Saiba como você pode participar da manifestação em favor da vida que começa hoje e vai até amanhã

Convocamos todos os blogueiros e internautas cristãos, de todas as denominações religiosas, não-cristãos e todos os defensores da vida humana, para divulgar e participar da ação conjunta contra a liberação do aborto pelos 11 ministros(as) do STF – Supremo Tribunal Federal. Você pode participar de várias maneiras:

VIGÍLIA ECUMÊNICA DE ORAÇÃO PRESENCIAL 
Dias 10 e 11.04.2012 – Em frente ao Supremo Tribunal Federal
A partir das 18:00 horas do dia 10.04.2012 
Participações de artistas: Elba Ramalho e Nael de Freitas

VIGÍLIA de ORAÇÃO pela VIDA nas DIOCESES
CNBB convoca para a vigília em TODAS AS DIOCESES DO BRASIL
Dia 10.04.2012 a partir das 18:00 horas – Verifique se a sua diocese está promovendo algo e caso esteja, corra para lá!

TWITAÇO VIGÍLIA – #abortonuncamais
A partir das 18:00 horas do dia 10.04.2012, durante toda a noite e durante todo o dia 11.04.2012, até o término do julgamento no STF

FACEBOOK E OUTRAS MÍDIAS
Escreva textos ou publique fotos com frases do tipo: Direito à vida aos anencéfalos – Aborto nunca – Saúde para proteger mulher da morte Materna – CPI da VERDADE sobre o ABORTO,JÁ!

ENVIO DE EMAILS
A partir das 9:00 horas, nos dias 10 e 11.04.2012. até o término do julgamento, os católicos devem enviar emails para os Ministros do STF (Emails dos ministros e dois modelos de emails abaixo). Usando um só email com cópias para todos os outros, você pode deixar o seu protesto!

mgilmar@stf.jus.brmgilmar@stf.gov.br,
mcelso@stf.jus.brmcelso@stf.gov.br,
marcoaurelio@stf.jus.br,
gabinete-lewandowski@stf.gov.br,
anavt@stf.gov.branavt@stf.jus.br,
carlak@stf.gov.brcarlak@stf.jus.br,
gabminjoaquim@stf.jus.brgabcob@stf.jus.braudienciacarmen@stf.jus.br,
audienciasgilmarmendes@stf.jus.br,
gabinete-lewandowski@stf.jus.br,
gabineteluizfux@stf.jus.br,
gabmtoffoli@stf.jus.br

MODELO n. 01 de TEXTO DE EMAIL PARA OS MINISTROS

“Exmo(a) Senhor(a) Ministro(a) do Supremo Tribunal Federal:

Não concordo com a a possibilidade do aborto de bebês anencefálicos e cujo julgamento está marcado para o dia 11 de abril.

A liberação do assassinato de bebês anencéfalos não resolve a principal do problema, apontada pela medicina brasileira: a falta de ácido fólico na época da gestação. Em vez de matar os bebês, melhor será obrigar os governos a dar condição alimentar especial para as gestantes, a partir da fecundação do óvulo.

A liberação do aborto de anencéfalos fere a dignidade humana, pois o bebê apresenta de fato uma má-formação, porém ele não está em morte cerebral. Seguindo o protocolo de definição de morte cerebral para recém nascidos (que, aliás, apresenta particularidades diferentes do protocolo de adultos) não se chega à conclusão de morte encefálica, pois nenhuma técnica pode preencher as exigências legais para comprovar a morte cerebral de um feto vivo, dentro do útero. Inclusive, é de conhecimento público que a Associação Médica dos E.U.A. suspendeu a autorização de doação de órgãos nestes casos, exatamente por não ser possível diagnosticar a morte cerebral das crianças portadoras de anencefalia durante a gravidez ou depois do nascimento, pelo fato de estarem vivas.

Não existe risco de morte para a gestante. O argumento de que a gestação de fetos com anencefalia é um risco de morte para a mãe não procede com a literatura da Obstetrícia clássica. Os riscos físicos e para o futuro obstétrico da mãe são menores se houver a espera do desenlace natural da gestação, com acompanhamento médico.

O aborto provocado em qualquer época da gestação é que traz sérios riscos à mãe. Não há base sólida em argumentos médicos e psicológicos para ser solicitada a liberação do aborto no caso de bebês anencefálicos.

É evidente a ingerência de interesses internacionais na liberação do aborto e no uso político das expectativas dessas mães para chegar a esse objetivo.

Por isso, solicitamos de V. Excia que vote NÃO à interrupção da gravidez de bebês com anencefalia, e SIM ao acompanhamento ALIMENTAR, MÉDICO E PSICOLÓGICO das gestantes, as grandes vítimas dessa CULTURA DA MORTE que pretendem implantar no Brasil, com a ajuda da mais Alta CorteBrasileira.

Atenciosamente …….”

MODELO N. 02 DE TEXTO DE EMAIL PARA OS MINISTROS:

Excelentíssimos Senhores Ministros do Supremo Tribunal Federal, antes de julgarem a ADPF 54 sobre o aborto dos bebês anencéfalos, peço leiam o que tenho a dizer: “…Mas, se ergues da justiça a clava forte, Verás que um filho teu não foge à luta, Nem teme, quem te adora, a própria morte…”

Eu, ________________________________________________, venho por meio desta carta manifestar que sou contrário(a) ao aborto em todas as circunstancias, inclusive nos casos em que o feto é portador de anencefalia.

A vida é o maior dom de que dispomos e não compete a ninguém o poder de tirá-la. Em um Estado Democrático de Direito, é preciso que seja resguardado o primeiro e mais importante Direito Fundamental, o Direito de Viver, sem o qual não se pode obter os demais direitos à saúde, educação, moradia, alimentação e lazer. Não pode haver justiça numa decisão que opta por retirar a vida de seres inocentes, que se encontram numa situação de tamanha fragilidade como a dos bebes anencéfalos. É pela vida do bebê e pelo bem-estar da mãe que lutamos.

O Estado deve zelar pelos cuidados para com a gestante e o bebê providenciando o conforto possível e todos os cuidados paliativos cabíveis, de maneira a aliviar o sofrimento. Além disso, devem ser implementadas medidas preventivas (vide art. 198, inc.II da CRFB/88) no sentido de propiciar a ingestão diária de ácido fólico por parte das mulheres em idade fértil, por ser este um meio comprovadamente eficaz de prevenção às malformações do tubo neural, dentre as quais se encontra a anencefalia ou, como mais corretamente denominada meroanencefalia (ausência parcial do encéfalo).

Defendemos que a mãe possa descobrir a importância do seu papel materno no chamado a amar seu filho, mesmo que ele esteja doente ou tenha pouca expectativa de vida.

A vida, mesmo que breve, merece ser vivida com intensidade e amor.

Esta é uma carta de quem ama a vida e luta para que todos tenham vida e a tenham em abundância.

Atenciosamente,
_____________________________________
(Assinatura)

Seja você também um defensor da vida humana! Faça sua parte para que depois não se arrependa de fazer parte de um país que mata seus cidadãos mais indefesos.

“O País que mata os seus filhos não tem futuro” (Papa João Paulo II no Brasil).

Siga-nos e fique por dentro das novidades:
  
Anúncios

Aos Ministros do STF:: Não sejam vocês marcados como os homens que promoveram o assassinato de crianças indefesas no Brasil

Dom Gil Antônio Moreira, Arcebispo Metropolitano de Juiz de Fora, apelou aos ministros do Supremo para que não aprovem a ADPF 54 (Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental 54), que viria a legalizar o aborto dos bebês diagnosticados com anencefalia durante a gestação. Este é apenas um dos muitos bispos que tem se manifestado publicamente, pedindo que o STF não aprove esta absurda lei, haja vista que toda a Igreja no Brasil está se movimentando contra esse infame projeto. Em entrevista exclusiva a ACI Digital, o arcebispo afirmou aos ministros do STF:

“Não cabe aos senhores dar qualquer sentença de morte para um inocente que é doente. Eu quero fazer um apelo veemente aos senhores ministros do STF para que tenham consciência nesse momento para não marcar a História do Brasil com essa mancha da aprovação do aborto dos anencéfalos. Isso é um crime contra os deficientes. As pessoas doentes ou portadoras de deficiência não merecem a pena de morte. Merecem ser tratadas como o que são: seres humanos. A natureza resolva o problema e nós, ajudemos a natureza com nosso espírito de humanidade e com nossa caridade, se temos fé.”

Na mesma entrevista, ele também fez um pedido aos brasileiros:

“Eu apelo ao povo brasileiro que se una, nesse momento, em favor de todas as pessoas que tenham qualquer deficiência física, qualquer doença. Essas pessoas devem merecer, de nossa parte, a fraternidade e o apoio, não a agressão. Vamos escrever para os senhores Ministros. Vamos fazer o nosso protesto. É hora do protesto, povo brasileiro! Nós não somos um povo assassino! Nós somos um povo que quer criar uma nação onde reine a vida, a fraternidade, o amor, o respeito. Não podemos autorizar aquelas pessoas que estão em altos cargos, agindo em nosso nome, a fazer coisas que não cabem em nossa consciência! Enquanto brasileiros temos todo o direito de defender o ser humano, a dignidade da pessoa humana. Escreva, meu irmão; escreva, minha irmã. Envie e-mails, faça protestos! Envie as mensagens para os senhores Ministros do STF para que não extrapolem seu poder nesse momento, mas que defendam desta vez os nossos brasileirinhos que por acaso nasçam com alguma deficiência, seja a anencefalia ou qualquer outra.”

O medo da Igreja se justifica. Já não é de hoje que os abortistas tentam descriminalizar o aborto no nosso país. Quem acessa este blog, vez em quando se depara com uma notícia deste porte. Acredita-se que uma lei que aprove o assassinato de anacéfalos pode ser um precedente de peso para que todo tipo de aborto seja liberado no Brasil. Por isso gostaria de animar os leitores deste singelo blog a escrever aos ministros do Supremo Tribunal Federal, apelando para que esta lei não seja aprovada. Os endereços eletrônicos são os seguintes;

Ellen Gracie – ellengracie@stf.gov.br
Gilmar Mendes – mgilmar@stf.gov.br
Celso de Mello – mcelso@stf.gov.br
Marco Aurélio de Mello – marcoaurelio@stf.gov.br
Cezar Peluso – carlak@stf.gov.br
Carlos Britto – gcarlosbritto@stf.gov.br
Joaquim Barbosa – gabminjoaquim@stf.gov.br
Eros Grau – gaberosgrau@stf.gov.br
Ricardo Lewandowski – gabinete-lewandowski@stf.gov.br
Carmen Lúcia – anavt@stf.gov.br
Menezes Direito – alexandrew@stf.gov.br

Com simples email, você pode fazer a diferença. E digo mais: Hoje é o dia ideal para que você se manifeste. Amanhã teremos uma Vigília em Brasília na Praça dos Três Poderes, diante do Supremo Tribunal Federal (STF), para rezar e defender a vida. Portanto hoje é o dia de mobilização.Faça sua parte!

Leia também:: Carta endereçada aos Senhores Ministros

Siga-nos e fique por dentro das novidades:
  

Evangelho do Dia:: Subo para o Meu Pai, que é vosso Pai

Evangelho Quotidiano

Naquele tempo, Maria Madalena estava junto ao túmulo, da parte de fora, a chorar. Sem parar de chorar, debruçou-se para dentro do túmulo, e contemplou dois anjos vestidos de branco, sentados onde tinha estado o corpo de Jesus, um à cabeceira e o outro aos pés. Perguntaram-lhe: Mulher, porque choras? E ela respondeu: Porque levaram o meu Senhor e não sei onde o puseram. Dito isto, voltou-se para trás e viu Jesus, de pé, mas não se dava conta que era Ele. E Jesus disse-lhe: Mulher, porque choras? Quem procuras? Ela, pensando que era o encarregado do horto, disse-lhe: Senhor, se foste tu que o tiraste, diz-me onde o puseste, que eu vou buscá-lo. Disse-lhe Jesus: Maria! Ela, aproximando-se, exclamou em hebraico: Rabbuni! que quer dizer: Mestre! Jesus disse-lhe: Não me detenhas, pois ainda não subi para o Pai; mas vai ter com os meus irmãos e diz-lhes: ‘Subo para o meu Pai, que é vosso Pai, para o meu Deus, que é vosso Deus.’ Maria Madalena foi e anunciou aos discípulos: Vi o Senhor! E contou o que Ele lhe tinha dito. (Jo 20,11-18)

Comentário ao Evangelho do dia feito por São Máximo de Turim (? – c. 420), bispo

Depois da Ressurreição, Maria Madalena, imaginando-O prisioneiro da terra, vai ao sepulcro à procura do Senhor, esquecida da Sua promessa de regressar dos mortos ao terceiro dia. […] A sua fé humilde mas ignorante leva-a a procurar aquilo que não sabe e a esquecer aquilo que aprendeu; está pronta para a adoração mas a sua fé é ainda imperfeita. Está mais preocupada com as feridas que o Senhor sofreu na Sua carne do que com a glória da Sua Ressurreição. Chora porque ama a Cristo e aflige-se por não encontrar o Seu corpo, pois imagina morto Aquele que já reinava. […]

Assim, à bem-aventurada Madalena foi feita a censura de demorar a crer (Lc 24,5ss), pois tarde havia reconhecido o Senhor. Por isso lhe diz o Salvador: Não me detenhas, pois ainda não subi para o Pai […], ou seja, porque queres tocar-Me, tu, que ao procurar-Me por entre os túmulos, não crês que Eu tenha subido para junto do Pai, tu, que ao procurar-Me nos infernos, duvidas de que Eu tenha regressado ao Céu, tu, que ao procurar-Me entre os mortos, não esperas ver-Me vivo à direita do Pai? E por isso lhe diz: Ainda não subi para o Pai, quer dizer, para ti ainda não subiu para o Pai Aquele que a tua fé ainda retém no sepulcro. […]

Por isso, quem quiser tocar o Senhor deve de antemão, na sua fé, colocá-Lo à direita de Deus, e o seu coração, em vez de O procurar entre os mortos, deve tê-Lo no Céu, uma vez que o Senhor subiu para o Pai e está sempre com o Pai: o Verbo estava em Deus,e o Verbo era Deus (Jo 1,1). São Paulo ensina-nos como procurar o Salvador no Céu, ao dizer: procurai as coisas do alto, onde está Cristo, sentado à direita de Deus (Cl 3,1); e, para que não façamos como Maria Madalena, acrescenta: aspirai às coisas do alto e não às coisas da terra (Cl 3,2). Assim, se quisermos encontrar o Salvador e tocá-Lo, não é nem na terra nem debaixo dela, segundo a carne, que devemos indagar por Ele, mas na glória da divina majestade.

Siga-nos e fique por dentro das novidades: