Estudo sobre o pecado e a queda do Homem – Quem é descendência de quem?

Caríssimos amigos, longe de parecer repetitivo, gostaria de retomar com vocês o tema de um post anterior onde afirmei que Maria é a mulher referida no livro do Gênesis. É que no podcast deste estudo, dei uma explicação que gostaria de retomar. Mas antes vejamos o Catecismo:

“… De resto os numerosos padres e doutores da Igreja vêem na mulher anunciada no ‘proto-evangelho’ a Mãe de Cristo, Maria, como ‘Nova Eva’…”. (CIC§411)

 Estou retomando este texto por que como já vos disse anteriormente, ando preocupado com a “invasão” da doutrina protestante no meio católico. Hoje vemos por ai, muitos católicos lendo livros evangélicos. Muitos desses livros não ferem a doutrina Católica, porém muitos causam estragos grandes no contexto doutrinal. Na minha opinião, devemos ter cuidado ao lermos um livro que contenha a doutrina protestante. Mas por que digo isso?

Veja, como lemos no trecho do parágrafo 411, podemos ver que a Igreja afirma que a Mulher descrita no versículo 15 do capítulo 3 do livro do Gênesis é Maria. Nos documentos dos grandes santos e doutores da Igreja e inclusive em um Concílio, o de Trento encontramos essa afirmação. Mas acontece que alguns teólogos protestantes tem afirmado em seus livros que essa mulher do versículo, pode não ser Maria, mas uma representação da Igreja.

 Sim. Veja o que diz o livro do gênesis capítulo 3 versículo 15:

 Porei ódio entre ti e a mulher, entre a tua descendência e a dela. Esta te ferirá a cabeça, e tu ferirás o calcanhar.” (Gn 3,15)

 Fazendo uma espécie de Genealogia e tendo como a mulher referida Nossa Senhora teremos:

 Maria (Mulher do Gênesis) –> Jesus Cristo (Novo Adão) –> Igreja de Cristo

 Fazendo a mesma  genealogia tendo como base a Igreja teremos:

 Igreja de Cristo (representação da mulher) –> Jesus Cristo (Novo Adão)

 Ora, mas a Igreja descende de Jesus, ou Jesus descende da Igreja? É óbvio que a Igreja descende de Jesus, pois Ele a instituiu, e não o contrário.

 São coisinhas pequenas eu sei. Mas precisamos ter cuidado com essas coisinhas pequenas. Por isso digo para ter cuidado. Não estou aqui criticando a doutrina protestante e nem tampouco os seus livros, mas os católicos que não conhecem sua fé e por isso vivem a dar cabeçadas pelo mundo. Sei que existem bons livros protestantes por ai. Mas acho que um católico antes de ler um livro de uma outra religião, precisa conhecer bem a sua religião. E a Igreja tem muita coisa para ser lida, muitas riquezas para serem compartilhadas. É preciso redescobrir livros e textos do baú da Igreja. Livros e textos de santos, documentos dos Papas, grandes teólogos… O grande sonho que trago dentro de mim é de um dia ver os católicos começarem a ter sede da Doutrina da Igreja. Tenho certeza absoluta que se um dia isso acontecesse nossa Igreja estaria muito mais unida e perseverante.

 Tenho alguns amigos que dizem que ler textos antigos da Igreja Católica é algo difícil, pois a linguagem não é a mais simples e etc, etc, etc. Mas respondo dizendo que ler é como andar de bicicleta. Ninguém acha fácil a primeira vista e é normal acontecerem quedas. Mas depois que se pega prática ai nunca mais se esquece.

 Pax Domini

 Siga-nos e fique por dentro das novidades:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s