Evangelho do Dia:: Acautelai-vos dos falsos profetas

Do Evangelho Quotidiano

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: Acautelai-vos dos falsos profetas, que se vos apresentam disfarçados de ovelhas, mas por dentro são lobos vorazes.Pelos seus frutos, os conhecereis. Porventura podem colher-se uvas dos espinheiros ou figos dos abrolhos? Toda a árvore boa dá bons frutos e toda a árvore má dá maus frutos. A árvore boa não pode dar maus frutos nem a árvore má, dar bons frutos. Toda a árvore que não dá bons frutos é cortada e lançada ao fogo. Pelos frutos, pois, os conhecereis. (Mt 7,15-20)

Comentário feito por Santo Agostinho (354-430), bispo de Hipona (Norte de África) e doutor da Igreja

Perguntamo-nos quais os frutos para os quais o Senhor quer chamar a nossa atenção para reconhecermos a árvore. Alguns consideram como frutos a roupagem das ovelhas e assim os lobos podem enganá-los. Quero referir-me a jejuns, orações, esmolas e todas as obras que podem ser feitas por hipócritas. Caso contrário, Jesus não teria dito: Guardai-vos de fazer as vossas obras diante dos homens, para vos tornardes notados por eles (Mt 6,1). […] Muitos dão aos pobres por ostentação e não por generosidade; muitos que rezam, ou melhor, que parecem rezar, não procuram Deus, mas sim a estima dos homens; muitos jejuam e exibem austeridade notável para atrair a admiração dos que vêem a sua conduta. Todas essas obras são enganos. […] O Senhor conclui que esses frutos não são suficientes para julgar a árvore. As mesmas ações feitas com uma intenção reta e verdadeira são a roupagem das autênticas ovelhas. […]

O apóstolo Paulo diz-nos quais os frutos pelos quais reconheceremos a árvore ruim: É fácil reconhecer as obras da carne: fornicação, impureza, libertinagem, idolatria, feitiçaria, inimizades, contendas, ciúmes, iras, discórdias, sectarismos, rivalidades, embriaguez, orgias e coisas semelhantes (Gal 5,19-20). O mesmo apóstolo nos diz a seguir quais os frutos para reconhecer uma boa árvore: Mas os frutos do Espírito são: amor, alegria, paz, paciência, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão e autocontrole (v. 22-23).

É preciso saber que a palavra alegria é usada aqui no seu sentido literal; os homens maus em sentido literal ignoram a alegria, mas conhecem o prazer. […] Este é o sentido próprio desta palavra que só os bons conhecem; não há alegria para os ímpios, diz o Senhor (Is. 48,22). Acontece o mesmo com a fé verdadeira. As virtudes enumeradas podem ser fingidas por maus e impostores, mas não enganam o olho puro e simples capaz de discernimento.

Obs.: Já que o tema do Evangelho de hoje são os falsos profetas, leia este texto aqui.

Siga-nos e fique por dentro das novidades:
  
Anúncios

3 comentários sobre “Evangelho do Dia:: Acautelai-vos dos falsos profetas

  1. Cadu, boa tarde! A Paz de Jesus.

    Eu gooosto muito de MPB!!!
    E gostaria de conhecer suas músicas. Encontrei algumas em seu blog antigo. Mas a maioia ja falha.
    Fiquei muito feliz de escutar suas músicas, muito mesmo.

    Onde eu posso consegui-las?

    Abraços.
    Deus te abençoe.

    • Eu não postado as minhas músicas pois faltam os direitos autorais.
      Em breve irei acertar isso. Quem sabe um dia eu não as posto aqui!?

      Gde abraço!

  2. ELOS ENTRE AS MILHARES DE SEITAS PROTESTANTES, MAÇONARIA-OCULTISMO E SOCIALISMO-COMUNISMO, NAZISMO E ANEXOS
    O protestantismo – todas as denominações cristãs fora da Igreja Católica Apostólica Romana – em seus primórdios, teve em seu idealizador o dissenso Lutero vários princípios gnósticos, incluindo-se tendências igualitaristas e deístas subjetivistas, dentre outras, como: aversão a poderes superiores, no caso, ao poder hierárquico ortodoxo-doutrinário exercido pela Igreja àquela época.
    Note-se que as religiões orientais holísticas, panteístas e meditacionais, como a Yoga, seicho-no-ie, etc., têem conteúdo aproximado no que tange ao subjetivismo ao se enquadrarem em suas práticas religiosas semelhanças às de auto realização pessoal, por ex., como no independenticionismo protestante às hierarquias.
    Lutero evidenciou suas ações por suprimir o poder eclesial católico e sua rígida doutrina tradicional bíblico-patrística por um sistema mais flexível e individual, em que pessoas e comunidades possuíssem autodeterminação de se instituirem como próprios pastores, os quais ensinariam a seu modo particular; o resultado prático de suas ideias foi o espoucar de milhares de seitas humano-fundamentadas em que cada uma doutrina a seu modo ou conveniência que se batem umas contra as outras, daí surgiu um Evangelho e igrejas conversíveis a situações, interesses e muitos contrastes entre facções que, apesar dos paradoxos, afirmam e se consideram inspirados pelo Espírito Santo(?)… E há seitas que aprovam aborto, outras adultério, ordenação feminina etc., e há até de anuência ao homossexualismo e quase todas têem culto e procedimentos semelhantes a centros espíritas: expulsão de supostos maus espíritos ou para curas, passes, gritarias, pessoas em aparentes transes… E todas as homilias de pastores são também submetidas ao crivo de cada um para aprovação pessoal ou não, ou seja, cada um é juiz a arbitrar a própria sentença.

    Outro fato é o elo com o nazismo: Hitler subiu ao poder graças à votação dos estados protestantes, media favorável de 47%, enquanto nos católicos 21%, ou seja, se fosse a Alemanha católica, ele não teria subido ao poder.
    Também desse conjunto ideário relativista existia a antiga e esoterista maçonaria de antes do cristianismo, de Babilônia, do antigo Egito, etc., e sua legislação atual foi formalizada por J Anderson, pastor presbiteriano; por sinal nos EUA e Europa os vínculos são bastantes próximos com o protestantismo – muitos exponentes delas são maçons – e que influenciaram a Revolução Francesa em seus princípios – igualdade, liberdade e fraternidade – idem o kardecismo e o comunismo, o qual é por sinal apenas a transposição de idéias de Lutero-maçonaria para a práxis socialista-comunista, supostamente igualitarista, fraternal em meio a contrastes marcantes e o modernismo atual, cuja doutrinação vigente é igual a um homem acima de tudo e todos, pelo menos na sua proposta; de fato, uma tremenda farsa.
    Há vídeos na Net e em literatura específica em que pastores se acusam reciprocamente de pertença à maçonaria; praticamente é inexistente oposição maçônica às diversas denominações evangélico-protestantes; porém, para a Igreja Católica é o adverso.
    Não há dúvidas que o orgulho e soberba e estão sutilmente camuflados sob esses comportamentos e que o progresso, a ciência e o modernismo tecnológico, cada vez mais aparentando resolver os problemas humanos estão a serviço de um reino luciferino que poderá eclodir, de um homem auto realizador e neo deificista, mas tão cego não percebendo sua submissão a nova tutela, e logo de quem…
    Não há diferença entre o acima e o pecado inicial do homem no Éden, ou se preferir, aliar-se e tornar-se súdito de Satanás em sua soberba e no orgulho de querer ser igual a Deus, aceito por nossos pais iniciais e muitos atualmente o vivenciam no protestantismo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s