Estudo: O Amor que vem da cruz:: Morremos com Cristo para ressuscitar com Ele

Uma boa notícia a todos os batizados:

O Batismo, cujo sinal original e pleno é a imersão, significa eficazmente a descida ao túmulo do cristão que morre para o pecado com Cristo em vista de uma vida nova: “Pelo Batismo nós fomos sepultados com Cristo na morte, a fim de que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai, assim também nós vivamos vida nova” (Rm 6,4). (Cat. §628)

Quando somos batizados, deixamos de ser criaturas de Deus para nos tornarmos em Cristo, Filhos de Deus. E quando isso acontece, passamos a fazer, ainda que de forma mística, parte do Corpo de Cristo. Falando de uma forma bem simples para você entender: Nos primórdios do cristianismo, a pessoa quando era batizada ela mergulhava nas águas. Ao fazer isso, ela estava “afundando” o homem e a mulher velha para que dali surgisse um homem novo e uma mulher nova.

Por isso dizemos que morremos com Cristo, e ressuscitamos com Ele. Essa é a boa nova que temos para hoje. Eu e você não somos chamados a uma vidinha mixuruca. Não somos chamados a uma sobrevida. Somos chamados a ter uma vida de alegrias em Cristo.

Vida Nova significa uma vida alegre, cheia de vitalidade. Não significa uma vida estragada pelo pecado. Essa é a vida velha. Quem decide pelo batismo, e mais pra frente faz a confirmação desse mesmo batismo (Crisma), é a pessoa que deseja esse novo viver.

É possível ser feliz e viver uma vida de plenas realizações estando longe do pecado. A alegria verdadeira não brota de uma vida de pecado. Ela vem do próprio Cristo que é cabeça da Igreja. Quem recebe essa alegria pode testemunhar isso. A alegria de Cristo permanece. A alegria das baladas termina quando a balada termina. Não digo que você precisa ser alguém que não se diverte. Muito pelo contrário. A diversão faz parte da vida. O que digo é que precisamos ter limites. Um homem novo tem limites. A mulher nova também viu? É possível ser feliz sem pecar.

Pode sair? Claro! Desde que você tenha consciência do lugar aonde você vai, e com quem você vai. Pode namorar? Com certeza! Desde que seja um namoro dentro dos limites de Deus e da decência. Vamos combinar! Católico derrubando o muro é feio! Católico “pegador” mais feio ainda! Católica piriguete melhor nem pensar! Mas se for um namoro decente pode sim. Lembre-se: Castidade e Respeito são fundamentais. Pode dançar? Eu amo dançar. Pena que minha noiva não seja assim tão dançarina. Dependendo do lugar e do tipo de dança, não é pecado algum. Pode tomar uma cervejinha? Na bíblia não diz que se não pode beber. Na bíblia diz que é proibido se embriagar (olha o limite ai!). Além disso, você pode ver um filme, ir ao teatro, parques, praia, viagens… Tem um monte de coisas bacanas para se fazer. O que um homem e uma mulher ressuscitada com Cristo não pode fazer é pecar! O pecado sim é coisa de homens e mulheres velhos.

Nosso intuito com esse texto é que você está lendo esse blog hoje, reveja sua vida e se proponha a viver 2012 como um ano diferente. Que você possa viver em plenitude, mas sem pecado. Viver em abundância com alegria, com vida, com muitos amigos, e muitas realizações. Mas que possa ser um ano onde você viva tudo isso, sem desagradar o Senhor Jesus, pois você foi ressuscitado (a) Nele pelo Batismo.

Podemos combinar assim?

Siga-nos e fique por dentro das novidades:

  

AVISO:: Estamos assumindo aqui no blog Dominus Vobiscum uma campanha de oração pela Jornada Mundial da Juventude. A proposta é que todo católico reze um terço por dia de hoje até o evento que acontecerá em 2013 no Rio de Janeiro. Você topa o desafio?

6 comentários sobre “Estudo: O Amor que vem da cruz:: Morremos com Cristo para ressuscitar com Ele

  1. Muito bom o texto , o interessante é que durante a manhã eu ouvia uma pregação sobre nosso testumunho diante do mundo, que Deus abençoe você meu irmão , e tenha um 2012 consagrado ao nosso Senhor Jesus, abraços !

    • Caro Valdo,
      Não tomemos as expressões bíblicas ao pé da letra. Um texto fora do contexto vira pretexto. Jesus tomou vinho e nunca foi devasso. A questão aqui é ter limite. O que a Igreja pretende é formar homens e mulheres equilibrados. Tomar dois copinhos de cerveja não vai fazer mal a ninguém.

      Pax Domini

  2. Falando da diversão:
    Realmente a vida equilibrada em todos os sentidos é um bom caminho para se chegar ao Pai. Sou cristã metodista e acredito nisso também.
    Infelizmente, muitas pessoas não conseguem manter um controle sobre seus hábitos e terminam por abusar, especialmente em dias de festas. Se for Natal, então, nem irão se lembrar do estão comemorando.
    Ao sermos comedidos, somos taxados de vários apelidos e postos de lado. Se fizermos alguma crítica a quem comete exageros então, são capazes de convidar-nos a nos retirarmos do ambiente.
    Para esses, é algo estranho achar que é possível a diversão sem alterar a mente com álcool ou drogas ou fazer pose com o cigarro entre os dedos. Só mais tarde, quando as consequências trágicas vierem, compreenderão seus enganos.
    Dar bom exemplo, fazer diferença é forma gratificante de testemunhar que somente a vontade de Deus nos pode influenciar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s