Notícia:: Bento XVI afirma que Igreja não pode negociar sua integridade

Pela primeira vez em 16 anos, o povo pode ver a túnica que acredita-se ter sido usada por Jesus no dia da sua crucificação.

Da Rádio Vaticana

“A Igreja precisa ter uma constante disposição à conversão e à humildade para ser discípula do Senhor com amor e com verdade, mas ao mesmo tempo, a dignidade e a integridade específicas da Igreja não podem ser negociadas ou abandonadas a juízos sumários da opinião pública”. 

É o que escreve o Papa em uma mensagem lida na noite de sexta-feira na cidade alemã de Tréveris pelo Cardeal Marc Ouellet, Prefeito da Congregação para os Bispos e enviado pontifício para as celebrações da Túnica Sagrada.

A peregrinação jubilar tem como lema a invocação do Senhor: “Reconduz à unidade aquilo que foi dividido”, e a invocação do Papa em sua carta é: “Não queremos permanecer isolados; queremos pedir ao Senhor que nos guie no caminho comum da fé e reavive novamente seu conteúdo. Assim, poderemos crescer juntos como cristãos na fé, na oração e no testemunho, em meio às provações destes nossos tempos”.

Durante a missa de abertura deste mês de procissão em Tréveris, que se encerra em 13 de maio, o pano vermelho que cobria o relicário foi retirado, sob o repicar dos sinos da catedral. Foi a primeira vez, em 16 anos, que a Túnica – que se acredita tenha sido usada por Jesus no dia de sua crucificação – foi exposta ao público.

Milhares de pessoas participaram da cerimônia do início da vigésima “Peregrinação da Túnica Sagrada de Tréveris”, no 500º aniversário da primeira exposição do Manto Sagrado de Jesus na diocese mais antiga da Alemanha, em 1512.

Por ter este ano uma forte orientação ecumênica, houve grande presença de protestantes e ortodoxos.

Siga-nos e fique por dentro das novidades:
  
Anúncios

Evangelho do Dia:: Proclamai o Evangelho a toda a criatura

Evangelho Quotidiano

Tendo ressuscitado de manhã, no primeiro dia da semana, Jesus apareceu primeiramente a Maria de Magdala, da qual expulsara sete demônios. Ela foi anunciá-lo aos que tinham sido seus companheiros, que viviam em luto e em pranto. Mas eles, ouvindo dizer que Jesus estava vivo e fora visto por ela, não acreditaram. Depois disto, Jesus apareceu com um aspecto diferente a dois deles que iam a caminho do campo. Eles voltaram para trás a fim de o anunciar aos restantes. E também não acreditaram neles. Apareceu, finalmente, aos próprios Onze quando estavam à mesa, e censurou-lhes a incredulidade e a dureza de coração em não acreditarem naqueles que o tinham visto ressuscitado. E disse-lhes: Ide pelo mundo inteiro, proclamai o Evangelho a toda a criatura. (Mc 16,9-15)

Comentário ao Evangelho do dia feito por São Romano (? -c. 560), compositor de hinos

De uma vez por todas digo aos Meus santos: ide pelo mundo inteiro, pelas nações e pelos reinos e fazei discípulos. Porque tudo Me foi entregue por Aquele que Me gerou (cf. Mt 28,18-19), tanto o mundo superior como o inferior, dos quais Eu era o Senhor antes mesmo de ter tomado a carne. Agora tomei posse do Meu reinado sobre todo o Universo e tenho em vós um conselho de ministros sagrados, Eu, que sou o único que conhece as profundezas dos corações.

Ide a todas as nações. Tendo lançado à terra a semente do arrependimento, irrigai-a com os vossos ensinamentos. Escutando estas palavras os apóstolos olhavam uns para os outros, meneando a cabeça: De onde nos virão a voz e a língua para falar a todos? Quem nos dará forças para lutar com os povos e as nações como Tu nos ordenaste, a nós que nem temos letras nem cultura, humildes pecadores que somos, sendo Tu o único a conhecer as profundezas dos corações?

Não atormenteis o vosso coração, que o Inimigo não vos perturbe o espírito. Não penseis mais como criancinhas. […] Não quero vencer pela força, é através dos fracos que opero. Não procuro os que gostam de filosofar: escolhi ‘aquilo que é louco aos olhos do mundo’ (cf. 1Co 1,27), Eu, que sou o único a conhecer as profundezas dos corações.

Ide, portanto, a toda a Criação. Regai com os vossos ensinamentos a semente do arrependimento que semeastes. Velai para que nenhuma alma penitente se quede fora da vossa rede. Comprazo-Me naqueles que voltam para Mim, como vós também sabeis. Ah, até aquele que Me traiu, se tivesse voltado para Mim depois de Me ter vendido! Apagando o seu pecado, tê-lo-ia reunido a vós, Eu que sou o único que conhece as profundezas dos corações. […]

Siga-nos e fique por dentro das novidades: