Santo do Dia: São Roque González e companheiros mártires

Roque González

Hoje a Igreja faz memória a grandes Jesuítas que deram testemunhos de fé, amor e confiança em Jesus Cristo com a própria vida, são eles: Roque González e seus companheiros Afonso Rodríguez e João del Castillo.

Roque González nasceu em Assunção do Paraguai, em 1576, e estudou com os Padres Jesuítas, que muito ajudaram-no a desenvolver seus dotes humanos e espirituais.

João de Castilho, foi um sacerdote jesuíta e missionário, e um mártir da Igreja Católica. Nasceu em 14 de setembro de 1595, em Belmonte, Espanha, de família nobre. Recebeu educação no colégio jesuíta e depois na Universidade de Alcalá, onde cursou Direito. Seu ingresso na Companhia de Jesus se deu em 1614. Entrando em contato com o padre João Viana, entusiasmou-se com a perspectiva de ir evangelizar a América, e ofereceu-se como missionário.

Afonso Rodrigues nasceu em Zamora, 10 de março de 1598, foi um sacerdote jesuíta espanhol morto como mártir na recém-fundada redução de Caaró, no Rio Grande do Sul.

Juntamente aos padres Afonso Rodrigues e João de Castilho (ou Juan del Castillo na sua forma castelhana original), Roque Gonzales foi um dos primeiros evangelizadores nas terras do Sul do Brasil, isto é, no estado do Rio Grande do Sul. Ele foi um homem católico dedicado à ordem dos Jesuítas e exerceu seu trabalho missionário junto aos povos Guaranis, no noroeste daquele estado brasileiro.

Roque Gonzales era filho de um pai espanhol de família nobre e cresceu em uma família de alta posição social de Assunção, no Paraguai, interagindo desde a infância com pessoas de origem e falas nativas (principalmente guarani). Ali ele onde estudou e foi ordenado sacerdote no 1599. Mais tarde ele se deslocou ao Rio Grande do Sul, em 1619, e logo cativou a simpatia dos habitantes da terra, muito provavelmente e em boa parte por causa de suas habilidades linguísticas.

O padre Roque Gonzales fundou numerosas comunidades cristãs, chamadas Missões ou Reduções, entre elas as aldeias de São Nicolau, Assunção e Todos os Santos do Caaró.

Depois de dois anos e meio de intenso trabalho missionário, os padres Roque Gonzales e Afonso Rodrigues foram mortos em Caaró por um grupo de nativos contrários à evangelização cristã.

A 28 de Janeiro de 1934, o Papa Pio XI beatificou os missionários mártires e, a 16 de Maio de 1988, em visita a Assunção, no Paraguai, o Papa João Paulo II os declarou santos.

Em Caaró, município de Caibaté, foi erguido um santuário em honra aos jesuítas mártires, centro de uma grande romaria que ocorre todos os anos no terceiro domingo de novembro.

Roque González e seus companheiros Afonso Rodríguez e João del Castillo, rogai por nós!

Siga-nos e fique por dentro das novidades:
  
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s