Recordando as JMJs: 1987 – Nasce hoje a civilização do amanhã

Caros amigos,

Como vocês puderam acompanhar nos últimos posts, tenho procurado trazer a este blog não somente as notícias, mas também estes verdadeiros tesouros espirituais que a Igreja nos deu, ao longo de todas as Jornadas Mundiais da Juventude. Cada vez que leio as mensagens, fico ainda mais convencida de que continuam vivas e atuais; posso ver que realmente o Espírito Santo conduz a Santa Igreja Católica através da presença do Papa, o “Doce Cristo na Terra” (Cf. Santa Catarina de Sena).

Hoje recordo aqui a II Jornada Mundial da Juventude (11 a 12 de abril de 1987), a primeira fora de Roma, ocorrida em Buenos Aires, na Argentina, com o lema “Nós conhecemos o amor que Deus nos tem, pois cremos nele” (I Jo 4,16). Na ocasião, um milhão de pessoas participaram do evento.

No encerramento deste encontro, o saudoso Papa João Paulo II dirigiu-se aos jovens trazendo essa pregação maravilhosa sobre o amor de Deus que transcrevo abaixo. Confesso que quando li pela primeira vez, emocionei-me muito, enquanto a traduzia, meu coração transbordou de gratidão e alegria, por eu pertencer à Igreja e fazer parte desta história. Desejo que possam fazer a mesma experiência ao meditá-la…

Fraternalmente,

Taís Salum
Equipe do Blog Dominus Vobiscum

***

Queridos jovens de todo o mundo:

No fim de nosso encontro, volto a repetir, mais uma vez, o lema desta Jornada “E nós temos reconhecido o amor de Deus por nós, e nele acreditamos”. (I Jo 4,16)

Desejo que suas vidas tenham sido para sempre informadas com esta grande verdade: “Deus é Amor”. Uma verdade que foi revelada, mais do que com palavras, com atos. Um amor que renova o homem por dentro e o converte, de pecador e rebelde, em servo bom e fiel (cf. Mt 25,21). Uma realidade da qual vocês devem dar testemunho constante, pois “aquele que permanece no amor permanece em Deus e Deus permanece nele” (cf. I Jo 4,16). Permanecei em Deus, proclamando o seu amor, com fidelidade ao seu plano de salvação e a generosidade do serviço, com serenidade e fortaleza, com profundidade na oração e capacidade de renúncia, vida reta e a alegria da doação. Assim, vocês darão testemunho, não só com palavras, mas também com obras, que Deus é amor.

Vocês me perguntaram qual é o problema da humanidade que mais me preocupa. É exatamente este: pensar nos homens que ainda não conhecem a Cristo, que não descobriram a grande verdade do amor de Deus. Ver uma humanidade que se afasta do Senhor, que quer crescer fora de Deus ou até mesmo negar sua existência. Uma humanidade sem pai, e por consequência sem amor, órfã e desorientada, capaz de matar os que já não considera como irmãos e assim preparar a própria destruição e aniquilamento. Por isso, meus jovens, quero que estejam comprometidos hoje a ser apóstolos de uma nova evangelização para construir a civilização do amor.

“Nós amamos, porque ele nos amou primeiro” (I Jo 4,19): a medida de nosso amor não pode ser encontrada somente na fraca capacidade do coração humano; devemos amar com a medida do Coração de Cristo, caso contrário, não conseguiremos corresponder ao Seu amor. Anunciem, então, com empenho renovado, a fidelidade a Jesus Cristo, o “Redentor do homem”. Tenham em mente que quem ama ao Senhor com todas as suas forças, quem dedica a Deus o seu melhor trabalho, nada perde, ao contrário, tudo ganha, porque “seu amor é pleno em nós… e Ele nos deu o seu Espírito” (I Jo 4, 12-13), mas isso exige que sejamos “homens novos”.

Crer no amor de Deus não é uma tarefa fácil: requer doação pessoal, não ter a consciência egoísta ou coração indiferente, e sim torná-lo mais livre e mais fraterno. Livre de tantas escravidões, como os transtornos sexuais, as drogas, a violência, a ânsia do poder e do ter, que terminam por deixar os corações vazios e angustiados, impedindo o verdadeiro amor e a autêntica felicidade.

Abram generosamente o coração ao amor de Cristo, o único capaz de dar sentido pleno a toda nossa vida. Recomendo-lhes, com São Paulo, “que Cristo habite pela fé em seus corações e que sejam arraigados e fundados no amor. Assim terão condições para compreender com todos os santos qual é a largura e o comprimento e a altura e a profundidade e conhecer o amor de Cristo que excede a todo conhecimento, para que sejam plenificados com toda a plenitude de Deus” (cf. Ef 3, 17-19).

E, com o amor a Cristo, nos tornamos cheios de amor por todos os homens, pois “Se alguém disser: “Amo a Deus”, mas odeia o seu irmão, é um mentiroso: pois quem não ama seu irmão, a quem vê, a Deus, a quem não vê, não poderá amar.” (I Jo 4,20). Queridos jovens: acolham com gratidão o amor de Deus e o expressem numa verdadeira comunidade fraterna; estejam dispostos a entregar cotidianamente a vida para transformar a História. O mundo necessita hoje mais do que nunca, de sua alegria e do serviço, de suas vidas saudáveis e do trabalho, da fortaleza e da entrega de vocês, para a construção de uma nova sociedade, mais justa, mais fraterna, mais humana e mais cristã: a nova civilização do amor, que se desapega a serviço de todos os homens. Vocês construirão assim a civilização da vida e da verdade, da liberdade e a justiça, do amor, da reconciliação e da paz.

Vocês sabem o quanto me preocupa a paz do mundo e como tenho realizado com vocês, em diversas ocasiões, um itinerário evangélico da paz. Vocês sabem bem que a paz é um dom de Deus – Jesus Cristo é “nossa paz”! – , que temos que pedir com insistência.

Mas esta paz deve ser construída por todos, e isto exige, também, de todos nós, uma profunda conversão interior.

Por isso, queridos jovens, hoje desejo que vocês se comprometam novamente a ser “trabalhadores da paz”, pelos caminhos da justiça, da liberdade e o amor, enquanto nos aproximamos do terceiro milênio: vocês serão os principais construtores da sociedade, os primeiros responsáveis pela paz. Mas a concórdia social não se improvisa nem chega de fora: nasce dentro de um coração justo, livre, fraterno, pacificado e amoroso. Sejam pois, desde agora, junto com todos os homens, pacificadores. Unam seus corações e esforços para edificar a paz. Só assim, vivendo a experiência do amor de Deus e se esforçando para realizar a fraternidade evangélica, poderão ser os verdadeiros e felizes construtores da civilização do amor.

Que os acompanhe sempre a vossa Santa Mãe Maria, aquela que acreditou no amor de Deus e se entregou com fidelidade e alegria à sua Palavra. Sendo jovem e singela, Ela se abriu generosamente ao amor do Pai, recebeu em plenitude o Espírito e nos deu Jesus, o Salvador do mundo.

Queridos jovens, amigos, de novo repito: por intercessão de Nossa Senhora, sejam, em todos os momentos e circunstâncias de suas vidas – testemunhas do amor de Deus, semeadores da esperança e construtores da paz.

(Adaptado do site do Vaticano).

***

Você pode ouvir aqui o hino desta Jornada – Um nuevo sol (Gen Love):

Notícias da JMJ:

Arquidiocese de Aracaju realiza encontro nos dias 25 e 26 de agosto

O Setor Juventude da Arquidiocese de Aracaju, unido às dioceses de Estância e Propriá, convida todo o Sergipe para o primeiro grande encontro preparatório rumo à JMJ Rio2013. O evento acontecerá entre os dias 25 e 26 de agosto no Centro de Convenções de Sergipe e marcará a contagem regressiva para a realização da Jornada Mundial da Juventude.
O encontro terá entrada franca e contará celebrações eucarísticas, shows, palestras, catequeses, e a exposição dos pacotes de viagem para quem desejar ir para a JMJ Rio2013. Maiores informações, você encontra no site jovem da Arquidiocese de Aracaju: jovensplugados.org (Adaptado do site Jovens Conectados).

Famílias do Rio de Janeiro, façam a experiência do acolhimento!

As hospedagens de peregrinos e voluntários da JMJ Rio 2013 serão em casas de família, paróquias, escolas públicas e particulares, ginásios poliesportivos, centros comunitários e outros locais que sejam seguros e cobertos para que o peregrino possa ser alojado para pernoite. A diretora do Setor de Hospedagem da Jornada, irmã Graça Maria, trabalha com a meta de cadastrar 2 milhões de vagas. As inscrições podem ser feitas pelo site oficial http://www.rio2013.com/pt/familia (Adaptado de Radio Vaticana).

Anunciado o lançamento do Hino Oficial da JMJ Rio 2013

A “Festa da Aventura da Cruz” será o grande momento de apresentação do Hino oficial da JMJ Rio2013. O anúncio foi feito durante a 10ª Vigília dos Jovens Adoradores, no Santuário Nacional de Adoração Perpétua, Igreja de Sant’Ana, na noite do dia 10 de agosto.

O Padre Arnaldo Rodrigues, um dos diretores do Setor de Preparação Pastoral do Comitê Organizador Local (COL) da Jornada, convidou toda a juventude para o evento que acontecerá no próximo dia 14 de setembro, data em que a Igreja celebra a Exaltação da Santa Cruz. A “Festa da Aventura da Cruz” será na paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Santa Cruz, Rio de Janeiro, a partir de 20h.

A “Festa da Aventura da Cruz” vai contar com as apresentações de Adriana, Eliana Ribeiro, Walmir Alencar, Rosa de Saron, Olivia Ferreira e Frutos de Medjugorje. A missa será presidida pelo Núncio Apostólico do Brasil, Dom Giovanni d’Aniello.

“Reze conosco, caminhe conosco” – Esse foi o convite feito pelo bispo auxiliar do Rio, Dom Luiz Henrique da Silva Brito, que presidiu a missa que abriu a Vigília de ontem. Ele convocou os jovens a se inscreverem como voluntários da JMJ Rio2013.

Para o bispo, a Jornada também convoca os jovens a viver este ideal: “Devemos mostrar ao mundo que é possível viver a experiência transformadora. Somos felizes e queremos ser testemunhas para o mundo” (Adaptado do site Rio2013.com).

O percurso da Cruz da Juventude e do Ícone de Nossa Senhora

No mês de setembro, a Cruz dos Jovens e o Ícone de Nossa Senhora vão se embrenhar ainda mais pelos caminhos amazônicos. Depois de passar por Rondônia, Acre e pelo sul do Amazonas, os Símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) vão peregrinar pelas demais dioceses amazonenses e também na diocese que abrange todo o estado de Roraima, onde começará o trajeto.

Ao longo do mês, serão visitadas as nove dioceses do Regional Norte 1 da CNBB, que abrange quase todo o estado do Amazonas e o estado de Roraima. Todas essas dioceses são separadas por enormes distâncias. No dia 22 de setembro acontecerá a grande celebração Bote Fé em Manaus. A última diocese a ser visitada no regional será a de Parintins. De lá, os Símbolos da JMJ seguirão para o Regional Norte 2, que engloba o Pará e o Amapá (Adaptado do site Jovens Conectados).

Siga-nos e fique por dentro das novidades:
  
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s