir comigo, que era mais fácil falar de Deus naquela época, do que é hoje.

Porém muitos dos que se diziam fiéis, de fato não eram. Hoje o nosso desafio de evangelizar é muito maior, por que as pessoas podem dizer abertamente “não creio”. Hoje as pessoas não admitem imposição. As pessoas não admitem ser coagidas pela fé.

Penso que agora é um tempo mais desafiante. Acho isso fantástico. Um evangelizador precisa ter mais conhecimento da palavra para evangelizar. Como agora, diante dessa sociedade relativista que vivemos, somos nós, os católicos praticantes uma minoria, posso dizer que me sinto vivendo algo semelhante ao que os primeiros cristãos viviam. Dai a necessidade de evangelizar com atos, palavras, testemunhos…

Por outro lado penso que quem abraça a fé católica precisa abraçar com garra e com determinação. Chega de meias palavras. Quem abraça a fé, não pode mais ficar no “eu sou”, mas optar pelo “eu vivo”.

Deus te fez livre. Saia de cima do muro. Abrace ou largue. Espero e rezo para que você abrace.

Mas caso você largue, saiba de uma coisa: A Igreja Católica não vai mudar se a maioria dos “católicos de boca” se afastarem delaA Igreja não vai mudar se você largar dela. A verdade não se modifica. Não é Deus que precisa de você. É você que precisa de Deus.

Dominus Vobiscum

 

Anúncios

A fé é importante para a nossa salvação?

Chegamos a um novo estudo no blog Dominus Vobiscum. Agora vamos falar sobre a Fé. Eu preciso da fé para alcançar o céu? Por que? Como é esta fé, tendo em vista que todos mundo diz ter fé, cada um tem a sua? Se eu tenho fé, por que tantos problemas na minha vida? A resposta para essas perguntas, você encontra aqui. Cantando para nós Banda Shemah – DF. Lembrando a você que este podcast foi feito ainda na época que eu era missionário da Comunidade Canção Nova.