Contra Vigilâncio:: Escritos de São Jerônimo – Capítulo 1

Iniciaremos, a partir desta semana, uma nova leitura. Iremos manter-nos dentro dos escritos de São Jerônimo. Convido-os a leitura dos discursos de São Jerônimo contra Vigilâncio.

No discurso Contra Vigilâncio, observamos em Jerônimo a presença do combatedor de heresias, desta vez investido do discurso satírico contra os costumes de um personagem gaulês, Vigilâncio. Em outras palavras, pela habilidade satírica de Jerônimo, podemos conhecer a deformidade da heresia pela apresentação que Jerônimo faz do “monstro” Vigilâncio. Como combatedor de heresias, pelo viés da sátira, temos uma imagem do advogado ajustada à fé católica ortodoxa, da qual busca defender a pureza e a vigência no mundo cristão e sua consolidação.

Capítulo I

O mundo pariu muitos monstros. Em Isaías lemos sobre centauros, corujas e pelicanos. Jó, em linguagem mística, descreve Leviatã e Behemoth. Cérbero e os pássaros de Estínfalo, o porco de Erimantéia e o leão de Neméia, a Chimera e a Hidra de muitas cabeças são citadas em fábulas poéticas. Virgílio descreve Caco. A Espanha criou Gerion, com seus três corpos. Somente a Gália não teve monstros e sempre contou com homens ricos em coragem e grande eloquência… Isto até Vigilâncio – ou, mais propriamente, “Dormilâncio” – que surgiu, animado por um espírito imundo, para lutar contra o Espírito de Cristo e negar aquela reverência religiosa que devemos prestar aos túmulos dos mártires. As vigílias – afirma ele – devem ser condenadas. O “Aleluia” nunca deve ser cantado senão na Páscoa. A continência é uma heresia. A castidade, uma cama preparada para a concupiscência. E assim como dizem que Eufórbio renasceu na pessoa de Pitágoras, então temos que neste (=Vigilâncio) ressuscitou a mente corrompida de Joviniano. Nele, não menos que em seu predecessor, encontramos as ciladas do demônio. A Palavra pode ser justamente aplicada a ele: “Raça de malfeitores, preparai vossos filhos para o massacre por causa dos pecados do vosso pai”. Joviniano, condenado pela autoridade da Igreja de Roma, entre a carne de faisão e a de porco, exalou, ou melhor, vomitou o seu espírito. E agora, este sustentador das tavernas do Calagurre, que conforme o nome de sua vila nativa é Quintiliano, estúpido ao invés de eloqüente, quer combinar água com vinho. Segundo a armadilha que ele há muito já conhece, tenta agora misturar seu veneno com a fé católica: ele agride a virgindade e odeia a castidade; se regozija com o mundano e prega contra o jejum dos santos; serve o filósofo em sua bandeja e se alivia com as doces melodias da salmodia enquanto lambe os lábios após comer seus bolos de queijo. Alías, não poderia ele dignar-se a ouvir as canções de Davi, Jeduth, Asaf e os filhos de Coré a não ser na mesa do banquete. Isto eu tenho dito com mais pesar que alegria, pois não posso me conter, tornando-me surdo ao ouvir as coisas erradas que ele atira contra os apostólos e mártires.

( Tradução: José Fernandes Vidal e Carlos Martins Nabeto – Central de Obras do Cristianismo Primitivo)

Siga-nos e fique por dentro das novidades:
  
Anúncios

15 comentários sobre “Contra Vigilâncio:: Escritos de São Jerônimo – Capítulo 1

  1. Pingback: Contra Vigilâncio:: Escritos de São Jerônimo – Capítulo 2 « Dominus Vobiscum

  2. Pingback: Contra Vigilâncio:: Escritos de São Jerônimo – Capítulo 3 « Dominus Vobiscum

  3. Pingback: Contra Vigilâncio:: Escritos de São Jerônimo – Capítulo 4 « Dominus Vobiscum

  4. Pingback: Contra Vigilâncio:: Escritos de São Jerônimo – Capítulo 5 « Dominus Vobiscum

  5. Pingback: Contra Vigilâncio:: Escritos de São Jerônimo – Capítulo 6 « Dominus Vobiscum

  6. Pingback: Contra Vigilâncio:: Escritos de São Jerônimo – Capítulo 7 « Dominus Vobiscum

  7. Pingback: Contra Vigilâncio:: Escritos de São Jerônimo – Capítulo 8 « Dominus Vobiscum

  8. Pingback: Contra Vigilâncio:: Escritos de São Jerônimo – Capítulo 9 « Dominus Vobiscum

  9. Pingback: Contra Vigilâncio:: Escritos de São Jerônimo – Capítulo 10 « Dominus Vobiscum

  10. Pingback: Contra Vigilâncio:: Escritos de São Jerônimo – Capítulo 12 « Dominus Vobiscum

  11. Pingback: Contra Vigilâncio:: Escritos de São Jerônimo – Capítulo 13 « Dominus Vobiscum

  12. Pingback: Contra Vigilâncio:: Escritos de São Jerônimo – Capítulo 14 « Dominus Vobiscum

  13. Pingback: Contra Vigilâncio:: Escritos de São Jerônimo – Capítulo 15 « Dominus Vobiscum

  14. Pingback: Contra Vigilâncio:: Escritos de São Jerônimo – Capítulo 16 « Dominus Vobiscum

  15. Pingback: Contra Vigilâncio:: Escritos de São Jerônimo – Capítulo 17 « Dominus Vobiscum

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s