Dica de livro:: A Fé Cristã Primitiva

Sempre que possível estarei postando aqui dicas de bons livros católicos para o crescimento dos leitores deste blog. As obras indicadas serão sempre de conteúdo verdadeiramente católico. Nestas dicas os leitores deste blog podem ter a certeza que terão um excelente material em mãos.

O livro que indico esta semana é A Fé Cristã Primitiva de Carlos Martins Nabeto (já indiquei um outro livro dele aqui). Ele é um católico pesquisador da Igreja Primitiva e reuniu neste livro de 500 páginas, uma coletânea das palavras e ensinamentos dos Santos Padres da Igreja, aqueles homens que, no início da Era Cristã, sedimentaram as bases desta Fé, guiados pelo Espírito Santo. Nesta coletânea vamos encontrar temas bastante atuais como por exemplo:

  • A palavra de Deus;
  • Nossa profissão de fé;
  • Maria, os anjos e os santos;
  • A Verdadeira Igreja;
  • Os Sete Sacramentos;
  • A criação;
  • Escatologia;
Estes temas muitas vezes interpretados de forma errada por irmãos de outra religião, sempre estiveram presentes na história da Nossa Igreja e esta exímia pesquisa do Carlos Nabeto vai nos mostrar isso. Para quem deseja conhecer as raízes a nossa fé é importante ter este livro em mãos. Eu recomendo! Para adquirir este livro clique aqui
Siga-nos e fique por dentro das novidades:
  

Estudo: O justo juiz:: Jesus é a cabeça da Igreja Católica

Como Senhor, Cristo é também a cabeça da Igreja, que é seu Corpo. Elevado ao céu e glorificado, tendo assim cumprido plenamente sua missão, Ele permanece na terra em sua Igreja. A redenção é a fonte da autoridade que Cristo, em Virtude do Espírito Santo, exerce sobre a Igreja”. O Reino de Cristo já está misteriosamente presente na Igreja”, germe e início deste Reino na terra. (CIC§669)

A Igreja Católica, fundada por Nosso Senhor Jesus Cristo é o início do Reino de Deus nesta terra. É o germe. A célula fundante. É nela que aprendemos os fundamentos e as leis que hão reger este reino glorioso.

Como cidadãos, nós estamos sujeitos as leis que regem o nosso país. Independente de gostarmos ou não das leis vigentes, temos com obrigação cumpri-las. Não tem essa de morar em um país e viver suas próprias regras. Aqueles que não desejam se sujeitar as leis de um país tem duas possibilidades: Ou vai preso, ou é extraditado.

Mesmo que você não seja nascido naquele país. Mesmo que durante a sua vida inteira você tenha vivido sob a tutela de outras leis, se um dia você deseja habitar em uma outra nação você precisará abrir mão de todas as leis que você estava acostumado para viver as regras desta nova sociedade da qual você deseja fazer parte.

O Reino de Deus tem suas regras próprias. Elas não são iguais as leis dos homens e não estão sujeitas a elas. E se eu desejo um dia ser um cidadão do céu, eu preciso o quanto antes conhecer as leis que regem este reino. Por exemplo, sabemos que a lei dos homens permite o divórcio. A Lei de Deus diz:

O Que Deus uniu o homem não separe (Mt 19,6)

Perceba que para fazer parte do Reino de Deus, você precisará abrir mão de conceitos que talvez você já esteja acostumado. Pode ser que você até ache natural essa ideia de alguém se divorciar e casar de novo. Mas para fazer parte do Reino de Deus, você precisará abrir mão de tudo aquilo que você já se habituou, para seguir as Leis do Reino. Cabe a Igreja verdadeira, a que chamamos Católica Apostólica Romana, fundada por Cristo Jesus e espalhada para os quatro cantos do mundo pelos apóstolos, nos ensinar as verdades do Reino. Não é demais lembrar que Jesus é a cabeça dessa Igreja.

Caríssimos, quem rege o corpo? A cabeça.
Quem direciona o corpo para onde deseja? A cabeça.
Quem coordena os movimentos do corpo e dos membros? A cabeça.

Sendo Cristo a cabeça da Igreja, Ele vai orientar o corpo para onde seguir. Ele vai orientar os membros do corpo para este possa caminhar. É o Senhor quem articula as ações dos membros do corpo.

O curioso é que muita gente quer fazer parte do Reino de Deus, mas poucos são aqueles que se sujeitam as Leis do Reino. Acham que por que nunca roubaram ou mataram ninguém, já tem o passaporte e o visto liberado para fazer parte do Reino de Deus. E a coisa não é bem assim… No Reino de Deus não é lícito viver sem seguir as leis vigentes. Ou você se esforça para viver as Leis do Reino, ou não irá fazer parte dele.

Neste estudo que vai se estender por algum tempo, nós vamos conversar sobre isso, até porque como diz a oração do credo: Jesus virá julgar os vivos e os mortos. No dia final Ele virá nos julgar e ver nosso esforço para entrar neste reino glorioso. Eu quero fazer parte deste Reino Glorioso. E você?

Fique atento a este estudo, pois ele promete! Pax Domini

O homem, Deus e a Religião - Adquira já o seu!
Siga-nos e fique por dentro das novidades:
  

Evangelho do Dia:: Podeis beber do cálice que eu vou beber?

Do Evangelho Quotidiano

Naquele tempo, Jesus e os discípulos iam a caminho, subindo para Jerusalém, e Jesus seguia à frente deles. Os discipulos estavam preocupados, e aqueles que os seguiam estavam cheios de medo. Tomando de novo os Doze consigo, começou a dizer-lhes o que Lhe ia acontecer: Eis que subimos a Jerusalém e o Filho do Homem vai ser entregue aos sumos sacerdotes e aos doutores da Lei, e eles vão condená-lo à morte e entregá-lo aos gentios. E hão-de escarnecê-lo, cuspir sobre Ele, açoitá-lo e matá-lo. Mas, três dias depois, ressuscitará. Tiago e João, filhos de Zebedeu, aproximaram-se dele e disseram: Mestre, queremos que nos faças o que te pedimos. Disse-lhes: Que quereis que vos faça? Eles disseram: Concede-nos que, na tua glória, nos sentemos um à tua direita e outro à tua esquerda. Jesus respondeu: Não sabeis o que pedis. Podeis beber o cálice que Eu bebo e receber o batismo com que Eu sou batizado? Eles disseram: Podemos, sim. Jesus disse-lhes: Bebereis o cálice que Eu bebo e sereis batizados com o batismo com que Eu sou batizado; mas o sentar-se à minha direita ou à minha esquerda não pertence a mim concedê-lo: é daqueles para quem está reservado. Os outros dez, tendo ouvido isto, começaram a indignar-se contra Tiago e João. Jesus chamou-os e disse-lhes: Sabeis como aqueles que são considerados governantes das nações fazem sentir a sua autoridade sobre elas, e como os grandes exercem o seu poder. Não deve ser assim entre vós. Quem quiser ser grande entre vós, faça-se vosso servo e quem quiser ser o primeiro entre vós, faça-se o servo de todos. Pois também o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por todos. (Mc 10,32-45)

Comentário feito por São João Crisóstomo (c. 345-407), presbítero em Antioquia, depois Bispo de Constantinopla, Doutor da Igreja

Ao cobiçar os primeiros lugares, os mais altos cargos e as honras mais elevadas, os dois irmãos, Tiago e João, queriam, na minha opinião, ter autoridade sobre os outros. É por isso que Jesus Se opõe à sua pretensão deles, e põe a nu os seus pensamentos secretos dizendo-lhes: Quem quiser ser o primeiro entre vós, faça-se o servo de todos. Por outras palavras: Se ambicionais o primeiro lugar e as maiores honras, procurai o último lugar, aplicai-vos a tornar-vos os mais simples, os mais humildes e os mais pequenos de todos. Colocai-vos atrás dos outros. Tal é a virtude que vos trará a honra a que aspirais. Tendes junto a vós um exemplo notável: ‘Pois também o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a Sua vida em resgate por todos’ (Mc 10,45). Eis como obtereis glória e celebridade. Olhai para Mim: Eu não procuro honras nem glória e, no entanto, o bem que faço é infinito.

Bem sabemos que, antes da Incarnação de Cristo e da Sua vinda a este mundo, tudo estava perdido e corrompido; mas, depois de Ele Se ter humilhado, tudo restabeleceu. Aboliu a maldição, destruiu a morte, abriu o paraíso, acabou com o pecado, escancarou as portas do céu para levar para lá as primícias da nossa humanidade. Propagou a fé em todo o mundo. Expulsou o erro e restabeleceu a verdade. Fez subir a um trono real as primícias da nossa natureza. Cristo é o autor de bens infinitamente numerosos, que nem a minha palavra nem nenhuma palavra humana poderiam descrever. Antes da Sua vinda a este mundo só os anjos O conheciam; mas, depois de Ele Se ter humilhado, toda a raça humana O reconheceu.

O homem, Deus e a Religião - Adquira já o seu!
Siga-nos e fique por dentro das novidades: