Estudo: Jesus não tinha irmãos – 6ª Parte

Estamos chegando ao fim desse nosso estudo sobre os “ditos irmãos de Jesus”. Antes de mais nada gostaria de dizer que nada disso é merito meu. O único mérito que tive aqui, foi reunir o conteúdo que a Igreja através dos tempos veio estudando. É um mérito coletivo. De toda a Igreja. E o objetivo desse estudo não é outro senão alertar os Católicos Apostólicos Romanos sobre a necessidade de estudar e conhecer verdadeiramente a sua fé.

Mas vamos ao estudo de hoje. Alguns protestantes sustentam a tese que Maria permaneceu Virgem somente até o nascimento de Jesus, e que depois disso, Maria e José tiveram relações conjulgais. No Evangelho de São Mateus lemos:

“José não conheceu Maria até que ela desse à luz um filho.” (Mt 1,25).

Na bíblia o termo “não conhecer” significa não ter intimidades. Nesse caso em particular se refere a relação conjulgal entre Maria e José. Neste trecho os protestantes entendem que depois do parto, José “conheceu” Maria.

Pesquisando sobre assunto descobri que para entender bem esse trecho, precisamos mais uma vez recorrer a língua falada no local. E aqui um detalhe imortante: Embora a maior parte do Novo Testamento tenha sido escrito em Grego, a maneira com que os escritores se expressavam era na língua aramaica. Por isso vamos precisar recorrer a cultura judaica. O Evangelho de Mateus é coberto de “aramaísmos”, isto é,expressões típicas da língua aramaica e hebraica, que quando traduzidas para outra língua não possuem o mesmo significado.

As expressões “até que”, “até” ou “enquanto” na linguagem bíblica, não diz respeito somente ao passado. Para que isso fique mais claro vejamos outros exemplos na própria Escritura:

“Eis que estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos.” (Mt 28,20) 

Será que o versículo quer dizer que após a consumação dos séculos, Jesus não estará mais com a Sua Igreja?

“Micol, filha de Saul, não teve filhos até ao dia de sua morte” (2 Sam 6,23)

O escritor sagrado quer dizer que depois de sua morte, Micol teve filhos? Falando Deus a Jacó do alto da escada que este vira em sonhos, disse-lhe:

“Não te abandonarei, enquanto não se cumprir tudo o que disse” (Gn 28,15)

Depois que se cumprir o que o Senhor disse, Ele então deveria abandonar Jacó?

Em Gênesis lemos:

“[Noé] Soltou o corvo que foi e não voltou até que as águas secassem sobre a terra” (Gn 8,7)

Aqui não significa que o corvo voltou após as águas secarem, o que se quer é dar ênfase ao fato de que ele não voltou, mostrando que as águas finalmente secaram. Desta forma, em Mt 1,15, não significa que depois do parto José deveria “conhecer” Maria. O Evangelista quer mostrar aqui o milagre da encarnação do Verbo, que aconteceu por obra do Espírito Santo, sem a intervenção do homem, conforme nos diz o Profeta Isaías:

Por isso, o próprio Senhor vos dará um sinal: uma virgem conceberá e dará à luz um filho, e o chamará Deus Conosco. Ele será nutrido com manteiga e mel até que saiba rejeitar o mal e escolher o bem. (Is 7, 14-15)

Dominus Vobiscum

Siga-nos e fique por dentro das novidades:

   

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s