Estudo: A Crucificação de Cristo:: Sublime amor

A maior prova de amor: Sofrer por nós e pelos nossos pecados!

Se você tivesse que receber uma chicotada, ou um murro do Mike Tyson por cada pecado que você cometeu, desde que você se entende por gente… quantas chicotadas, ou murros você levaria? Tá bom! Vou ser bonzinho com você! Para cada pecado, você poderia escolher se iria levar um chute, um murro ou uma chicotada. Estou sendo bonzinho, que é para você não sofrer apanhando no mesmo lugar… Será que você apanharia muito?!

Eu não sei se você sabe, mas antes de Jesus vir ao mundo, bastava um único pecado e você já estaria condenado ao fogo ardente do inferno. Digo isso porque antes de Jesus não havia perdão. Antes de Jesus, não havia Padre para confessar os pecados da gente. Não tinha jeito mesmo!

Quando Jesus veio ao mundo, Ele instituiu o perdão dos pecados. Nenhum outro tinha poder para perdoar os pecados (cf. Lc 5,21). Para nós, o Céu era algo impossível. Mas quando Jesus morreu pelos nossos pecados e sofreu as nossas dores, Ele abriu para nós a possibilidade de um dia alcançarmos o Céu.

Para que isso acontecesse, Ele sofreu por nós, tudo o que mereceríamos sofrer. Ele se entregou por nós. Deu-se por nós. Todas as chicotadas, chutes e pontapés que eu e você mereceríamos receber pelos nossos pecados, Jesus recebeu por nós.

Este foi um dos instrumentos de tortura com o qual Jesus sofreu

Imagine você, que Jesus apanhou com um instrumento denominado “flagrum”, de origem romana. Este instrumento é bastante semelhante a um chicote de três tiras, que possuem em cada extremidade duas bolinhas de chumbo. Ele recebeu mais de cem chicotadas, mesmo sendo a lei limitada a trinta e nove apenas. Esta agressão foi feita antes de Jesus ser encaminhado para a cruz e, deixou cortes profundos por todo o seu corpo.

Os estudiosos do Santo Sudário afirmam que foi assim a coroa que Jesus recebeu em sua fronte.

Só que não parou por ai. A coroa que Jesus recebeu na cabeça, foi feita com uma planta tipo “Zizifus Spina”, da família das ramnáceas e, não foi colocada com todo cuidado, devagarzinho, com jeitinho, na cabeça de Jesus. Segundo os estudiosos do Santo Sudário, a coroa, foi enterrada na cabeça de Jesus, na base da paulada. Mais de 70 espinhos perfuraram a cabeça de Jesus, provocando sérios sangramentos e hematomas.

Ainda tem mais! Levando em observação os estudos do Santo Sudário, podemos afirmar que Jesus carregou, sobre os ombros, o Patíbulo (tronco horizontal da Cruz). No Calvário, deitaram-No no chão sobre a madeira e O pregaram com cravos nas mãos. Estes perfuraram o carpo – uma das três partes que compõem a mão. Um único cravo grande perfurou os dois pés de Jesus e atingiu a madeira. O cravo passou entre o segundo e o terceiro metatarso.

A gente quando vê uma imagem de Jesus na cruz, pensa que Ele só sofreu uns cortes, umas “pancadinhas”… Jesus, na cruz, estava todo desfigurado. Era uma ferida só.

E isso tudo era para mim e para você. Éramos nós que deveríamos estar naquela cruz, porque nós ofendemos a Deus. Somos nós que, com nossa ignorância, orgulho e prepotência, decidimos o caminho do pecado. Por isso, nada mais justo do que nós mesmos estarmos na cruz.

Mas Jesus não permitiu isso. Ele morreu por nós! Ele sofreu por você e por mim! E mais… Em nenhum momento Ele murmurou. Ele foi até o fim. Com isso, Ele conseguiu que nós pudéssemos, um dia, alcançar o Céu. Para isso, basta lutarmos para sermos santos. Mas se um dia cairmos, basta confessar nossas faltas, e retomarmos o caminho. Isso não é maravilhoso?

Portanto, amigo internauta, hoje é tempo louvar ao Senhor pelo seu sacrifício supremo. E também é tempo de nos rever. Se você precisa retomar o caminho da Santidade, vá até um sacerdote, confesse seu pecado, retome a santidade! Ele morreu por você! Não deixe o Sacrifício de Cristo se perder… lute para ser santo! Lute para conseguir ver, um dia, a Face do Senhor, que Te Ama e que mandou seu Próprio Filho para sofrer, por você, o castigo que você mereceria viver.

Dominus Vobiscum – Texto de 2001 postado no Portal cancaonova.com

Siga-nos e fique por dentro das novidades:

  

AVISO:: Agora todas as Quartas às 11h Programa Dominus  Vobiscum na Rádio Beatitudes. Uma parceria entre a melhor o Web Radio Católica e este blog. Prestigie!

Oração:: Oração de Arrependimento

A oração dessa semana que rezamos no podcast é uma oração de arrependimento. É um convite para você rever suas atitudes que ofendem o Senhor e se arrepender de cada uma delas. O Senhor Jesus que deu a vida por você assumiu seus pecados e hoje a única coisa que você precisa fazer é arrepender-se de seus pecados e confessá-los a um sacerdote. Antes de começar a rezar, faça um momento de silêncio e pense nos seus pecados…

Senhor Jesus Cristo, eu creio que Tu és o filho de Deus, Tu és o Messias, vindo em carne, para destruir as obras do demônio. Morreste na cruz por meus pecados e ressuscitaste dentre os mortos. Eu confesso agora todos os meus pecados, arrependo-me deles (dizer os pecados) e peço que me perdoes e me laves de toda injustiça. Eu creio que Teu Sangue agora me lava de todos os pecados e, principalmente, quando os confesso a um sacerdote no sacramento da penitência. Obrigado, Senhor Jesus, por me teres redimido, lavado e justificado por Teu Sangue preciosíssimo. Amém.

Para fazer uma boa confissão, indico esse exame de consciência.

Siga-nos e fique por dentro das novidades:

  

Estudo: A Crucificação de Cristo:: A profecia do Servo Sofredor

Este projeto divino de salvação mediante a morte do “Servo, o Justo” havia sido anunciado antecipadamente na Escritura como um mistério de redenção universal, isto é, de resgate que liberta os homens da escravidão do pecado. São Paulo, em sua confissão de fé que diz ter “recebido secundum Scripturas”, professa que “Cristo morreu por nossos pecados segundo as Escrituras. A morte redentora de Jesus cumpre em particular a profecia do Servo Sofredor. Jesus mesmo apresentou o sentido de sua vida e de sua morte à luz do Servo Sofredor. Após a sua Ressurreição, ele deu esta interpretação das Escrituras aos discípulos de Emaús, e depois aos próprios apóstolos. (Cat. §601)

A morte de Jesus faz parte de um Desígnio Divino: O plano de salvação do Pai consistia na morte de seu Filho de forma livre e espontânea. Em outras palavras, para nos salvar, o Pai precisava que o Filho morresse por nós de boa vontade.

A grande prova disso está no fato de que o Antigo Testamento está repleto de profecias sobre o Messias Salvador. Dentre todas as profecias, o Catecismo da Igreja Católica destaca uma: Is 53 – Também chamada de “A profecia do Servo Sofredor”:

Quem poderia acreditar nisso que ouvimos? A quem foi revelado o braço do Senhor? Cresceu diante dele como um pobre rebento enraizado numa terra árida; não tinha graça nem beleza para atrair nossos olhares, e seu aspecto não podia seduzir-nos. Era desprezado, era a escória da humanidade, homem das dores, experimentado nos sofrimentos; como aqueles, diante dos quais se cobre o rosto, era amaldiçoado e não fazíamos caso dele. Em verdade, ele tomou sobre si nossas enfermidades, e carregou os nossos sofrimentos: e nós o reputávamos como um castigado, ferido por Deus e humilhado. Mas ele foi castigado por nossos crimes, e esmagado por nossas iniqüidades; o castigo que nos salva pesou sobre ele; fomos curados graças às suas chagas. Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas, seguíamos cada qual nosso caminho; o Senhor fazia recair sobre ele o castigo das faltas de todos nós. Foi maltratado e resignou-se; não abriu a boca, como um cordeiro que se conduz ao matadouro, e uma ovelha muda nas mãos do tosquiador (Ele não abriu a boca). Por um iníquo julgamento foi arrebatado. Quem pensou em defender sua causa, quando foi suprimido da terra dos vivos, morto pelo pecado de meu povo? Foi-lhe dada sepultura ao lado de fascínoras e ao morrer achava-se entre malfeitores, se bem que não haja cometido injustiça alguma, e em sua boca nunca tenha havido mentira. Mas aprouve ao Senhor esmagá-lo pelo sofrimento; se ele oferecer sua vida em sacrifício expiatório, terá uma posteridade duradoura, prolongará seus dias, e a vontade do Senhor será por ele realizada. Após suportar em sua pessoa os tormentos, alegrar-se-á de conhecê-lo até o enlevo. O Justo, meu Servo, justificará muitos homens, e tomará sobre si suas iniqüidades. Eis por que lhe darei parte com os grandes, e ele dividirá a presa com os poderosos: porque ele próprio deu sua vida, e deixou-se colocar entre os criminosos, tomando sobre si os pecados de muitos homens, e intercedendo pelos culpados. (Is 53)

Importante que você leia este capítulo inteiro com muita atenção. Fazendo isso você verá que toda essa profecia se aplica a Cristo. Tudo que fora profetizado pelo profeta, aconteceu com Cristo. Por isso podemos dizer duas coisas:

  1. Jesus Cristo morreu segundo as escrituras. Tudo que aconteceu com Ele fora profetizado;
  2. Jesus Cristo morreu pelos nossos pecados.

A profecia fala de alguém que sofre todas as injúrias e ultrajes sem culpa, se ofertando pelo verdadeiro injusto. Nós somos esses injustos. E olha que Jesus sofreu! Como diz a profecia: não tinha graça nem beleza para atrair nossos olhares, e seu aspecto não podia seduzir-nos (Is 53,2). Foram tantas pancadas, machucados, ultrajes que quem olhava para Cristo em sua Via Crucis não reconheceu um ser humano, de tão desfigurado Ele estava.

O sofrimento do Senhor não foi pequeno. Às vezes quando olhamos para certos crucifixos por ai, vemos um Jesus bonitinho, com três arranhões no corpo e cabelo arrumadinho. Mas não foi assim. Jesus sofreu muito. Foi uma morte dolorosa. Talvez a mais dolorosa das mortes. Ele passou por todos os tipos de tortura. Teve sua carne dilacerada, seus joelhos “estourados”, foi chicoteado, pisado, chutado… Enquanto carregava a cruz, Jesus era carne viva.

A imagem que postei aqui reflete um pouco do que Jesus viveu. Eis o Servo Sofredor que morreu pelos nossos pecados e nos libertou da morte eterna. E nós católicos precisamos tomar posse dessa salvação e aceitarmos Jesus como Nosso Senhor e Salvador. Nele somos livres! Nele somos curados! Nele somos libertos de todo mal!

Aleluia! Dominus Vobiscum

Siga-nos e fique por dentro das novidades:

  

AVISO:: Agora todas as Quartas às 11h Programa Dominus  Vobiscum na Rádio Beatitudes. Uma parceria entre a melhor o Web Radio Católica e este blog. Prestigie!

Evangelho do Dia:: Vinde Comigo e Eu farei de vós pescadores de homens

Santo André foi morto conforme essa imagem: A cruz em forma de X foi colocada de cabeça para baixo.

Do Evangelho Quotidiano

Caminhando ao longo do mar da Galileia, Jesus viu dois irmãos: Simão, chamado Pedro, e seu irmão André, que lançavam as redes ao mar, pois eram pescadores. Disse-lhes: Vinde comigo e Eu farei de vós pescadores de homens. E eles deixaram as redes imediatamente e seguiram-no. Um pouco mais adiante, viu outros dois irmãos: Tiago, filho de Zebedeu, e seu irmão João, os quais, com seu pai, Zebedeu, consertavam as redes, dentro do barco. Chamou-os, e eles, deixando no mesmo instante o barco e o pai, seguiram-no. (Mt 4,18-22)

Comentário feito pela Liturgia bizantina

Quando ouviste a voz do Precursor […], quando o Verbo Se fez carne e trouxe à terra a Boa Nova da salvação, vieste a seguir colocar-te na Sua companhia e ofereceste-te como primícias, como primeira oferenda, Àquele que de imediato deste a conhecer e que apontaste a teu irmão como o nosso Deus (Jo 1,35-42). Roga-Lhe que salve e ilumine as nossas almas […], André, irmão do corifeu dos apóstolos.

Com a linha da pregação e o anzol da fé, deixaste a pesca do peixe pela pesca dos homens e afastaste do abismo do erro todos os povos; a tua voz ressoa por toda a terra. Vem instruir e iluminar todos aqueles que celebram a tua benigna memória, André, o primeiro a ser chamado [Protócleto] entre os discípulos. Senhor, imitou a Tua Paixão aquele que Te seguiu igualmente na morte e, pela cruz, pescou do abismo da ignorância aqueles que por lá vagueavam, a fim de os levar até Ti. Por isso Te suplicamos, Senhor de bondade: por intercessão de André dá a paz às nossas almas.

Alegra-te, André, tu que anuncias por todo o mundo a glória de Deus com a eloquência do céu (Sl 18,2); tu, que foste o primeiro a responder ao chamamento de Cristo e te tornaste Seu amigo íntimo; tu, que imitando a Sua bondade, reflectes a Sua luz por sobre aqueles que habitam nas trevas. Por isso celebramos a tua festa e cantamos: O seu eco ressoou por toda a terra, e a sua palavra até aos confins do mundo (Sl 18,5).

Siga-nos e fique por dentro das novidades:

  

Grupo de Nossa Senhora da Visitação Peregrina:: Cenáculo na casa de Dona Dirce

Nossa Senhora da Visitação, Rogai por nós! Acabamos de chegar de mais um Cenáculo com Nossa Senhora da Visitação. E posso dizer sem medo que são momentos como esses que me fazem ter a certeza de que Maria ama verdadeiramente seus filhos. O cenáculo de hoje foi na casa de Dona Dirce, uma senhora extremamente simpática e sorridente, uma guerreira!

Ela convidou os filhos e os vizinhos para rezarem conosco. Éramos poucos, mas a oração fervorosa foi tomando conta do local. O Santo Terço na medida em que ia sendo recitado, foi como um bálsamo na alma de todos. Me emociona ver como na suavidade da oração a Santíssima Virgem trabalha.

Até a nora de Dona Dirce, que veio de berço evangélico se emocionou e “sentiu” a presença de Maria. Ela testemunhou que no começo ficou meio atrapalhada, pois nunca havia rezado o Terço, mas mesmo se sentindo perdida, tinha uma vontade de ouvir, de entender, de estar ali. No momento em que rezamos pela família, ela disse que sentiu algo forte que nunca havia sentido em toda a sua vida.

Para nós, que vivemos este apostolado, foi um momento único de imensa graça: percebemos que naquele lugar a presença de Nossa Senhora se fez. Abaixo você pode ver as fotos do nosso Cenáculo onde cantamos, rezamos, partilhamos o evangelho e rezamos pela família de Dona Dirce.

Oração do Magnificat:: É com ela que começamos a oração do Cenáculo de Nossa Senhora da Visitação. Na direita de blusa branca, Dona Dirce que nos recebeu em sua casa.

Cânticos marianos fazem parte do nosso Cenáculo. Assim vamos abrindo nosso coração para a ação do Espírito Santo e a intercessão da Santíssima Virgem.

Oração do Santo Terço: Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós!

Dona Eliane na partilha da palavra. Nessa noite meditamos Lc 10, 21-24.

Agora, a imagem permanece na casa de Dona Dirce por uma semana para que ela possa rezar com os seus. Não tenho dúvidas de que Maria fará muito por esta família. Lembrando que, se você mora próximo a paróquia Santa Isabel em Osasco, podemos agendar um Cenáculo em sua casa. Nossa Senhora também quer visitar você!

Dominus Vobiscum

Siga-nos e fique por dentro das novidades:

  

Nota:: Obrigado leitores! Por causa do seu voto, fomos indicados para o TOP3 do TOP BLOG 2011

Estamos na final do Concurso Top Blog 2011! Louvado seja Deus! Participamos pela primeira vez e graças a Deus e ao seu voto conseguimos essa façanha. Soube da notícia hoje cedo e ficamos (eu e Amanda) muito felizes. Se chegar ao TOP100 já era uma façanha incrível, quem dirá chegar ao TOP3.

O TOP BLOG é um concurso que premia todos os anos os melhores blogs do Brasil nas mais diversas categorias. Fomos indicados na categoria Religião/Profissional/Júri Popular. Foi o seu voto que nos fez chegar até aqui! Os outros blogs que concorrem na minha categoria são o blog Esboçando Idéias e o blog Tubo de Ensaio.

Mais do que uma vitória pessoal, penso que para um blogueiro católico, essa premiação é uma premiação ao próprio Cristo e ao seu Evangelho. Porque para nós o importante é levar os ensinamentos de Cristo aos irmãos. Ele, e sempre Ele é o grande homenageado. Sei que as pessoas que nos lêem diariamente, não buscam as nossas palavras imperfeitas, mas as palavras perfeitas Daquele que é perfeito!

Todo caso, é um estímulo para o blogueiro de uma forma geral receber um prêmio assim. Isso significa que nosso esforço, nossa luta, nosso trabalho em anunciar o Cristo está sendo reconhecido pelas pessoas.

Além disso, é bom saber que os católicos estão buscando formação e doutrina em nossos blogs. Aos poucos vamos quebrando alguns paradigmas. Agora a internet já não é só um poço de futilidades. Agora também é fonte de formação e catequese. Hoje podemos ver os católicos buscando essa formação e atestando com seu apoio os sites e blogs que buscam de forma séria levar o conteúdo católico aos lares.

Além do DOMINUS VOBISCUM, diversos outros blogs católicos serão premiados. Alguns na categoria religião e outros nas mais diversas categorias.

Nossa Igreja Católica está ganhando força na rede!

Muito obrigado pelo seu apoio! Você é um dos principais responsáveis pela vitória deste modesto blog. Sem o seu voto, sem a sua ajuda em pedir outros votos, jamais teríamos conseguido. Reafirmo aqui o meu compromisso com a Santa Igreja e seus ensinamentos. Ao votar neste blog, foi nisto que você votou! Obrigado e que Deus o abençoe sempre!

Dia 17/12 sairá o resultado (entre 1º, 2º e 3º). Já temos o terceiro garantido. Mas se vier algo mais ficaremos mais felizes ainda!

Pax Domini

Siga-nos e fique por dentro das novidades:

  

Notícia:: Steve Jobs em biografia, agradece sua mãe biológica por não o abortar

Notícias Pró-Família

Desde a morte de Steve Jobs em outubro, numerosos comentaristas pró-vida ligaram o fato de que Jobs havia sido adotado à questão do aborto — apontando como o mundo seria diferente se a mãe biológica de Jobs tivesse simplesmente escolhido abortar sua gravidez indesejada.

Mas no fim das contas os grupos pró-vida não eram os únicos a fazer essa conexão: o próprio Jobs a fez. Na recente biografia oficial de Jobs, o biógrafo Walter Isaacson revela como Jobs se propôs a encontrar sua mãe biológica no começo da década de 1980, chegando ao ponto de contratar um detetive particular para a tarefa.

Embora seus esforços iniciais para encontrar sua mãe não tivessem tido êxito, Jobs persistiu, principalmente depois que sua mãe adotiva faleceu em meados da década de 1980. Jobs explicou para Isaacson a razão por que ele estava tão determinado a encontrar sua mãe biológica:

“Eu queria me encontrar com ela em grande parte para ver se ela estava bem e para agradecer a ela, pois me alegro que não terminei abortado”, disse ele. “Ela tinha 23 anos e estava passando por muitas dificuldades para me ter”.

Jobs acabou encontrando e se reunindo com sua mãe natural, Joanne Schieble. Ele disse que depois que eles se encontraram, ela muitas vezes romperia em lágrimas e pediria desculpas por entregá-lo para adoção.

“Não se preocupe”, Jobs responderia, de acordo com Isaacson. “Tive uma grande infância. No final deu tudo certo”.

Siga-nos e fique por dentro das novidades:

  

Notícia:: Papa aos jovens: “Sejam verdadeiros defensores da vida e da Criação”

Da Rádio Vaticana

Bento XVI recebeu em audiência, nesta segunda-feira, os estudantes que participaram do encontro promovido pela Fundação Irmã Natureza, de inspiração franciscana.

O Papa destacou que o “respeito pelo ser humano e o respeito pela natureza são um só”. “Os prejuízos provocados pela falta de respeito pelo meio ambiente mostram que é urgente uma mudança de rota para que as gerações futuras possam desfrutar de um Planeta habitável” – disse o Pontífice aos cerca de sete mil estudantes presentes, na Sala Paulo VI, no Vaticano.

Bento XVI frisou que a data de hoje escolhida para a realização do encontro quis recordar São Francisco de Assis, proclamado Padroeiro da Ecologia, por João Paulo II, em 29 de novembro de 1979.

“É evidente que não pode existir um futuro bom para a humanidade se não nos educarmos a um estilo de vida responsável em relação à Criação. E tal estilo se aprende primeiramente na família e na escola. A grande e maravilhosa árvore da vida não é fruto de uma evolução cega e irracional, mas reflete a força e o amor de seu Artífice” – disse o Santo Padre.

O Pontífice sublinhou que quando o homem se esquece de colaborar com Deus, suas atitudes podem prejudicar a Criação e o próprio ser humano, “como vemos acontecer, infelizmente, em várias ocasiões”.

Segundo Bento XVI, “o respeito pelo meio ambiente não pode esquecer o reconhecimento do valor da pessoa humana e sua inviolabilidade em todas as fases da vida e em todas as suas condições”.

O Papa concluiu pedindo aos jovens para que sejam verdadeiros defensores da vida e da Criação.

Siga-nos e fique por dentro das novidades:

  

Estudo: A Crucificação de Cristo:: Ele morreu para nos dar a salvação

Começo esse post com uma excelente notícia: Estamos na final do TOPBLOG 2011! Glórias sejam dadas a Cristo Jesus. Classificamos-nos entre os três primeiros blogs na categoria profissional pelo voto popular. Ou seja: Foi graças a você que visita e divulga o blog que chegamos lá!  Deus abençoe você! Para você ter uma idéia do feito, a categoria Religião se divide em três: Pessoal, Profissional júri popular e Profissional júri Acadêmico. Ou seja, nove blogs são premiados e desses nove, seis são católicos. Isso mostra a força da Igreja Católica também nos blogs. E mais: Aos poucos os católicos têm recorrido à formação católica que está disponível na Internet!

 Falando em formação, vamos voltar a ela. O trecho do catecismo de hoje diz:

Para Deus, todos os momentos do tempo estão presentes em sua atualidade. Ele estabelece, portanto, seu projeto eterno de “predestinação” incluindo nele a resposta livre de cada homem à sua graça: “De fato, contra teu servo Jesus, a quem ungiste, verdadeiramente coligaram-se, nesta cidade, Herodes e Pôncio Pilatos com as nações pagãs e os povos de Israel, para executar tudo o que, em teu poder e sabedoria, havias predeterminado” (At 4,27-28). Deus permitiu os atos nascidos de sua cegueira, a fim de realizar seu projeto de salvação. (Cat. §600)

Quero começar com uma pergunta: Deus é preso ao tempo? Deus pode voltar no passado da humanidade ou ir ao futuro se quiser? Sua graça pode ser dada no passado, presente ou futuro?

Se você respondeu sim, você acertou! Deus pode tudo! Deus não está preso ao tempo. Ele criou o tempo. As graças de Deus podem ser aplicadas no passado, no presente e no futuro. Nós homens, somos presos ao tempo. Temos uma vida cronológica, mas Deus não! E é justamente sobre isso que vamos conversar hoje: A morte de Jesus Cristo foi uma graça aplicada ao passado, ao presente e ao futuro da humanidade. O Sacrifício de Jesus na cruz redimiu os homens que vieram antes Dele, os que vieram no tempo Dele e os que vieram depois Dele.

Quando Jesus morreu (e Ele morreu de fato!) a Igreja ensina que Ele desceu a mansão dos mortos como todos os outros mortos (você reza isso no creio). Só que ao chegar lá, sem pecado e sem culpa e tendo remido os homens do pecado o que Ele fez? Retirou de lá todos o que lá estavam. Ou seja, Ele deixou a mansão dos mortos vazia!

Mas essa graça que aconteceu aos que já morreram, também pode ser aplicada aos que nasceram depois de Cristo. Para alcançar a Salvação, nós que somos nascidos depois de sua vinda precisamos fazer duas coisinhas básicas:

  1. Aceitar Jesus como o seu Senhor e Salvador, assumindo que seu sacrifício fora por você!
  2. Passar a viver a vida buscando a santidade e lutando contra o pecado.

Essa segunda parece ser bem difícil heim? Mas calma ai! Jesus nos deixou algo para tornar essa caminhada menos pesada: O Sacramento da Confissão.

Isso quer dizer que em outras palavras, Jesus fez 95% de tudo, e deixou uns 5% para fazermos. Agora o que depende de nós é uma resposta concreta e contínua para alcançar a salvação. E isso é muito importante, porque nossa fé é mostrada através de atos concretos. Falar que aceita Jesus como Senhor de sua vida, e viver uma vida totalmente contrária ao que Jesus nos ensinou não vai te levar ao céu.

E vale a pena relembrar: Como disse o Catecismo da Igreja Católica, são os atos que nascem da cegueira do pecado que nos afastam de Cristo e que podem até matá-lo dentro dos nossos corações. Na nossa própria história com Jesus, podemos desempenhar o papel de Maria que ficou aos pés da cruz de Cristo até o fim, ou podemos desempenhar o papel de Pilatos, lavando nossas mãos e deixando Jesus que está em nós à deriva.

Que no dia de hoje possamos reassumir Jesus como Senhor e Salvador de nossas vidas, bem como retomar nossa luta para viver a santidade.

Dominus Vobiscum

Siga-nos e fique por dentro das novidades:

  

AVISO:: Agora todas as Quartas às 11h Programa Dominus  Vobiscum na Rádio Beatitudes. Uma parceria entre a melhor o Web Radio Católica e este blog. Prestigie!

Evangelho do Dia:: Escondeste estas coisas aos sábios e aos inteligentes e as revelaste aos pequeninos

Do Evangelho Quotidiano

Naquele tempo, Jesus estremeceu de alegria sob a ação do Espírito Santo e disse: Bendigo-te, ó Pai, Senhor do Céu e da Terra, porque escondeste estas coisas aos sábios e aos inteligentes e as revelaste aos pequeninos. Sim, Pai, porque assim foi do teu agrado. Tudo me foi entregue por meu Pai; e ninguém conhece quem é o Filho senão o Pai, nem quem é o Pai senão o Filho e aquele a quem o Filho houver por bem revelar-lho. Voltando-se, depois, para os discípulos, disse-lhes em particular: Felizes os olhos que vêem o que estais a ver. Porque digo-vos muitos profetas e reis quiseram ver o que vedes e não o viram, ouvir o que ouvis e não o ouviram! (Lc 10,21-24)

Comentário do Evangelho do dia feito por Santo Afonso-Maria de Ligório (1696-1787), bispo e doutor da Igreja

Deus fez-nos nascer depois da vinda do Messias: quantas ações de graças não Lhe devemos! Uma vez operada a redenção por Jesus Cristo, quão maiores são os benefícios que recebemos! Abraão, os patriarcas e os profetas desejaram ardentemente ver o Redentor, mas não tiveram essa felicidade. Eles cansaram por assim dizer o céu com os seus suspiros e as suas súplicas: Céus, destilai lá das alturas o orvalho, e as nuvens façam chover o Justo! […] Enviai o Cordeiro soberano da terra (Is 45,8; 16,1 Vulg). […] Ele reinará nos nossos corações e nos livrará da escravatura na qual vivemos miseravelmente. Senhor, faz-nos ver a Tua bondade, e concede-nos a salvação (Sl 84,8). Quer dizer: Apressa-Te, Deus misericordioso, a derramar sobre nós a Tua ternura, enviando-nos o objeto principal das Tuas promessas, Aquele que nos virá salvar. Foram estes os suspiros, foram estas as súplicas ardentes dos santos, antes da vinda do Messias; contudo eles foram privados durante quatro mil anos da felicidade de O ver nascer. Esta felicidade estava-nos reservada a nós. Mas que fazemos? Que proveito tiramos dela? Sabemos amar este amoroso Redentor agora que Ele veio, que nos libertou das mãos dos nossos inimigos, que nos resgatou da morte eterna ao preço da Sua vida […], que nos abriu o paraíso, que nos muniu de tantos sacramentos e de tantas ajudas poderosas para que O amemos e sirvamos em paz durante esta vida e nos alegremos para sempre na outra? […] Minha alma, estarás realmente cheia de ingratidão se não amares o teu Deus, este Deus que quis ser enfaixado para te livrar das cadeias do inferno, pobre para te comunicar as Suas riquezas, fraco para te tornar forte contra os teus inimigos, oprimido pelo sofrimento e pela tristeza para lavar os teus pecados com as Suas lágrimas.

Siga-nos e fique por dentro das novidades: