N.S. da Visitação Peregrina retoma visita as casas a partir da segunda quinzena de junho

Atenção amigos da Paróquia Santa Isabel de Osasco: Agora que o casamento passou e conseguimos organizar a maioria das coisas, o Apostolado da Nossa Senhora da Visitação Peregrina irá retornar as suas habituais visitas as casas para a oração do Santo Terço.

Para quem não conhece este apostolado que começou ano passado em Osasco, uma breve explicação: Toda terça-feira, a imagem de Nossa Senhora da Visitação Peregrina visita uma família. Na chegada recitamos o terço, partilhamos a palavra e ao final, pedimos juntos que Nossa Senhora realize uma transformação naquela família. Depois disso, a imagem permanece na casa da pessoa visitada até o final de semana, onde aquela família vai poder rezar junta, pedindo a intercessão da Virgem Maria para aquele lar (clique aqui para saber mais). Durante esse curto período de apostolado, muitas pessoas testemunharam da graça de ter a visita de Nossa Senhora em suas casas.

A partir da segunda quinzena de junho, a imagem voltará a peregrinar nas casas e estaremos unidos com os irmãos na recitação do Santo Terço. Se você mora nas proximidades da Paróquia Santa Isabel de Osasco e deseja que a imagem peregrina vá a sua casa, entre em contato conosco.

O desejo do nosso coração é fazer com que todas as famílias da região criem o bom hábito de recitar o Santo Rosário sobretudo em família, para que o inimigo de Deus não tenha força em suas vidas. Se você deseja pedir intenções para os terços que recitamos juntos clique aqui e deixe seu pedido.

Nossa Senhora da Visitação Peregrina Rogai por Nós!

O homem, Deus e a Religião - Adquira já o seu!
Siga-nos e fique por dentro das novidades:
  

Estudo: O justo juiz:: Estamos na última hora

Desde a Ascensão, o desígnio de Deus entrou em sua consumação. Já  estamos na “última hora” (1Jo 2,18)”. “Portanto, a era final do mundo já  chegou para nós, e a renovação do mundo está  irrevogavelmente realizada e, de certo modo, já está antecipada nesta terra. Pois já na terra a Igreja se reveste de verdadeira santidade, embora imperfeita.” O Reino de Cristo já manifesta sua presença pelos sinais milagrosos que acompanham seu anúncio pela Igreja”.(CIC§670)

“Quarenta e quatro minutos do segundo e o time da casa vence por 4×1! Já estamos praticamente por conta do árbitro e agora o time da casa já pode gritar: É campeão! Só que o time adversário está querendo briga…”

Quem gosta de futebol, já viu pela TV ou ouviu pela rádio alguma partida que apresenta este cenário: O time da casa está ganhando o jogo, a torcida comemora mas ao mesmo tempo está apreensiva, pois o adversário está apelando, e sabendo que não podem vencer estão querendo tirar todo mundo do jogo dando pontapé em todos os jogadores (algo do tipo Brasil x Argentina, rsss). Os amantes do futebol em geral adoram ver um fim de jogo emocionante, mas detestam ver quando o time adversário quer estragar a festa apelando para a violência.

Embora as partidas de futebol sejam emocionantes, vivemos não uma partida, mas uma batalha que segundo o Catecismo da Igreja Católica já está na sua reta final. Desde que Jesus retornou a Direita do Pai, entramos em uma nova fase desta batalha entre Jesus x o príncipe deste mundo.

Usando de uma comparação, podemos dizer que Jesus é o craque do nosso time, o camisa 10 que até agora marcou todos os gols da vitória final. O cenário do jogo já não é mais o mesmo e podemos dizer que ninguém pode tirar o título deste time. A torcida que durante séculos não comemorava um campeonato conquistado já pode festejar: somos campeões! No entanto…

Os jogadores do time de Jesus, reservas e titulares, precisam ficar atentos pois a cada disputa de bola, os jogadores do inmigo estão entrando para “tirar os jogadores Jesus de campo”. As jogadas são desleais, os pontapés são criminosos. Se eles não podem virar o jogo, porque não fazer com que o time de Jesus termine o jogo incompleto?

A vitória de Cristo é certa meus caros. Estamos na última hora, prestes a comemorar o título! Mas é preciso ficarmos bem espertos: Eles querem nos tirar da festa!

Quando o inimigo vier de forma desleal contra você, quando ele chegar duro com uma tesoura, ou com um carrinho por trás você precisa se defender. Para colocar a faixa de campeão é preciso permanecer no jogo do lado de Jesus, jogando no time dele até o apito final.

Ah! E outra coisa: Para permanecer no jogo é preciso jogar limpo! Se você cair na pilha dos caras do time do lado de lá e quiser agir do jeito que eles agem certamente você corre o risco de ser expulso do jogo. Quem é expulso tem que sair do campo e não pode nem permanecer no banco de reservas.

É preciso aprender a olhar ao redor e ver a torcida se alegrando e vibrando com o título do time de Jesus Cristo! É isso que motiva o jogador a continuar correndo e jogando. Mesmo que no campo a coisa esteja feia, mesmo que o inimigo esteja afim de “quebrar sua perna”, se deixe contagiar pelo clima de vitória. Jogue com Jesus e jogue limpo. Cristo já marcou os gols e esse título é nosso! É só permanecer no gramado até o apito final!

O homem, Deus e a Religião - Adquira já o seu!
Siga-nos e fique por dentro das novidades:
  

Evangelho do Dia:: E Maria pôs-se a caminho…

Do Evangelho Quotidiano

Naqueles dias, Maria pôs-se a caminho e dirigiu-se à pressa para a montanha, a uma cidade da Judeia. Entrou em casa de Zacarias e saudou Isabel. Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, o menino saltou-lhe de alegria no seio e Isabel ficou cheia do Espírito Santo. Então, erguendo a voz, exclamou: Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre. E donde me é dado que venha ter comigo a mãe do meu Senhor? Pois, logo que chegou aos meus ouvidos a tua saudação, o menino saltou de alegria no meu seio. Feliz de ti que acreditaste, porque se vai cumprir tudo o que te foi dito da parte do Senhor. Maria disse, então: A minha alma glorifica o Senhor e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador. Porque pôs os olhos na humildade da sua serva. De hoje em diante, me chamarão bem-aventurada todas as gerações. O Todo-poderoso fez em mim maravilhas. Santo é o seu nome. A sua misericórdia se estende de geração em geração sobre aqueles que O temem. Manifestou o poder do seu braço e dispersou os soberbos. Derrubou os poderosos de seus tronos e exaltou os humildes. Aos famintos encheu de bens e aos ricos despediu de mãos vazias. Acolheu a Israel, seu servo, lembrado da sua misericórdia.como tinha prometido a nossos pais, a Abraão e à sua descendência, para sempre. Maria ficou com Isabel cerca de três meses. Depois regressou a sua casa. (Lc 1,39-560)

Comentário feito por Bem-aventurado Charles de Foucauld (1858-1916), eremita e missionário no Saara

Maria, minha mãe, hoje é, ao mesmo tempo, uma festa vossa e uma das festas de Jesus: tal como a Purificação, que é sobretudo a Apresentação de Jesus, também a Visitação é uma das vossas festas tão doces mas é, acima de tudo, uma festa de Nosso Senhor, pois é Ele que age em vós e através de vós. A Visitação é o amor de Cristo que nos urge (2Co 5,14), é Jesus que, mal entrou em vós, teve sede de fazer outros santos e outras pessoas felizes. Pela Anunciação, Ele manifestou-Se e deu-Se a vós, santificou-vos maravilhosamente. Mas isso não Lhe bastou: no Seu amor pelos homens, quis de imediato manifestar-Se e dar-Se, através de vós, aos outros homens, quis santificar outros homens, e fez com que O transportásseis a casa de São João Batista. […]

O que a Virgem santa vai fazer na Visitação não é uma visita à sua prima para se consolarem e se edificarem mutuamente pela narrativa das maravilhas que Deus fez nelas; menos ainda é uma visita de caridade material para a ajudar nos últimos meses da gravidez e no parto. É muito mais do que isso: ela vai santificar São João, anunciar-lhe a Boa Nova […], não através de palavras suas, mas levando-lhe o silêncio de Jesus. […]

Assim fazem as religiosas e os religiosos votados à contemplação nos países de missão. […] Ó minha Mãe, fazei com que sejamos fiéis à nossa missão, à nossa missão tão bela. Que levemos fielmente até junto dessas pobres almas, mergulhadas na sombra da morte (Lc 1,79), o divino Jesus.

O homem, Deus e a Religião - Adquira já o seu!
Siga-nos e fique por dentro das novidades: