Bento XVI: Obrigado pelo amor e a oração de todos vocês!

ceneri

Bento XVI recebeu esta quarta-feira, na Sala Paulo VI, milhares de fiéis e peregrinos para a Audiência Geral – o primeiro evento público depois do anúncio de sua renúncia. De fato, no início da Audiência, o Pontífice se dirigiu aos presentes com essas palavras:

Queridos irmãos e irmãs. Como sabeis, decidi… (aplausos) – obrigado pela vossa amizade! – decidi renunciar ao ministério que o Senhor me confiou no dia 19 de Abril de 2005. Fi-lo em plena liberdade para o bem da Igreja, depois de ter longamente rezado e ter examinado diante de Deus a minha consciência, bem ciente da gravidade de tal acto mas igualmente ciente de já não ser capaz de desempenhar o ministério petrino com a força que o mesmo exige. Anima-me e ilumina-me a certeza de que a Igreja é de Cristo, o Qual não lhe deixará jamais faltar a sua orientação e a sua solicitude. Agradeço a todos pelo amor e pela oração com que me tendes acompanhado. Obrigado! Nestes dias, não fáceis para mim, senti quase fisicamente a força da oração que me proporciona o amor da Igreja, a vossa oração. Continuai a rezar por mim, pela Igreja, pelo futuro Papa. O Senhor vos guiará.

A catequese desta quarta-feira foi dedicada ao início do tempo litúrgico da Quaresma – os quarenta dias que nos preparam à celebração da Santa Páscoa. “É um período de esforço especial no nosso caminho espiritual”, disse o Papa, explicando que é o tempo que Jesus passou no deserto antes de iniciar sua vida pública, e onde foi tentado pelo maligno. Refletindo sobre as tentações a que Jesus foi sujeito, cada um de nós é convidado a dar resposta a esta pergunta fundamental: Que lugar tem Deus na minha vida?

As provas às quais a sociedade atual submete o cristão, de fato, são muitas, e dizem respeito à vida pessoal e social. Não é fácil ser fiel ao matrimônio cristão, praticar a misericórdia na vida cotidiana, deixar espaço à oração e ao silêncio interior. “A tentação de colocar de lado a própria fé está sempre presente e a conversão se torna uma resposta a Deus que deve ser confirmada mais vezes na vida”, afirmou.

Neste Tempo de Quaresma, no Ano da fé, o Papa nos convida a renovar nosso empenho no caminho de conversão, para superar a tendência de nos fechar em nós mesmos e para deixar, ao invés, espaço a Deus, olhando com seus olhos a realidade cotidiana.

“Converter-se significa não fechar-se na busca do próprio sucesso, do próprio prestígio, da própria posição, mas fazer de modo que todos os dias, nas pequenas coisas, a verdade, a fé em Deus e o amor se tornem a coisa mais importante.”

Você pode ouvir a saudação do Santo Padre, Bento XVI em português clicando na seta abaixo:

Livro Maria Sempre Virgem e SantaVeja também o novo livro do Cadu (Administrador do Blog Dominus Dominus Vobiscum): Maria Sempre Virgem e Santa. Nele você vai encontrar ensinamentos seguros da doutrina da Igreja a respeito da Santíssima Virgem Maria, além das orações mais tradicionais da nossa Igreja à Virgem Mãe de Deus. Vendas apenas pela internet nos sites Clube de Autores e Agbook. Um livro para quem deseja ser mais íntimo de Nossa Senhora.

Anúncios

2 comentários sobre “Bento XVI: Obrigado pelo amor e a oração de todos vocês!

  1. QUEM ATENTOU CONTRA O SANTO PADRE E À IGREJA DE ALGUMA FORMA TEM SEU QUINHÃO…

    O sabio e santo Papa Bento XVI renunciou por se sentir incapacitado para enfrentar os problemas do Vaticano: promover uma assepsia geral, varrer de lá falsos padres, bispos e cardeais acaso existentes e teriam sido infiltrados por maçons, comunistas, protestantes e ateus e pela mafia (NWO), conforme denuncias, cujo intuito seria para gerarem escândalos entre comparsas, facilitarem divulgações caluniosas, criarem dissensões internas e mundo afora em ambientes eclesiais, como dioceses, congregações, midia supostamente católica, escolas etc., e a caluniar, e os que a deixassem, arrebanhá-los a serviço de outros interesses ideológicos.
    Assim, sentindo-se muito pressionado internamente, devido à idade e exaustão renunciou por condições deficitarias de enfrentamento da situação, inclusive pretendia agir também na parte temporal, caso Banco do Vaticano.
    Alguns exemplos: os 300 padres da Áustria querendo mais autonomia, a comunista Teologia da Libertação aliada a muitos idem sacerdotes coligando-se ao marxista PT, junto com milhões de leigos e alguns bispos em muitos países das Américas, como no Brasil, Uruguai etc. – da mesma ideologia básica dos nazistas e fascistas que eram totalitaristas, materialistas e ateus, iludindo os católicos a votarem em comunistas, desejando converter a Igreja uma ONG assistencialista ou na DITADURA DO RELATIVISMO, de igual forma com ajuda de padres esquerdistas, os RCCs dissensos praticando pentecostalismo protestante, os falsos ecumenismos, grupos rebeldes propondo tolerancia ao homosexualismo, outros ao aborto…
    Quem atentou contra a Igreja de alguma forma, inclusive leigos – há religiosos alguns aventando possibilidades de participação, remorsos, pedido de perdão, como D Zollitsch em nome do episcopado alemão – ou ajudou eleger partidos comunistas que intensificam a perseguição ainda mais à Igreja, além disso prestar contas, possui determinado quinhão no stress e renuncia do S Padre.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s