Papa Bento XVI:: A oração é o respiro da alma e da vida

Da Rádio Vaticana

Quarta-feira é dia de Audiência Geral. O dia finalmente primaveril favoreceu a presença de inúmeros fiéis e peregrinos na Praça S. Pedro, para ouvir a catequese de Bento XVI. O Papa prosseguiu sua série de reflexões sobre a oração, recordando que para a comunidade cristã ela é prioritária, é sua linfa vital e seu alimento. Nos primórdios da Igreja, a comunidade cristã se encontrou diante do problema de atender aos necessitados.

Nos Atos dos Apóstolos, se relata a decisão tomada, após oração e discernimento, de instituir um grupo de sete homens de boa reputação para exercer mais especificamente o serviço da caridade para com os mais desfavorecidos, essencial para a Igreja. Assim, os Apóstolos poderiam se concentrar na oração e no serviço da Palavra, próprio do seu ministério, sem a pressão de outras atividades que poderiam distrai-los.

Os Apóstolos sabiam da importância seja da contemplação, seja do trabalho caritativo, mas compreendiam a primazia da oração e da proclamação do Evangelho. É a oração que nos torna capazes de ver as coisas de uma maneira nova, e de responder a elas com sabedoria e amparados pelo Espírito Santo.

Por isso, disse o Pontífice, que a atividade pastoral na Igreja começa e se encerra sempre com a oração, pois é o que dá sentido, força e esperança a todo o nosso atuar. Sem ela, se corre o risco de esquecer a alma profunda de nossas atividades, que correm o risco de tornarem automáticas, ditadas somente por critérios pessoais. “Que a oração e a palavra de Deus iluminem o nosso cotidiano e nossas decisões. Deste modo, responderemos a todo desafio e situação com inteligência, compreensão e fidelidade aos desígnios de Deus.”

No final da sua catequese, Bento XVI fez uma síntese em várias línguas. Eis o que disse em português:

Queridos irmãos e irmãs, a Igreja, desde o início, se deparou com situações imprevistas, às quais procurou dar resposta à luz da fé, guiada pelo Espírito Santo. Assim, com o crescimento do número dos discípulos, os fiéis de língua grega começaram a queixar-se que as suas viúvas estavam sendo deixadas de lado. Os Apóstolos, embora cientes de que a prioridade da sua missão era o anúncio da Palavra de Deus, todavia não ignoravam a necessidade de dar assistência aos fracos, pobres e indefesos, segundo o mandato de Jesus: “amai-vos uns aos outros como eu vos amei”. Por isso, foram escolhidos sete homens de boa fama para o serviço da caridade, ao passo que os Apóstolos se dedicariam inteiramente à oração e ao serviço da Palavra. Este exemplo nos ensina que, no meio das atividades de cada dia, não devemos perder de vista a prioridade da nossa relação com Deus na oração. Num mundo acostumado a avaliar tudo segundo os critérios da produtividade e eficiência, é importante lembrar que, sem a oração, a nossa atividade se esvazia, convertendo-se em puro ativismo, que nos deixa insatisfeitos. A oração deve ser para nós como que a respiração da alma e da vida. 

Uma saudação cordial aos diversos grupos de brasileiros e demais peregrinos de língua portuguesa, nomeadamente aos fiéis da Diocese de Serrinha acompanhados do seu Bispo, Dom Ottorino Assolari. No meio dos inúmeros afazeres diários, é justamente na oração, alimentada pela Palavra de Deus, que encontrareis novas luzes para vos guiar em cada momento e situação. E que Deus vos abençoe a vós e vossas famílias.”

Ouça o Papa:

O homem, Deus e a Religião - Adquira já o seu!
Siga-nos e fique por dentro das novidades:
  

Evangelho do Dia:: Ide pelo mundo inteiro

Evangelho Quotidiano

Naquele tempo, Jesus apareceu aos Onze e disse-lhes: Ide pelo mundo inteiro, proclamai o Evangelho a toda a criatura. Quem acreditar e for batizado será salvo; mas, quem não acreditar será condenado. Estes sinais acompanharão aqueles que acreditarem: em meu nome expulsarão demônios, falarão línguas novas, apanharão serpentes com as mãos e, se beberem algum veneno mortal, não sofrerão nenhum mal; hão-de impor as mãos aos doentes e eles ficarão curados. Então, o Senhor Jesus, depois de lhes ter falado, foi arrebatado ao Céu e sentou-se à direita de Deus. Eles, partindo, foram pregar por toda a parte; o Senhor cooperava com eles, confirmando a Palavra com os sinais que a acompanhavam. (Mc 16,15-20)

Comentário feito por Bem-aventurado John Henry Newman (1801-1890), teólogo, fundador do Oratório em Inglaterra

Fortalecei as mãos débeis, os joelhos enfraquecidos (Heb 12,12; Is 35,3). […] Levado por Barnabé e Paulo aquando da sua primeira viagem apostólica, São Marcos abandonou-os muito rapidamente para regressar a Jerusalém (At 15,38). Ora, depois disto, tornou-se colaborador de São Pedro em Roma (1 Pd 5,13). Foi lá que compôs o seu Evangelho, principalmente a partir do que este apóstolo lhe terá contado. Por último, foi enviado por Pedro a Alexandria, no Egito, onde fundou uma Igreja, que foi uma das mais rigorosas e das mais eficazes desses tempos iniciais. […] Por conseguinte, aquele que abandonou a causa do Evangelho perante os primeiros perigos revelou-se depois […] um servo muito determinado e fiel de Deus […], e o instrumento desta mudança parece ter sido São Pedro, que soube admiravelmente fazer renascer este discípulo tímido e covarde.

Através desta história é-nos dada de uma lição: pela graça de Deus, o mais frágil pode tornar-se forte. Por conseguinte, não podemos confiar apenas em nós mesmos, nem desprezar um irmão que demonstra fraqueza, nem desesperar por sua causa, mas carregar o seu fardo (Ga 6,2) e ajudá-lo a seguir em frente. […] A história de Moisés mostra-nos o exemplo de um temperamento orgulhoso e impetuoso que o Espírito domou ao ponto de fazer dele um homem de uma doçura excepcional […]: um homem muito humilde, mais que todos os homens que há sobre a face da terra (Nm 12,3) […] A história de Marcos mostra um caso de mudança ainda mais raro: a passagem da timidez ao arrojo. […] Admiremos então em São Marcos uma transformação mais surpreendente que a de Moisés: Graças à fé, da fraqueza, recobraram a força, tornaram-se fortes (cf. Hb 11,34).

O homem, Deus e a Religião - Adquira já o seu!
Siga-nos e fique por dentro das novidades:
  


Vamos falar de catequese

Não existe idade para ser catequisado. Existe um começo, mas nunca haverá um fim. Catequese é para a vida toda.

A Catequese é fazer ecoar o que vem do alto. Ela tem o objetivo de instruir, informar, transmitir, ensinar de viva voz a Doutrina Católica. Portanto:

“Catequese é um processo dinâmico e abrangente da educação da fé, da doutrina católica, a fim de iniciar na plenitude da vida cristã e ajudar as pessoas a se encontrarem com Cristo e a caminhar com Ele. Catequese é o aprofundamento da fé daqueles que já se converteram, mas sentem necessidade de conhecer mais detalhadamente a pessoa, o ensinamento e a prática de Jesus”.

Ela busca sempre unir fé e vida, ajudando as pessoas a crescer segundo a vontade e os projetos de Deus. Portanto catequese não é uma coisa que tem fim. Nem muito menos algo que fiz quando criança e bastou. Devemos, cada vez mais, buscar conhecimentos ligados à nossa muito amada Igreja Católica. Entramos para a catequese para conhecer e amar a Deus, bem como a andar em seus caminhos.

Catequese é formação de discípulos conscientes de Cristo. Ela é necessária para as crianças, adolescentes, jovens, e para aqueles adultos que estão ingressando na Igreja ou retornando a ela após anos de afastamento. No caso dos adultos, essa preparação não pode ser algo rápido; ao contrário disso, essa catequese precisa ser lenta e profunda. Ao término desta preparação, o catequizando precisa desejar permanecer no seio da Igreja, bem como desejar seguir os ensinamentos do Senhor.

Este blog tem como objetivo, ajudar os catequistas de todo Brasil, sobretudo àqueles que trabalham com adultos,  com um material complementar, que ajuda no decorrer de sua catequese. Aqui você encontra um bom material de apologética e defesa da fé, bem como estudos do próprio catecismo. Desfrute deste espaço!

Pax Domini

O homem, Deus e a Religião - Adquira já o seu!
Siga-nos e fique por dentro das novidades:
  

Meu primeiro livro – O homem Deus e a Religião – Já está venda! Adquira o seu!

O primeiro livro da Série Dominus Vobiscum já está a venda. Adquira já o seu!

Alegre e emocionado! Foi assim que fiquei quando vi o primeiro livro da série Dominus Vobiscum a venda no site Clube dos Autores. Embora o lançamento oficial do mesmo aconteça no 2º Encom – dia 26 de maio de 2012 – Você já pode adquiri-lo pelo site. Eis a sinopse do livro:

O primeiro livro da série Dominus Vobiscum vai levar você a uma reflexão sobre a relação entre o homem e Deus, e qual o papel da religião neste relacionamento que perpassa toda a história do humanidade. Quem é Deus? Por que nosso coração é tão inquieto? Como se encontra Deus? Precisamos de uma religião? Como estar unido a Deus? E essa tal sede do eterno?Ter uma religião é perda de tempo?

Essas e outras perguntas tem uma resposta neste livro, que é subsidiado pela doutrina católica, e apresenta de forma descontraída e com linguagem comumente usada nos blogs, propostas de respostas e catequese sobre a busca do homem, a busca de Deus e a Religião que liga as duas buscas. Ao término de cada texto, uma oração vai ajudar o leitor a conversar com Deus de forma prática e profunda.

DOMINUS VOBISCUM é uma expressão em latim que significa “O Senhor esteja convosco” e que dá nome ao blog do autor que recebe cerca mais de 10.000 visitas por mês e já recebeu o prêmio TOPBLOG 2011 como o segundo blog mais votado na categoria religião – Voto Popular.

Esta série que conta com mais dois outros livros, tem como missão ajudar os católicos menos esclarecidos na fé a conhecer os ensinamentos da nossa Igreja.

Para comprar o livro clique neste link. Ele pode ser comprado por Cartão de Crédito, Boleto Bancário ou Transferência Bancária.

Siga-nos e fique por dentro das novidades:
  

Novidades sobre o meu primeiro livro – O homem, Deus e a religião

Lançamento previsto para o dia 26 de maio, no 2º Encom

O mês de maio será um mês e tanto para mim. Graças a Deus estamos a poucos dias do meu casamento. Além de tudo estou na correria para deixar o livro “O homem, Deus e a Religião” pronto para o seu lançamento.

Esses dias tive a alegria de receber o prefácio do livro. Ele foi escrito pelo meu querido amigo, Padre Emerson Borgonovi, que agora faz parte da paróquia Santo Antônio de Santana Galvão em Vargem Grande Paulista, Diocese de Osasco. Além do texto inicial, ele também fez algumas observações bastante pertinentes que me ajudaram bastante. Aproveito para agradecer publicamente o prefácio tão especial!

Agora o livro que já foi revisado por outro grande amigo, o Carlos Nabeto, está na fase final de revisão. É preciso verificar os pequenos erros de ortografia. Estimamos que na próxima semana ele já estará indo para a gráfica. A capa é essa que você vê ai do lado.

Confesso estou gostando dessa experiência. Escrever um livro é algo muito interessante. Pela excelência do projeto, sou obrigado a ler várias vezes cada texto. E é muito bacana poder imaginar como cada leitor vai encarar as linhas que escrevi e as considerações que ele fará do mesmo.

Como disse o Padre Emerson no texto que ele escreveu, é um livro diferente, com uma linguagem própria dos blogs. Acho que de fato está ficando muito interessante.

A data de lançamento já está marcada: Dia 26 de maio no 2º ENCOM – Encontro de Comunicadores da Diocese de Osasco. Porém para quem não mora em Osasco e deseja adquirir o livro, ele será vendido pela internet.

Convido você a se alegrar comigo, pois este livro é fruto da vivência que tenho com os leitores do Dominus Vobiscum. Ele surgiu com você e para você. É um livro para o seu crescimento espiritual e catequetético, mas que também pode ser presenteado a amigos que desejam conhecer a sua fé.

Assim que tiver mais notícias eu vou escrevendo aqui!

Dominus Vobiscum

Siga-nos e fique por dentro das novidades:
  

#7BXVI :: Sete anos de Pontificado, o Magistério Pontifício se enriquece

Da Rádio Vaticana

Hoje é dia de festa no Vaticano: celebram-se 7 anos de pontificado de Bento XVI. Joseph Ratzinger foi eleito Papa em 19 de abril de 2005, após a morte de João Paulo II.

Em seu editorial Octava Dies, Pe. Federico Lombardi, Diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, recordou que em sete anos, vimos 23 viagens internacionais a 23 países, e 26 viagens na Itália; assistimos a 4 Sínodos dos Bispos e 3 Jornadas Mundiais da Juventude; lemos três Encíclicas, inúmeros discursos e atos magisteriais; participamos de um Ano Paulino e de um Ano Sacerdotal. O Papa enfrentou ainda, com coragem, humildade e determinação, situações difíceis como a crise consequente aos abusos sexuais cometidos pelo clero.

Publicou também a obra “Jesus de Nazaré” e um livro-entrevista, “Luz do mundo”. Está já definida sua participação no Encontro Mundial das Famílias em Milão (30 de maio a 4 de junho) e a viagem ao Líbano (14 a 16 de setembro); estão marcados o Sínodo da Nova Evangelização (outubro de 2012) e o Ano da Fé (outubro 2012/outubro 2013).

Como parte das comemorações pelo sétimo ano de Pontificado, a partir desta quinta-feira, o Vaticano coloca à disposição do ‘widget’ do http://www.vatican.va . Este pequeno aplicativo permite transportar a um site, de modo automático e dinâmico, alguns dos principais conteúdos do site institucional do Vaticano.

Este novo instrumento de comunicação (visível nos sites como um pequeno ícone) enriquece o Magistério Pontifício difundindo tecnologicamente a palavra do Papa. Com o ‘widget’, pode-se exportar as principais novidades, as orações dominicais do Angelus, as audiências e o Boletim da Sala de Imprensa da Santa Sé.

Para visualizá-lo em sua página, acesse a área ‘Focus’ de http://www.vatican.va, onde consta o email ao qual solicitar a senha.

Siga-nos e fique por dentro das novidades:
  

#7BXVI :: Bento XVI é um Papa alegre e com humor, afirma escritor italiano

Do ACI Digital

A alegria é uma palavra que qualificaria Bento XVI, afirmou o jornalista e escritor Andrea Monda no seu novo livro, no qual recolhe extratos das mensagens que o atual Papa deu ao longo do seu ministério sacerdotal.

“Partimos de uma de suas numerosas afirmações sobre a importância, para o cristão, da alegria, e buscamos aplicá-la a este Papa que depois de ser eleito se apresentou como ‘humilde trabalhador na vinha do Senhor’”, expressou Monda no seu livro “Bendita humildade. As virtudes simples de Joseph Ratzinger” (tradução livre), que foi citado nesta segunda-feira pelo vaticanista Sandro Magister por ocasião dos 85º aniversário do Pontífice.

Para isso, Monda citou as declarações que o Papa deu no livro-entrevista “Luz do mundo”, do jornalista católico Peter Seewald, no qual afirmou que “toda minhavida esteve atravessada sempre por um fio condutor, que é o seguinte: o cristianismo dá alegria, engrandece os horizontes. Definitivamente, uma existência vivida sempre e somente ‘em contra de’ seria insuportável”.

“A alegria simples, genuína, tornou-se muito rara. A alegria está hoje de certo modo cada vez mais carregada de hipotecas morais e ideológicas. […]. O mundo não se converte em algo melhor se está privado da alegria, o mundo tem necessidade de pessoas que descubram o bem e sejam capazes de experimentar alegria por isso e que deste modo recebam também o estímulo e o valor para fazer o bem”, disse mais adiante o Papa.

“Temos necessidade dessa confiança originária que em última instância só a fé pode dar: que definitivamente o mundo é bom, que Deus existe e é bom. Daqui deriva também a coragem da alegria, que à sua vez se converte em compromisso para que outros também possam alegrar-se e receber a boa notícia”, acrescentou.

Além disso, destacou Monda, “para Bento XVI, alegria e humor estão estreitamente conectados”, tal como ele afirmou em seu ensaio de teologia dogmática “O Deus de Jesus Cristo”.

“Uma das regras fundamentais para o discernimento espiritual poderia então ser a seguinte: onde falta a alegria, onde morre o humor, ali não está nem sequer o Espírito Santo, o Espírito de Jesus Cristo. E pelo contrário: a alegria é um sinal da graça. Quem está profundamente sereno, quem sofreu sem por isso perder a alegria, esse não está longe do Deus do Evangelho, do Espírito de Deus, que é o Espírito da alegria eterna”, escreveu o Papa.

“A fé dá alegria. Se Deus não está aqui, o mundo é uma desolação, e tudo se torna monótono, cada coisa é totalmente insuficiente. […] O elemento constitutivo do cristianismo é a alegria. Alegria não no sentido de uma diversão superficial, cujo fundo pode ser também o desespero”, afirmou também Bento XVI em outro livro-entrevista de Seewald “O sal da terra”.

“Se o mundo der as costas para Deus, nos diz o Papa-teólogo e ex-prefeito do ex-Santo Ofício, não se condena à mentira, à blasfêmia e nem tampouco à heresia, mas é fastidioso. Vem-nos à mente a frase de C. S. Lewis, pronunciada quando ainda não tinha se convertido do ateísmo ao cristianismo: ‘Os cristãos estão equivocados, mas todos os outros são cansativos”, finalizou Monda.

Siga-nos e fique por dentro das novidades:
  

Católicos na internet prometem fazer barulho para comemorar os 7 anos de Pontificado de Bento XVI – #7BXVI

Na próxima quinta-feira (19), fazem sete anos do pontificado de Joseph Ratzinger, agora Bento XVI. Para comemorar esta data, os blogueiros católicos estão preparando um tuitaço para celebrar os sete anos de pontificado de Bento XVI. O hashtag escolhido é #7BXVI.

Todos os católicos que estão presentes nas redes sociais estão convidados para apoiar a campanha, em especial aqueles que desenvolvem apostolado on-line ou são agentes de Pastoral da Comunicação (PASCOM). A ideia é que todos os católicos celebrem com alegria o Pontificado de Bento XVI. Seja no facebook, no twitter ou nos blogs. Replique este texto em seu blog ou perfil nas redes sociais e convide seus contatos a participar dessa comemoração. Vamos mostrar ao mundo o carinho que o Brasil católico nutre por seu pastor!

Quando: 19 de abril – A partir das 16h
Onde: Twitter, Facebook, Orkut, etc.
Mote: #7BXVI – Colocar no título dos posts dos blogs para os “robôs” dos sistemas de busca captarem.

Sugestões de mensagens para as redes sociais:

  • Somos a juventude do Papa! #7BXVI
  • Obrigado, Santo Padre, pela valorização da liturgia! #7BXVI
  • Parabéns, Santo Padre, que Deus o abençoe! #7BXVI
  • Sete anos de pontificado, Parabéns Santo Padre! #7BXVI
  • Também podemos tuitar frases famosas do Papa:
  • O Cristianismo não é religião de multidão, mas de discípulos. #7BXVI
  • Vocês devem ser os embaixadores da esperança! (aos Brasileiros em 2007) #7BXVI
  • O Brasil ocupa um lugar muito especial no meu coração! (aos Brasileiros em 2007) #7BXVI
  • Tenham certeza de que o Papa os ama. (aos Brasileiros em 2007) #7BXVI
  • Nossos bosques têm mais vida, não deixeis que se apague esta chama de esperança que o vosso Hino Nacional põe em nossos lábios. #7BXVI
  • A Verdade não é determinada por maioria de votos. #7BXVI
  • A Igreja necessita de santos. Todos estamos chamados à santidade, e só os santos podem renovar a humanidade. #7BXVI
  • A bondade implica a capacidade de dizer não. Uma bondade que permite tudo não faz bem ao outro. #7BXVI
  • Os cristãos devem ser contra decisões judiciais e leis que autorizem o aborto e a eutanásia, considerados pecados graves. #7BXVI
  • Um sacerdócio bem vivido dignifica a Igreja e suscita a admiração nos fiéis. #7BXVI

Ou use sua imaginação e crie suas frases, sempre lembrando de mencionar #7BXVI ao final.

Siga-nos e fique por dentro das novidades:
  

Comunicado ao Clero e todo povo Diocese de Osasco

Do Canal de Notícias da Diocese de Osasco

Há algum tempo atrás no dia 1o de novembro de 2010, Dom Ercílio enviou carta a todo clero da Diocese sobre os escândalos que envolveram diversos sacerdotes brasileiros, alertando o clero que a Diocese de Osasco não tolerará, de modo algum, comportamentos considerados de natureza moralmente grave por parte de seus clérigos. Também o comunicado orienta que todas as “vítimas”, comprovada objetivamente a responsabilidade do clérigo, denunciem-no às autoridades competentes. Os clérigos deverão prestar contas pessoalmente à justiça do Estado e à Igreja pelos atos cometidos, se estes forem objetivamente comprovados.

Esse final de semana Dom Ercílio fez um comunicado para toda a Diocese sobre um lamentável fato. Leia-o na íntegra:

CARTA AO CLERO E AO POVO DE DEUS DA NOSSA DIOCESE DE OSASCO

Aos que virem este comunicado saudação e paz,

Nesta primeira semana da Páscoa de Nosso Senhor de 2012 fomos comunicados de um grave fato envolvendo um sacerdote que trabalha na nossa diocese. Imediatamente foram tomadas as providências disciplinares conforme o direito canônico e as normas especiais promulgadas pela Congregação para a Doutrina da Fé que será informada o mais breve possível logo que terminar a investigação canônica e o relatório feito pelo juiz instrutor por nós nomeado.

Lembramos ao Povo de Deus que a nossa fé em Cristo Ressuscitado e na sua Igreja não deve ficar comprometida por comportamentos incompatíveis com o Sacerdócio de Jesus Cristo. Graças a Deus esses fatos dolorosos são absoluta minoria e devemos recordar o exemplo bom e louvável da maioria dos sacerdotes que trabalham pela causa do Reino de Cristo.

A Igreja de Osasco é solidária com a vítima e seus familiares e condena do modo mais absoluto comportamentos dessa natureza.

Por dever de consciência incentivamos e orientamos os familiares da vítima a fazer a denúncia ao órgão policial competente.

Permaneçamos unidos na fé em Cristo Ressuscitado. Implorando as bênçãos de Deus sobre todos subscrevo-me.

Em Jesus Cristo

Dom Ercílio Turco – Bispo Diocesano de Osasco

Nota:: Nós do Blog Dominus Vobiscum queremos parabenizar a atitude de Dom Ercílio Turco. Sabemos que a grande maioria dos sacerdotes da nossa Diocese são comprometidos com o Evangelho de Cristo e com a vocação que receberam. Os poucos que não correspondem a sua vocação e acabam manchando a fé do povo de Deus precisam de fato ser corrigidos ou como no caso em questão, receber severas penas. Por isso a atitude coerente de Dom Ercílio foi digna da posição da qual ocupa: Fez tudo que tinha que fazer de forma clara e transparente. Rezemos por Dom Ercílio Turco.

Siga-nos e fique por dentro das novidades:
  

16.04.2012:: Aniversário de 85 anos de Bento XVI

Hoje o Papa Bento XVI completa 85 anos de vida. Grande parte desta vida dedicada ao Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo e a sua amada Igreja.

Aprendi a amar o Santo Padre já faz um tempo. No início confesso que resisti a ele como muitos católicos que ainda eram presos a imagem carismática de João Paulo II. Mas bastou prestar atenção aos seus textos, documentos e homilias para tudo mudar. Lembro-me de uma frase que ouvi certa vez, e que me fez pensar a respeito da revolução que o Sumo Pontífice está causando na Igreja:

Antigamente o povo ia a Praça de São Pedro para ver João Paulo II. Hoje o povo vai a Praça de São Pedro para ouvir as palavras de Bento XVI.

Por isso como fã absoluto de Bento XVI quero deixar aqui registrados os meus sinceros votos de um Feliz Aniversário e muitas felicidades. Que o Espírito Santo de Deus continue a inspirar e guiá-lo na árdua missão de seguir a frente da nossa santa e amada Igreja. Que Maria Santíssima esteja sempre ao seu lado como sua fiel intercessora.

É pouco provável que ele acesse nosso blog. Mas se alguém que acessar for amigo íntimo dele, diga-lhe que mandei meu abraço sincero, rsss…

Parabéns Joseph Ratzinger!

Siga-nos e fique por dentro das novidades: