Jesus, o Caminho, a Verdade e a Vida

Continuamos o percurso, trazendo a história e mensagens das JMJ. Hoje recordamos a IV Jornada Mundial da Juventude, que ocorreu em Santiago de Compostela, na Espanha, em 1989; teve em média 400.000 participantes e seu lema foi “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida” (Jo 14,16).

Por ocasião da convocação deste evento, no Vaticano, em 27/11/1988, o saudoso Papa João Paulo II, grande amigo dos jovens, dirigiu-se a eles com esta belíssima e profunda reflexão, cujos trechos transcrevo aqui hoje.  A Palavra de Deus é viva e verdadeira, e mesmo com o passar dos anos permanece atual, é um grande dom de Deus!

“Queridíssimos jovens:

A juventude, por si só, é uma riqueza singular para cada rapaz ou moça (cf. Carta aos jovens, homens e mulheres do mundo, 31 de março de 1985, n. 3). Esta riqueza consiste, entre outras coisas, nas descobertas importantes dessa fase da vida . Cada um descobre a si mesmo, a sua própria personalidade, o sentido da sua existência, a realidade do bem e do mal. Vocês descobrem também, todos ao seu redor, o mundo dos homens e o mundo da natureza. E no meio de todas essas descobertas, não se pode perder descoberta pessoal fundamental de Jesus Cristo. Descobrir Cristo novamente e cada vez melhor, é a mais maravilhosa aventura de nossas vidas. Assim, por ocasião da celebração do próximo Dia Mundial da Juventude, gostaria de fazer a cada um de vocês algumas perguntas, e indicar as respostas:

― Vocês já descobriram a Cristo, que é o Caminho?

Sim, Jesus é – para nós, o caminho que leva ao Pai, o único caminho. Aquele que quiser alcançar a salvação deverá tomar esse caminho. Vocês, jovens, muitas vezes se encontram em uma encruzilhada, sem saber qual o caminho que devem escolher, ou para onde ir, pois muitos caminhos errados, bem como propostas fáceis e ambiguidades. Não se esqueçam, nesses momentos, que Cristo, com seu Evangelho, seu exemplo, seus mandamentos, é sempre o único caminho seguro, que leva a uma felicidade plena e duradoura.

― Vocês já descobriram a Cristo, que é a Verdade?

A Verdade é a exigência mais profunda do espírito humano. Os jovens, sobretudo, estão sedentos da verdade sobre Deus, o homem, a vida eo mundo. Na minha primeira Encíclica Redemptor Hominis, escrevi: “O homem que quiser se compreender completamente – não só de acordo com critérios e medidas parciais, às vezes superficiais e até mesmo ilusórias – deve, com a sua inquietude, incerteza e também sua fraqueza e pecaminosidade, com a sua vida e sua morte, aproximar-se de Cristo”(n. 10). Cristo é a palavra da verdade pronunciada pelo próprio Deus em resposta a todas as perguntas do coração humano. É Ele que revela plenamente o mistério do homem e do mundo.

― Vocês já descobriram a Cristo, que é a Vida?

Cada um de vocês deseja ardentemente viver a sua própria vida em toda a plenitude. Vocês vivem animados por grandes esperanças e ótimos projetos para o futuro. Não se esqueçam, porém, que a verdadeira plenitude da vida se encontra somente em Cristo, que morreu e ressuscitou por nós. Só Cristo pode preencher profundamente o espaço do coração humano. Só Ele dá o sentido e a alegria de viver, apesar dos limites e obstáculos externos. Sim, descobrir a Cristo é a aventura mais bela de toda a nossa vida. Mas não é o suficiente descobri-Lo somente uma vez. A cada vez que você O descobre, recebe um convite para procurá-Lo mais, e conhecê-Lo melhor através da oração, a participação nos sacramentos, meditação de Sua Palavra, a catequese e escuta dos ensinamentos da Igreja. Esta é nossa tarefa mais importante, como São Paulo escreveu: “Para mim o viver é Cristo” (Fl 1:21).

A redescoberta de Cristo – quando é autêntica – tem como consequência direta o desejo de levar os lemais para conhecer o compromisso apostólico. A ordem de Cristo se dirige a toda a Igreja: “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda a criatura” (Mc 16, 15). Toda a Igreja, portanto, é consequentemente, missionária e evangelizadora, e vive num constante estado de missão (cf. Ad Gentes, 2). Ser cristão quer dizer ser missionário e apóstolo (cf. Apostolicam actuositatem, 2). Não é o suficiente descobrir Cristo, devemos levá-Lo aos outros! O mundo atual é uma grande terra de missão, mesmo em países de antiga tradição cristã. Em todos os lugares, hoje, o neopaganismo eo processo de secularização constituem um grande desafio para à mensagem evangélica. Mas, ao mesmo tempo, também se apresentam – também em nossos dias – novas ocasiões para anunciar o Evangelho: se nota, por exemplo, uma crescente nostalgia do sagrado, dos verdadeiros valores autênticos, da oração. Por isso, o mundo de hoje tem necessidade de muitos apóstolos, sobretudo de apóstolos jovens e corajosos. Incumbo vocês, jovens – de maneira especial – de dar testemunho da fé, e comprometer-se a levar aos outros o Evangelho de Cristo, Caminho, Verdade e Vida, bem como construir uma nova civilização da justiça, amor e paz.

Cada nova geração precisa de novos apóstolos. É aqui que surge um missão especial para vocês. Vocês são os primeiros apóstolos e evangelizadores do mundo jovem, cercado de tantos desafios e ameaças (cf. Apostolicam actuositatem, 12). Antes de tudo vocês podem viver essa missão em seu ambiente de estudo, trabalho e recreação. Muitos de seus colegas não conhecem o Cristo, ou não O conhecem o suficiente. Portanto, vocês não podem permanecer calados e indiferentes. Vocês devem ter a coragem de falar sobre Cristo e dar testemunho de sua fé através de seu modo de vida inspirada no Evangelho. São Paulo escreve: “Ai de mim se eu não anunciar o Evangelho” (1 Cor 9, 16). Certamente, a messe é grande e precisa de muitos trabalhadores. Cristo confia e conta com a colaboração de vocês. Cristo precisa de vocês! Respondam ao chamado com a alegria característica de sua idade!” (Retirado do site do Vaticano, tradução e adaptação de Taís Salum).

********

Fique ligado:

Imagem: rio2013.com

No dia 8 de setembro a Igreja também celebra a memória do Beato Frederico Ozanan, que é um dos intercessores da JMJ Rio 2013. Nascido em Milão, Itália, cresceu em um ambiente de profundo espírito de caridade, sobretudo pelo exemplo de seus pais. Apaixonado pelas questões existenciais e espirituais dedicou-se ao estudo da filosofia, de onde encontrou argumentos para sustentar o compromisso social dos católicos. Morreu em 1853, aos 40 anos, deixando o precioso legado das Conferências Vicentinas e a certeza de ter feito a vontade de Deus em sua vida.

Este é o modelo de apóstolo leigo, erudito, empenhado e dedicado ao serviço dos mais pobres, que a Igreja apresenta a todos os fiéis, mas sobretudo aos jovens, durante a Missa presidida por João Paulo II, no dia 22 de agosto de 1997, em Paris, na qual é beatificado Frederico Ozanam (Adaptado de JMJRio2013.com e site do Vaticano).

Beato Frederico Ozanam, rogai por nós!

********

E aí, como estão os preparativos para o maior evento católico para a juventude  que acontecerá em 2013? Acolhendo as palavras do Papa, você está disposto a dar testemunho da alegria do Ressuscitado para o mundo? Você sabia que alguns países do mundo, ainda hoje, existem católicos que sofrem perseguições religiosas fortíssimas e encontram forças para viver a fé?

Este vídeo que posto a seguir nos traz uma ideia desta realidade. Assista e motive-se mais para viver a Jornada!

Até a próxima!

Siga-nos e fique por dentro das novidades:

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s