Falando sobre o juízo final

Ele (Jesus) nos mandou pregar ao povo e testemunhar que é ele quem foi constituído por Deus juiz dos vivos e dos mortos. Dele todos os profetas dão testemunho, anunciando que todos os que nele crêem recebem o perdão dos pecados por meio de seu nome. (At 10,42-43)

O texto acima retirado do livro dos Atos dos Apóstolos faz parte da pregação de Pedro na casa de Cornélio. Nele o primeiro Papa afirma que Jesus foi constituído por Deus para julgar os vivos e os mortos. Ou seja, Jesus será o juiz que vai julgar todos os homens no dia do juízo final.

Quem não conhece a doutrina católica, pode até sentir certo receio quando ouve sobre o juízo final e último julgamento. Afinal de contas, os filmes e livros que falam sobre este assunto, formulam teorias malucas e tenebrosas sobre este dia. Como o ser humano adora uma boa fábula, muitos acabam levando estes ensinamentos ao pé da letra e daí vem o medo infundado sobre o fim dos tempos.

Porém nós que somos católicos e lutamos para viver a nossa fé, não podemos esquecer que o juiz é Jesus, o Filho de Deus, o mesmo que morreu por mim e por você. Não há porque temê-lo, sobretudo se você ao longo de sua vida se esforçou para viver os seus ensinamentos. Mesmo que tenha caído em pecado, se você se valeu do sacramento da confissão e se arrependeu verdadeiramente dos seus erros, tenha certeza de que o juiz verá o seu esforço e isso será levando em conta. Duas coisas nós temos que ter como certas:

  1. No fim dos tempos seremos julgados por Jesus, que virá na sua segunda vinda, pra julgar os vivos e os mortos;
  2. Se conhecemos seus ensinamentos e vivemos nos esforçando para vivê-los, sejamos confiantes: Ele nos julgará pelos nossos atos!

Não sabemos como de fato será este julgamento. Porém sabemos como ele vai se basear para julgar, afinal de contas o Senhor já deu indícios disso em seu Evangelho:

Quando o Filho do Homem voltar na sua glória e todos os anjos com ele, sentar-se-á no seu trono glorioso. Todas as nações se reunirão diante dele e ele separará uns dos outros, como o pastor separa as ovelhas dos cabritos. Colocará as ovelhas à sua direita e os cabritos à sua esquerda. Então o Rei dirá aos que estão à direita: – Vinde benditos de meu Pai, tomai posse do Reino que vos está preparado desde a criação do mundo, porque tive fome e me destes de comer; tive sede e me destes de beber; era peregrino e me acolhestes; nu e me vestistes; enfermo e me visitastes; estava na prisão e viestes a mim. Perguntar-lhe-ão os justos: – Senhor, quando foi que te vimos com fome e te demos de comer, com sede e te demos de beber? Quando foi que te vimos peregrino e te acolhemos, nu e te vestimos? Quando foi que te vimos enfermo ou na prisão e te fomos visitar? Responderá o Rei: – Em verdade eu vos declaro: todas as vezes que fizestes isto a um destes meus irmãos mais pequeninos, foi a mim mesmo que o fizestes. Voltar-se-á em seguida para os da sua esquerda e lhes dirá: – Retirai-vos de mim, malditos! Ide para o fogo eterno destinado ao demônio e aos seus anjos. Porque tive fome e não me destes de comer; tive sede e não me destes de beber; era peregrino e não me acolhestes; nu e não me vestistes; enfermo e na prisão e não me visitastes. Também estes lhe perguntarão: – Senhor, quando foi que te vimos com fome, com sede, peregrino, nu, enfermo, ou na prisão e não te socorremos? E ele responderá: – Em verdade eu vos declaro: todas as vezes que deixastes de fazer isso a um destes pequeninos, foi a mim que o deixastes de fazer. E estes irão para o castigo eterno, e os justos, para a vida eterna. (Mt 25, 31-43)

O Senhor nos julgará com amor. Mas também será justo. No livro do Auto da Compadecida, o personagem João Grilo “engana” a Deus. Mas no julgamento final não iremos repetir a feito de nordestino sabido. Deus tudo vê e tudo sabe. Portanto não precisamos temer o julgamento, mas viver os ensinamentos do Senhor hoje. Assim não nos desclassificaremos da eternidade junto a Deus.

Aqui é hora de fazer um sincero e verdadeiro exame de consciência e se for o caso, recolocar a sua vida dentro do eixo dos ensinamentos de Jesus. E sempre é tempo para pensarmos nisso, pois quem nos garante o amanhã? O tempo para mudar de vida é hoje! É agora!

Siga-nos e fique por dentro das novidades:
  
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s