Notícia:: Dupla lésbica deseja processar confeiteira que se negou a fazer bolo para o seu casamento

Notícias Pró-Família

Uma confeiteira de Iowa que de forma cortês recusou fornecer um bolo de casamento para duas lésbicas com base em seus valores cristãos poderá enfrentar ação legal por parte da dupla.

O “casamento” de mesmo sexo foi legalizado em Iowa em 2009 pelo Supremo Tribunal desse estado, e uma lei estadual de direitos civis de 2007 proíbe discriminação com base na orientação sexual em assuntos de emprego, educação, moradia e acomodação pública.

Na terça-feira, a estação de televisão KCCI 8 da cidade de Des Moines entrevistou Trina Vodraska e Janelle Sievers, que disseram que ficaram “chocadas” quando uma dona de confeitaria de casamento local recusou fornecer um bolo para a cerimônia delas.

“Foi humilhante, sabe, foi como se ela tivesse nos castigado por querermos fazer negócio com ela”, disse Vodraska.

Victoria Childress, que dirige seu estabelecimento comercial a partir de seu lar, disse que informou à dupla que, com base em suas convicções cristãs, ela não tinha condições de lhes dar um bolo. Tanto ela quanto a dupla dizem que a conversa foi cordial.

“Não fiz o bolo por causa de minhas convicções pelo estilo de vida delas. É meu direito como dona do negócio. É meu direito, e isso não é cometer discriminação contra elas”, disse Childress.

“Não tem tanto a ver com elas quanto comigo, e minha caminhada com Deus e a satisfação que terei de dar a ele”, acrescentou ela.

“Elas me agradeceram por ser honesta com elas. Elas foram muito agradáveis. Não as menosprezei, nem falei de forma rude com elas. Não havia nenhum comentário condescendente, nada”.

Em sua reportagem, a estação de televisão diz que a dupla está insegura se deve entrar com uma queixa de direitos civis diante do estado. Contudo, a dupla desde então anunciou, conforme as reportagens, uma declaração chamando Childress de “intolerante”, e a confeiteira diz que está sendo inundada com tantos e-mails com palavras de ódio que ela parou de lê-los.

“É realmente difícil ler coisas assim”, ela disse para FOX News. “Sou uma pessoa muito quieta e de voz suave. Mas quando defendo minhas convicções contra certas coisas, tenho muita firmeza com relação a isso”.

Os estabelecimentos comerciais dos Estados Unidos, inclusive donos de locais de recepção e fotógrafos recusando oferecimento de serviço para duplas homossexuais, estão rotineiramente se tornando alvos de processos e perseguições em estados que legalizaram o “casamento” de mesmo sexo ou uniões civis homossexuais. Muitas vezes as queixas se propagam pelos meios de comunicação, principalmente blogs gays, onde aqueles que apoiam direitos para gays são incentivados a manter a pressão sobre os que violam a lei.

Siga-nos e fique por dentro das novidades:

Oração::1º Dia da Novena de Nossa Senhora das Graças

No dia 27 de novembro nós comemoramos a Aparição de Nossa Senhora das Graças a Santa Catarina Labouré. Geralmente a Novena da Medalha Milagrosa inicia-se dia 19 de novembro para encerrar-se dia 27. Mas em virtude das festividades da Capela Nossa Senhora das Graças pertencente a minha paróquia, irei iniciar a novena aqui hoje. Terminaremos um dia antes também. Aconselho-vos a, no dia da comemoração fazer um esforço para comparecer a Santa Missa. Dedico essa novena a minha noiva (Amanda Bettoni) que publica o evangelho todos os dias da semana aqui no blog. Ela é devota de Nossa Senhora das Graças e vamos rezar juntos esta novena (como rezamos todas as outras).

1. Comecemos com o sinal da Santa Cruz

2. Rezemos o Ato de Contrição (para ser rezada todos os dias no início das orações)

Meu bom Jesus que por mim morrestes na cruz, tende piedade de mim, perdoai os meus pecados e dai-me a graça de nunca mais pecar.

3. Meditemos: A 1ª aparição a Santa Catarina Labouré

Contemplemos a Virgem Imaculada, em sua primeira aparição a Santa Catarina Labouré. A piedosa noviça guiada por seu Anjo da Guarda é apresentada à Imaculada Senhora. Consideremos sua inefável alegria. Seremos também felizes, como Santa Catarina, se trabalharmos com ardor na nossa santificação. Gozaremos as delícias do Paraíso, se nos privarmos dos gozos terrenos.

4. Súplica a Nossa Senhora das Graças:

Ó Imaculada, Virgem Mãe de Deus e nossa Mãe ao contemplar-nos de braços derramando graças sobre os que vos pedem cheios de confiança na Vossa poderosa intercessão inúmeras vezes manifestada pela Medalha Milagrosa, embora reconhecendo a nossa indignidade por causa de nossas numerosas culpas, acercamo-nos de vossos pés para vos expor durante esta Novena as nossas prementes necessidades… ( um instante de silêncio. Aqui você a graça a ser alcançada ). Concedei, pois, ó Virgem da Medalha Milagrosa este favor que confiantes vos solicitamos para maior glória de Deus, engrandecimento do Vosso nome e bem de nossas almas e para melhor servirmos ao Vosso Divino Filho, inspirai-nos um profundo ódio ao pecado e dai-nos a coragem de nos afirmar sempre verdadeiros cristãos. Amém.

– Pai-nosso… 3 Ave-Marias… Glória ao Pai…

Siga-nos e fique por dentro das novidades:

  

Clique aqui e vote!

***** V O T E   N O   B L O G   D O M I N U S   V O B I S C U M *****

 

Notícia:: Papa chega ao Benin: “Tinha o desejo de voltar à África”

Da Radio Vaticana

Bento XVI encontra-se no Benin, na capital Cotonou, em sua 22ª viagem apostólica internacional, por ocasião dos 150 anos de evangelização desse país africano e da entrega aos bispos do continente da Exortação Apostólica Pós-Sinodal Africae Munus.

O Papa partiu, nesta sexta-feira, do aeroporto romano internacional “Leonardo da Vinci” e momentos antes da partida recebeu a saudação do novo primeiro-ministro italiano, Mario Monti. O Santo Padre chegou ao aeroporto internacional “Cardeal Bernardin Gantin”, em Cotonou, ao meio-dia (hora de Brasília), e foi recebido pelo Presidente do Benin, Thomas Yayi Boni e sua esposa, pelo Arcebispo de Cotonou, Dom Antoine Ganyé, e demais autoridades eclesiais e do Governo, e um grupo de fiéis.

A seguir, teve início a cerimônia de boas-vindas. Em seu discurso, Bento XVI destacou seu afeto pelo continente africano e pelo Benin. “Tinha o desejo de voltar à África, sendo esta viagem apostólica motivada por uma tríplice razão. Antes de mais nada, o amável convite que me fez o Senhor Presidente para visitar o país e que foi acompanhado por igual iniciativa da Conferência Episcopal do Benin; iniciativas estas que caíram num momento propício, ou seja, no ano em que o Benin celebra o quadragésimo aniversário do estabelecimento de suas relações diplomáticas com a Santa Sé, bem como o sesquicentenário de sua evangelização” – frisou o Papa.

O Pontífice sublinhou que com essa viagem, cumpre-se seu desejo de entregar, em terra africana, a Exortação Apostólica Pós-Sinodal Africae Munus, cujas reflexões irão guiar a ação pastoral das comunidades cristãs nos próximos anos.

O terceiro motivo da viagem do Papa é de ordem pessoal ou afetiva. “Sempre tive grande estima por um filho desta nação, o Cardeal Bernardin Gantin. Durante muitos anos, trabalhamos cada qual nas próprias atribuições, a serviço da mesma Vinha, ajudando o meu predecessor, o Beato João Paulo II, a exercer o seu Ministério Petrino. O Cardeal Gantin conquistara o respeito e a estima de muitos. Por isso, pareceu-me justo vir ao seu país natal, rezar junto de sua sepultura e agradecer ao Benin por este filho ilustre que deu à Igreja” – sublinhou.

O Benin é uma terra de antigas e nobres tradições, com uma história prestigiosa. “A transição para a modernidade deve ser guiada por critérios seguros, que se baseiam nas virtudes que estão enraizadas na dignidade da pessoa, na grandeza da família e no respeito pela vida. Todos estes valores têm em vista o bem comum, o único que deve prevalecer, constituindo a preocupação suprema de cada responsável” – concluiu Bento XVI – reiterando o compromisso da Igreja em prol do bem desta nação africana.

Siga-nos e fique por dentro das novidades:

Notícia:: Vaticano toma medidas legais pela ofensa da Benetton ao Papa

Do ACI Digital

A Secretaria de Estado do Vaticano informou ontem que ordenou os seus advogados a realizarem as ações legais correspondentes contra a Benetton pelo montagem de fotos ofensiva na qual se apresenta o Papa Bento XVI beijando um imã muçulmano.

Ontem Benetton lançou e retirou uma publicidade com uma montagem fotográfica que mostra o Santo Padre beijando o ímã da mesquita Al-Azhar no Cairo (Egito), Ahmed Mohamed El-Tayeb. A imagem foi pendurada na Ponte de Sant’Angelo, em Roma, a poucos metros do Vaticano.

O pôster faz parte da campanha da Benetton titulada “Unhate: contra o ódio” e mostra outros líderes mundiais beijando-se como o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, com o presidente chinês Hu Jintao; o presidente da França Nicolas Sarkozy com a chanceler alemã Angela Merkel; entre outros.

No comunicado de hoje da Santa Sé se destaca que “a Secretaria de Estado encarregou os seus advogados de empreender, na Itália e em outros países, as ações oportunas para impedir a circulação, também através dos meios de comunicação massivos, da montagem realizada no âmbito da campanha publicitária de Benetton”.

Na montagem fotográfica, indica o texto, “aparece a imagem do Santo Padre de um modo, tipicamente comercial, considerado lesivo não só para a dignidade do Papa e da Igreja Católica, mas também para a sensibilidade dos fiéis”.

O dia de ontem o diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Pe. Federico Lombardi, expressou a protesta do Vaticano pelo “uso absolutamente inaceitável da imagem do Santo Padre, manipulada e instrumentalizada” e adiantou a possibilidade das ações legais que agora ordenou realizar.

Siga-nos e fique por dentro das novidades:

Série Espiritualidade: Deixa de queixas! Coragem! Toma tua cruz e segue-me!

Do Livro Imitação de Cristo

Jesus: Filho, que é o que estás dizendo? Deixa de te queixar, em vista da minha paixão e dos sofrimentos dos santos. Ainda não tens resistido até derramar sangue. Pouco é o que sofres em comparação do muito que padeceram eles em tão fortes tentações, tão graves tribulações, tão várias provações e angústias. Convém, pois que te lembres dos graves trabalhos dos outros, para que mais facilmente sofras os teus, que são mais leves. E se te não parecem tão leves, olha, não venha isso de tua impaciência. Contudo, sejam graves ou leves, procura levá-los todos com paciência.

Quanto melhor te dispões para padecer, tanto mais paciente serás em tuas ações e maiores merecimentos ganharás; com a resignação e a prática torna-se também mais suave o sofrimento. Não digas: não posso sofrer isto daquele homem, nem estou para aturar tais coisas, pois me fez grave injúria e me acusa de coisas que jamais imaginei; de outros sofreria facilmente, quanto julgasse que devia sofrer. Insensato é semelhante pensar, pois não considera a virtude da paciência nem olha àquele que há de coroá-la, mas só atende às pessoas e às ofensas recebidas.

Não é verdadeiro sofredor quem só quer sofrer quanto lhe parece e de quem lhe apraz. O verdadeiro paciente também não repara em quem exercita a paciência; se for seu superior, ou igual, ou inferior, se for homem bom e santo, ou mau e perverso. Mas, sem diferença de pessoa, sempre que lhe sucede qualquer adversidade, aceita-a gratamente da mão de Deus e a considera um grande lucro para sua alma. Porque aos olhos de Deus qualquer coisa, por insignificante que seja, que soframos por amor dele terá seu merecimento.

Aparelha-te, pois, para o combate, se queres a vitória. Sem peleja não podes chegar à coroa da vitória. Se não queres sofrer, renuncia à coroa; mas, se desejas ser coroado, luta varonilmente e sofre com paciência. Sem trabalho não se consegue o descanso e sem combate não se alcança a vitória.

A alma: Tornai-me, Senhor, possível, pela graça, o que me parece impossível pela natureza. Vós bem sabeis quão pouco sei sofrer, e que logo fico desanimado com a menor contrariedade. Tornai-me amável e desejável qualquer prova e aflição, por vosso amor, porque o padecer e penar por vós é muito proveitoso à minha alma.

Siga-nos e fique por dentro das novidades:

  

Clique aqui e vote!

***** V O T E   N O   B L O G   D O M I N U S   V O B I S C U M *****


Evangelho do Dia:: Minha casa é casa de oração

Do Evangelho Quotidiano

Depois, Jesus entrou no templo e começou a expulsar os que ali estavam vendendo. E disse: “Está escrito: ‘Minha casa será casa de oração’. Vós, porém, fizestes dela um covil de ladrões”. Todos os dias, ele ficava ensinando no templo. Os sumos sacerdotes, os escribas e os notáveis do povo procuravam um modo de matá-lo. Mas não sabiam o que fazer, pois o povo todo ficava fascinado ao ouvi-lo falar. (Lc 19,45-48)

Comentário feito por Jean Tauler (c. 1300-1361), dominicano em Estrasburgo

Nosso Senhor ensina-nos pessoalmente o que devemos fazer para que o nosso interior se torne uma casa de oração, pois o homem é, verdadeiramente, um templo consagrado a Deus. Em primeiro lugar devemos expulsar de lá os vendilhões, isto é, as imagens e representações dos bens criados e tudo o que for satisfação nas coisas do mundo e fruição da vontade própria. Depois, é preciso lavar o templo com lágrimas para o purificar. Os templos não se tornam todos santos pelo simples fato de serem sítios habitáveis […]; é Deus que os torna santos.

O templo de que se fala aqui é o amável templo de Deus, onde Deus está na verdade quando […] nele criarmos um lugar específico para Ele. Como poderia Deus eleger como residência uma alma antes de ela ter o mínimo pensamento de Deus? Não está ela tantas vezes atafulhada de tantas outras coisas?

Siga-nos e fique por dentro das novidades:

Estudo Jesus sinal de contradição :: 4ª Sinal: A filiação divina

Somente a identidade divina da pessoa de Jesus pode justificar uma exigência tão absoluta quanto esta: “Aquele que não está  comigo está  contra mim” (Mt 12,30); assim, também, quando diz que nele está  “mais do que Jonas… mais do que Salomão” (Mt 12,41-42), “mais do que o Templo”; ou quando lembra, referindo-se a si mesmo, que Davi chamou o Messias de seu Senhor, ao a firmar “Antes que Abraão fosse, Eu Sou” (Jo 8,58); e até “Eu e o Pai somos um” (Jo 10,30). (CIC§590)

Jesus nunca negou quem era. Isso deixava os mestres e doutores da Lei enraivecidos a ponto de desejar matá-lo. O que os deixava furiosos não era apenas o fato dessa blasfêmia, mas o fato de Jesus não se enquadrar no seu modo de vestir, de proceder, de agir…

Mas Jesus não vestia as suas roupas pomposas e nem agia como eles. Jesus era simples. Jesus era revestido de uma autoridade ímpar porque pregava o que vivia e vivia o que pregava. Por que o Filho de Deus tem que ser tão simples? Por que Ele não vangloria de ser o Filho de Deus? Eram perguntas como essas que eles faziam interiormente. Ora, se Jesus fosse o Filho de Deus, isso implicaria em uma mudança radical ao estilo de vida que eles estavam acostumados.

Hoje, vemos pessoas que desejam matar mais uma vez Jesus Cristo, não fisicamente, mas desejar eliminá-lo do seio da sociedade, descartando seus ensinamentos, seus conceitos e a sua Igreja, que é a guardiã fiel dos seus ensinamentos. A questão é: Porque?

Hora, caríssimos, isso é muito simples. O Jesus dos evangelhos, o Jesus que a Igreja ensina não compactua com a vida de pecado que a sociedade em que vivemos hoje vive. Já notou que as pessoas gostam das palavras bonitas de Jesus, mas ignoram as palavras de verdade que o mesmo Jesus duramente diz condenando o pecado? O Jesus dos evangelhos continua sendo o mesmo de ontem, de hoje e de sempre. Ele continua sendo o Filho de Deus. Ele continua, mesmo nessa presença “velada” revestido de uma autoridade que não se explica. A sua Igreja, muito embora seja perseguida, difamada e atacada, continua firme e de pé e lutando pelo verdadeiro Reino de Deus.

Jesus Cristo e sua Igreja até hoje são um sinal claro de contradição. As pessoas querem eliminá-los da sociedade para continuar vivendo seus crimes e pecados, sem que haja alguém que exorte a verdade. O ódio a Jesus e a Igreja na verdade é um ódio contra a verdade.

Porém jamais o mal triunfará sobre Jesus e a sua Igreja. Ele é o Filho de Deus. A vitória é certa. A questão aqui é, quando Cristo voltar e instaurar seu Reino sobre a Terra,de que lado você estará? Do lado que busca seguir o Mestre ou do lado que deseja viver uma vida de pecado sem pesos na consciência? Jesus é sinal de contradição sim. A questão é: De que lado você está agora?

Pax Domini

Siga-nos e fique por dentro das novidades: