Você conhece as promessas de Maria Santíssima àqueles que rezam o terço?

ImagemAs promessas de Maria Santíssima àqueles que rezarem o terço, são:

1) Sua proteção especialíssima na vida;
2) Uma morte feliz; 
3) A salvação eterna de sua alma; 
4) Não morrerão sem os sacramentos;
5) Não serão flagelados pela miséria;
6) Tudo obterão por meio do rosário;
7) A devoção do rosário será sinal certo de salvação;
8) Livrará do purgatório  no dia em que morrerem os que rezarem o Rosário;
9) Terão uma grande glória no céu; 
10) Aos que propagarem a devoção do rosário, Maria Santíssima promete socorrer em todas as suas necessidades.

(Promessas de Nossa Senhora ao Beato Alain de La Roche)

O terço é uma das devoções mais queridas de Nossa Senhora, que aparecendo em Fátima, pediu aos Pastorinhos: “Meus Filhos, rezem o Terço todos os dias.”

O Beato e Papa João Paulo II, dizia “O Terço é a minha oração predileta. À todos, exorto, cordialmente, que o rezem.”

Com fé e esperença nas promessas de Maria Santíssima, vamos rezar a oração favorita de nossa Mãe. A seguir, como a igreja ensina a oração do terço.

1º – OFERECIMENTO DO TERÇO – Divino Jesus, nós Vos operecemos este TERÇO que vamos rezar, meditando nos mistérios da nossa Redenção. Concedei-nos, por intercessão da Virgem Maria, Mãe de Deus e nossa Mãe, as virtudes que nos são necessárias para bem rezá-lo e a graça de ganharmos as indulgências desta santa devoção. Oferecemos, particularmente, em desagravo dos pecados cometidos contra o Santíssimo Coração de Jesus e Imaculado Coração de Maria, pela paz do mundo, pela conversão dos pecadores, pelas almas do Purgatório, pelas intenções do Santo Padre, pelo aumento e santificação do Clero, pelo nosso Vigário, pela santificação das famílias, por aqueles que pediram nossas orações, pora todas as nossas intenções particulares e pelo Brasil.

2º Em seguida, segurando a cruz do Rosário ou o Terço para atestar nossa fé em TODAS as verdades ensinadas por Cristo, reza-se o Creio.

3º HOMENAGEM À SANTÍSSIMA TRINDADE – Com um Pai Nosso, três Ave-Marias e um Glória ao Pai: a primeira Ave-Maria em honra a Deus Pai que nos criou, a segunda, a Deus Filho que nos remil; e a terceira, ao Espírito Santo que nos santifica.

4º Em cada Mistério* se reza um Pai Nosso, dez Ave-Marias, um Glória ao Pai e a jaculatória:
– Oh! meu Jesus perdoai-nos, livrai-nos do fogo do inferno, levai as almas todas para o céu e socorrei principalmente as que mais precisarem. (Ensinada por Nossa Senhora às crianças em Fátima)

*MISTÉRIOS

GOZOSOS (Segunda-feira e Quarta-feira)
1 – A anunciação do Anjo Gabriel À Nossa Senhora;
2 – A visita de Nossa Senhora à sua prima Santa Isabel;
3 – O nascimento de Jesus em Belém;
4 – A apresentação do menino Jesus no templo;
5 – O encontro de Jesus no templo entre os doutores da lei.

DOLOROSOS (Terça-feira e Sexta-feira)
1 – A agonia mortal de Jesus no Hortos das Oliveiras;
2 – Flagelação de Jesus atado à coluna;
3 – A coroação de espinhos de Jesus por seus algozes;
4 – A súbida dolorosa do calvário;
5 – A crucificação de Jesus.

LUMINOSOS (Quinta-feira e Sábado)
1 – Batismo do Nosso Senhor Jesus Cristo no Rio Jordão;
2 – O milagre de Jesus nas Bodas de Caná;
3 – Jesus anuncia o Reino de Deus para todos;
4 – A transfiguração de Jesus Cristo;
5 – A instituição da Eucaristia por Nosso Senhor Jesus Cristo.

GLORIOSOS (Quarta-feira e Domingo)
1 – A ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo;
2 – A ascensão Gloriosa de Jesus Cristo ao Céu;
3 – A descida do Espírito Santo sobre os Apóstolos;
4 – A assunção gloriosa de Nossa Senhora ao Céu;
5 – A coroação de Nossa Senhora no Céu.

5º AGRADECIMENTO – Infinita graças vos damos, soberana Rainha, pelos benefícios que todos os dias recebemos de vossas mãos liberais. Dignai-vos agora e para sempre tomar-mo-nos debaixo do vosso poderoso amparo e para mais vos saudarmos com uma Salve Rainha. SALVE RAINHA, Mãe de misericórdia, vida, doçura e esperança nossa, salve! A vós bradamos os degredados filhos de Eva.  A vós suspiramos, gemendo e chorando neste vale de lágrimas. Eia, pois, advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei, e depois deste desterro mostrai-nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre, ó clemente, ó piedosa, ó doce e sempre Virgem Maria. Rogai por nós, Santa Mãe de Deus. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Amém

Siga-nos e fique por dentro das novidades:
  
Anúncios

Começa hoje o Ano da Fé. Mas você sabe o que é isso?

Hoje dia 11 de outubro inicia-se para os católicos de todo mundo o Ano da fé. Até o dia 11 de outubro de 2012, os fieis neste período, devem conhecer, experimentar e praticar a fé no seu dia a dia, fazendo com que o Cristo que existe dentro de nós possa brilhar para aqueles que não conhecem esta fé.

A proposta do Santo Padre é que ao final deste ano, os católicos tenham convicção da sua fé e não sejam mais como “a palha que é espalhada pelo vento”. Para nós este é um grande desafio, pois ainda que sejamos a maior nação católica do mundo, sabemos que muitos se dizem católicos por uma série de motivos, não vivem a fé de fato, mas uma mistura de crenças e sortilégios que nada agregam a fé que a Igreja Católica Apostólica Romana nos ensina. Bem sabemos o quanto esta fé professada com a boca e não com o coração é prejudicial a Igreja Católica Apostólica Romana.

As dificuldades para essa empreitada são muitas: o secularismo que minimiza a fé dos homens, a grande mídia que mostra valores diferentes aos valores de Cristo, o grande número de religiões e seitas que aparecem a cada dia com um discurso fundamentalista e enganador, além da própria luta interior de cada ser humano em renunciar a si mesmo e seguir ao Senhor Jesus.

Mas justamente por enxergarmos tantas dificuldades, é de se admirar a coragem e a ousadia de Bento XVI em propor algo assim para todos os católicos. Além do árduo trabalho, o Papa espera um que ao final deste trabalho, tenhamos grandes avanços da fé dos católicos. Diante de tantas propostas, o Papa nos dá uma oportunidade de olharmos para a fé que dizemos professar. Isto é uma oportunidade incrível!

É importante ressaltar que este ano da fé, não é propriamente um ano para grandes empreitadas de evangelização, mas grandes empreitadas de catequese. É natural que grandes eventos de evangelização aconteçam, pois evangelizar é um ato contínuo, mas a prioridade deste ano é fazer com que aquele católico que já tem certa caminhada e já frequenta as atividades paroquiais com certa regularidade, possa parar e se aprofundar naquilo que diz crer e passe a viver de acordo com a fé que diz professar.

Graças a Deus, devido aos grandes eventos de evangelização, muita gente já conhece Jesus e já iniciou um caminho de conversão. Porém agora é o momento da Igreja trabalhar a fé destas pessoas, cuidar da sua afetividade e ensiná-las a viver um catolicismo maduro e consistente. Hoje é tempo de clamar a Deus pelos grandes pastores da nossa Igreja. E quando falo pastores não falo apenas dos sacerdotes, mas daqueles católicos que tem a capacidade de acolher as novas ovelhas e prepará-las para serem cristãos maduros na fé.

Nós da equipe do Dominus Vobiscum estamos felizes com a oportunidade de viver junto com os amigos leitores deste blog esta empreitada catequética. Esperamos de verdade que este blog lhe ajude a crescer na fé. Afinal de contas, esta é a nossa missão!

Pax Domini!

Siga-nos e fique por dentro das novidades:
  

Santo do Dia: Santo Alexandre Sauli

Santo Alexandre Sauli nasceu em Milão no ano de 1530. Desde a infância foi cumulado com as mais abundantes bênçãos do céu. Consagrou-se sem reserva ao serviço de Deus na Congregação dos Barnabitas. Entregou-se com zelo ao ministério da Palavra e da Reconciliação, mortificando o corpo com a fadiga dos trabalhos e vigílias; e nem o cargo de professor de Filosofia e Teologia na Universidade de Pavia, fez Alexandre abandonar o ministério da Palavra e do Confessionário. Comunidades inteiras se colocaram sob a sua direção espiritual para aprender de tão abalizado mestre os meios para chegar à perfeição.

Santo Alexandre Sauli, rogai por nós!

Ainda não tinha 32 anos quando foi eleito Superior Geral da Ordem. A capacidade com que desempenhou este cargo deu novo esplendor ao Instituto. Foi nomeado Bispo da Igreja de Aléria, na Ilha de Córsega, em 1570 pelo Papa Pio V.

O novo Bispo, apenas sagrado por São Carlos Borromeo, partiu com três padres da sua Ordem para o rebanho que o Senhor lhe confiara. Chegando em Aléria, encontrou nesta diocese inúmeras dificuldades: por toda a parte teve de cortar abusos, abolir costumes escandalosos, fundar igrejas e levantar as que estavam em ruínas, e prover à decência do culto. Necessitou de estabelecer colégios e fundar seminários onde se pudesse formar a juventude. Seus constantes trabalhos não lhe impediam os jejuns contínuos e a rigorosa abstinência. Apesar de seus poucos rendimentos, o santo Bispo não deixava de dar esmolas abundantes.

A veneração em que era tido o santo apóstolo de Córsega, levou as cidades de Trotona e de Gênova a pedi-lo para seu pastor, mas ele de modo nenhum queria deixar a sua primeira diocese, à qual tinha profunda afeição. No entanto, em 1591, teve de obedecer às ordens do Papa Gregório XIV, que o nomeou Bispo de Pavia. Uma vez ali, Santo Alexandre empreendeu logo a visita da sua nova diocese.

Contudo, Santo Alexandre adoeceu gravemente vindo a falecer a 11 de outubro de 1592. Atestaram a sua santidade diferentes milagres. Foi beatificado em 1741 pelo Papa Bento XIV e canonizado em 1904 por São Pio X.

Santo Alexandre Sauli, rogai por nós!

Siga-nos e fique por dentro das novidades: