Twittaço:: #JMJ2013EuApoio Fique por dentro!

O Brasil já se prepara para receber a Jornada Mundial da Juventude. Em 2013, pela primeira vez na história deste país, jovens católicos de todo mundo vão se reunir com Bento XVI aqui na Terra de Santa Cruz! Engana-se quem pensa que a Jornada ainda vai começar: Ela já começou.

Desde que a Jornada Mundial da Juventude terminou em Madrid, nós brasileiros já estamos nos mobilizando para esse, que será com certeza, um dos maiores eventos católicos da nossa história. Basta saber que a Cruz da Juventude já está rodando o Brasil! Aqui mesmo em Osasco nós já a recebemos.

Alguns organizadores acreditam que em 2013, 1 milhão de católicos estarão no Rio de Janeiro para rezar com o Papa. Eu sou um pouco mais ousado: Se nós brasileiros fizermos uma boa divulgação convidando e motivando outros jovens, teremos muito mais público do que qualquer outra Jornada Mundial da Juventude.

Acredito nisso por que o Brasil é o maior país católico do mundo e o evento sendo aqui, será possível que muitos jovens brasileiros e latino-americanos que não teriam condições de ir a Europa participar de uma jornada possam fazê-lo. Segundo o IBGE, somos 190 milhões de pessoas sendo cerca de 48 milhões jovens entre 15 a 29 anos. A conta é simples: Se 50% desses jovens forem católicos e 20% dessa metade for a JMJ 2013, teremos um público base de 2,4 milhões. Se acrescentarmos ai os adultos que também irão à jornada, mais os padres e religiosos em geral esse número será ainda maior. E isso porque ainda não falei dos estrangeiros que virão participar do evento. Minha opinião é de 3 a 4 milhões de pessoas nessa JMJ.

Porém para que isso aconteça, é preciso que comecemos a divulgar, promover e motivar todas as pessoas que conhecemos. É preciso antes de tudo se alegrar com esse evento, que certamente vai mexer com os corações de muitos católicos.

Um evento desses sempre renova nossa fé. Mexe com a fé dos que não conhecem a Deus. Inflama a fé dos que já tem Jesus como Senhor. Serão muitos os que vão retornar ao seio da Igreja. Muitas conversões. Muitas graças serão derramadas.

Embora eu nunca tenha não ido a uma JMJ, pude estar em países que sediaram a jornada e pude ouvir da boca dos católicos que participaram, os frutos deste evento. Pude ouvir também de brasileiros que participaram das jornadas como essa experiência fortaleceu a fé e os animou a perseverar. Se eu que nunca fui na Jornada estou empolgado, mais ainda devem estar os brasileiros que já participaram de uma JMJ!

Por isso quero convidar aos católicos espalhados no Brasil e no mundo a começarmos uma campanha de divulgação em massa da Jornada. Quanto mais cedo começarmos a fazer essa mobilização melhor. Queremos que os irmãos do Nordeste, do Norte, do Centro-Oeste e do Sul se mobilizem para estar conosco.  E quanto mais tempo as pessoas tiverem para se organizar melhor (alugar ônibus, hospedagem, grana para outras despesas). Quem mora longe sabe o que se gasta muito para isso.

Então dia 16/01/2012 queremos fazer o primeiro twittaço convocando os católicos a apoiar a JMJ usando a tag #JMJ2013EuApoio. Fazendo isso, vamos mostrar as pessoas que teremos um evento único no nosso país e que todos são convidados. Se você tem um site católico ou blog, quero te convidar a neste mesmo dia fazer um texto sobre a JMJ e postar no seu blog. Use sua criatividade! Você pode falar das suas expectativas, pode entrevistar alguém que já esteve uma JMJ, pode fazer uma charge, pode postar músicas… A Idéia é que neste dia, possamos invadir a rede com a Jornada Mundial da Juventude.

Se chegarmos aos TTs, muita gente vai ficar sabendo do evento e vai procurar se informar sobre ele. Podemos fazer todo esse trabalho de divulgação pela rede. E creia: Isso vai motivar muitos irmãos.

Resumindo:

  • Se você tem um blog, dia 16/01/2012 crie um texto sobre a JMJ;
  • Se você tem twitter, dia 16/01/2012 às 14h venha fazer parte do twittaço usando a tag #JMJ2013EuApoio.

Podemos contar com você? Desde já muito obrigado!

Siga-nos e fique por dentro das novidades:

  

Anúncios

Estudo sobre a ressurreição de Cristo:: A Morada dos Mortos

A Igreja ensina que Jesus depois de sua morte e antes da sua ressurreição, Ele desceu aos infernos. Visitou a morada dos mortos. Isso nós rezamos na oração do creio.

As freqüentes afirmações do Novo Testamento segundo as quais Jesus “ressuscitou dentre os mortos” (1Cor 15,20) pressupõem, anteriormente à ressurreição, que este tenha ficado na Morada dos Mortos. Este é o sentido primeiro que a pregação apostólica deu à descida de Jesus aos Infernos: Jesus conheceu a morte como todos os seres humanos e com sua alma esteve com eles na Morada dos Mortos. Mas para lá  foi como Salvador, proclamando a boa notícia aos espíritos que ali estavam aprisionados. (Cat. §632)

Jesus literalmente morreu. Isso nós vimos aqui. Só que a sua descida a morada dos mortos teve um caráter de salvação. Vou explicar. Antes da vinda de Jesus, as pessoas que morriam desciam para a Mansão dos Mortos. Ali as almas repousavam. Justos e pecadores aguardavam ali o destino da sua eternidade.

A Escritura denomina a Morada dos Mortos, para a qual Cristo morto desceu, de os Infernos, o sheol ou o Hades, Visto que os que lá se encontram estão privados da visão de Deus. Este é, com efeito, o estado de todos os mortos, maus ou justos, à espera do Redentor que não significa que a sorte deles seja idêntica, como mostra Jesus na parábola do pobre Lázaro recebido no “seio de Abraão”. “São precisamente essas almas santas, que esperavam seu Libertador no seio de Abraão, que Jesus libertou ao descer aos Infernos”. Jesus não desceu aos Infernos para ali libertar os condenados nem para destruir o Inferno da condenação, mas para libertar os justos que o haviam precedido. (Cat. §633)

Ao morrer e visitar a Mansão dos Mortos, Jesus com seu poder salvífico resgatou dali os justos. Depois da descida de Jesus ao Sheol, nenhum justo lá permaneceu. Esses dias eu estava pensando nisso e cheguei a algumas conclusões que gostaria de partilhar com você.

1. Aquele que é justo, sempre será resgatado pelo Senhor. Vale a pena se esforçar para ser um bom cristão, um bom católico. É preciso buscar a justiça do Senhor para que na hora Dele, Ele mesmo venha nos resgatar. Veja bem: Muitos que morreram muito antes da vinda de Cristo foram salvos por Ele. A salvação vem para todos os justos. Ainda que nenhum milagre grandioso aconteça na sua vida, ainda que ninguém se lembre de você por toda sua existência, se você busca praticar a justiça de Deus, você alcançará a salvação. Repito: Vale a pena ser justo!

2. Muitas vezes nós nos espantamos com o poder de Jesus, quando vemos um milagre. Nossa medida do poder do Senhor vai até onde vemos com nossos olhos. Mas você já parou para pensar que Jesus é tão poderoso que fez um verdadeiro “limpa” no inferno? Imagina Jesus chegando lá e dizendo na cara do demônio: Esse é justo! Ele vem comigo! Não argumente! Eu sou o Senhor! Eu sei que isso é uma reflexão pessoal, mas acredito que tenha sido assim. Nosso Senhor é poderoso ao ponto de retirar do Sheol as almas que lá já estavam.

Nós que somos católicos precisamos conhecer essas verdades. Até para responder aos que questionam nossa fé. Uma vez alguém me perguntou: Que Jesus é esse que não salvou os que já morreram e foram justos? Graças a Deus consegui responder: Mas claro que salvou, Ele desceu a mansão dos mortos e resgatou todos que estavam lá. Hoje essa pessoa que me fez essa pergunta é católico e busca conhecer sua fé.

Deus abençoe você! Dominus Vobiscum

Obs.: Ouça agora o podcast que fizemos sobre assunto. Clique aqui

Siga-nos e fique por dentro das novidades:

  

AVISO:: Estamos assumindo aqui no blog Dominus Vobiscum uma campanha de oração pela Jornada Mundial da Juventude. A proposta é que todo católico reze um terço por dia de hoje até o evento que acontecerá em 2013 no Rio de Janeiro. Você topa o desafio?

Evangelho do Dia:: Preparai o caminho do Senhor

Do Evangelho Quotidiano

Este foi o testemunho de João, quando as autoridades judaicas lhe enviaram de Jerusalém sacerdotes e levitas para lhe perguntarem: Tu quem és? Então ele confessou a verdade e não a negou, afirmando: Eu não sou o Messias. E perguntaram-lhe: Quem és, então? És tu Elias? Ele disse: Não sou. És tu o profeta? Respondeu: Não. Disseram-lhe, por fim: Quem és tu, para podermos dar uma resposta aos que nos enviaram? Que dizes de ti mesmo? Ele declarou: Eu sou a voz de quem grita no deserto: Preparai o caminho do Senhor, como disse o profeta Isaías. Ora, havia enviados dos fariseus que lhe perguntaram: Então porque batizas, se tu não és o Messias, nem Elias, nem o Profeta? João respondeu-lhes: Eu batizo com água, mas no meio de vós está quem vós não conheceis. É aquele que vem depois de mim, a quem eu não sou digno de desatar a correia das sandálias. Isto passou-se em Betânia, na margem além do Jordão, onde João estava a batizar. (Jo 1,19-28)

Comentário feito por Beato Guerric d’Igny (v. 1080-1157), abade cisterciense

Preparai o caminho do Senhor. Irmãos, mesmo que não estejais muito adiantados neste caminho, podeis sempre prepará-lo para que, a partir do ponto onde chegastes, possais ir sempre em frente, sempre em direção àquilo que está mais além. Deste modo, a cada passo que dais, estando o caminho preparado para a Sua chegada, o Senhor virá à vossa frente, sempre novo, sempre maior. É pois com razão que o justo reza: Instruí-me, Senhor, nos Vossos mandamentos e os guardarei com fidelidade (Sl 118,33). E esse caminho é chamado caminho do que é eterno (Sl 138,24) […] porque a bondade d’Aquele para o qual nos dirigimos não tem limites.

É por isso que o viajante ajuizado e determinado, mesmo chegando ao fim, pensará em começar; esquecendo-se do que fica para trás (Fl 3,13), ele pensará todos os dias: começo agora (Sl 76,11 Vulg). […] Quanto a nós que falamos em percorrer este caminho, queiram os céus que estejamos pelo menos a caminho! Na minha opinião, quem quer que se ponha a caminho está já no bom caminho. É de fato preciso começar, encontrar o caminho da Cidade habitável (Sl 106,4). Pois são poucos os que o encontram, diz a Verdade (Mt 7,14); são numerosos os que erravam pelo deserto e pela solidão (Sl 106,4). […]

E Tu, Senhor, Tu preparaste-nos um caminho; se ao menos consentíssemos em percorrê-lo. […] Pela Tua Lei, ensinaste-nos o caminho dos Teus mandamentos dizendo: Este é o caminho, anda por ele sem te desviares à direita ou à esquerda (Is 30,21). É o caminho que o profeta prometera: O deserto será atravessado por um caminho […] e os que o não conhecem não se perderão (Is 35,8). […] Nunca vi nenhum insensato perder-se ao seguir o Teu caminho, Senhor […]; mas ai dos que se têm por sábios e se julgam espertos (Is 5,21), a vossa sabedoria afastou-vos do caminho da salvação e não vos permitiu seguir a insensatez do Salvador. Insensatez desejável que será chamada sabedoria no juízo de Deus e que não deixa que nos afastemos do Seu caminho.

Siga-nos e fique por dentro das novidades: