Sobre a participação de artistas seculares na JMJ 2013

jmj2013A JMJ2013 finalmente está chegando. Não só o Papa, mas muitos jovens no Brasil e no mundo estão preparando as malas para esse que será o maior evento católico dos últimos tempos. A estrutura já está em fase de finalização e está tudo lindo e maravilhoso com exceção de uma coisa: A lista de artistas seculares que farão parte da JMJ (que envolve Luan Santana, Fafá de Belém, Ana Maria Braga e outros).

Inicialmente eu confesso que não queria escrever sobre assunto. Primeiro porque o Jorge Ferraz do blog Deus lo Vult, já havia escrito com muita propriedade em dois posts (veja o primeiro aqui e o segundo aqui). Segundo porque já havia dado meu parecer no facebook. Mas mudei de ideia pelo fato de perceber que as pessoas não entenderam muito bem o motivo da crítica.

Vamos lá então:

A crítica a participação destes não se dá pelo fato dos artistas em questão serem pecadores ou não. Pecador eu sou e você também é. A crítica se torna justa e efetiva quando percebemos as bandeiras que estes artistas defendem em seus projetos do dia a dia. Não queremos dizer que só os santos devem ir à JMJ. Se assim fosse nem o Papa estaria presente. Mas queremos que as pessoas que subam aos palcos da jornada, sejam pessoas comprometidas com a fé católica. Se ao menos os artistas que lá subirem seguirem o exemplo de Tony Ramos, que tem uma vida discreta, participa semanalmente da Santa Missa e não se expõe em assuntos controversos já é de bom tamanho. Usar o jargão “todos somos pecadores” não se aplica neste caso.

Talvez alguns extremistas retruquem: Mas Cadú, você quer expulsar os artistas da JMJ? Eles não tem direito de ser evangelizados?

Claro que não quero expulsar ninguém! Claro que todos tem direito de serem evangelizados! Só que para serem evangelizados eles não precisam subir ao palco, não precisam usar microfones, não precisam se expressar publicamente. Para serem evangelizados eles só precisam se misturar a multidão de peregrinos e ouvir, rezar e se rever como todos nós iremos fazer. Não precisamos de celebridades não católicas em um evento católico. Não precisamos de pessoas que acendam uma vela pra Deus hoje e outra para o diabo amanhã.  Vejamos alguns exemplos das bandeiras que essas “celebridades” CONVIDADAS levantam no seu dia a dia:

Luan Santana – Faz apologia à sexualidade livre em suas músicas e canções e que se gaba publicamente de ter uma coleção de roupas íntimas das suas fãs (Será o novo Wando!?) e de manter esporadicamente relações sexuais com elas após os seus shows (Isso sim que é exemplo de castidade para ser imitado por todos os jovens. Agora depois vão os catequistas, blogueiros e evangelizadores católicos falar de castidade com que moral!?). Olha uma das músicas do cidadão:

“Mãos para o alto novinha / Por que porque hoje tu ta presa / Tu tem direito de sentar / Tem direito de gritar / Tem direito de sentar de ficar de rebolar […] Fica caladinha / Fica caladinha / E desce, desce novinha” (Música do cantor em questão)

Repito: Pecado por pecado todo mundo tem os seus. Mas que bandeiras este garoto tem levantado em sua vida? Que testemunho cristão ele pode acrescentar aos milhões de jovens que estarão na jornada? Que utilidade meu Deus ele vai ter em cima do palco da JMJ?

Ana Maria Braga – A apresentadora que dispensa comentários (e que de jovem não tem nada), é conhecida por receber com pompas e regalias em seus programas as maiores aberrações morais do mundo do entreternimento, como – por exemplo – a dupla de marmanjos que teve “dupla paternidade” reconhecida, os “heróis” do BBB que vez por outra são chamados a opinar sobre os mais diversos assuntos, além de vez em quando “passar” mensagens aos telespectadores alusivas a assuntos contrários a fé cristã. E a pergunta que não quer calar: O que está vovó beleza estará fazendo na JMJ? O que ela de fato acrescentará?

Fafá de Belém – A cantora que já participou de outros eventos católicos com seus grandes decotes e se diz devota de Nossa Senhora, lançou recentemente em parceria com o Deputado Jean Wyllys do PSOL/RJ a campanha pelo Casamento Civil Igualitário durante a 16º Parada Gay em São Paulo. Você pode ver isso no próprio site do deputado defensor ferrenho da causa gay. Sinceramente duvido que se a Santa Sé soubesse deste episódio permitiria esta senhora a subir no palco da JMJ. Porém como ela é de Belém, e o Arcebispo do Rio Janeiro Dom Orani Tempesta era bispo de Belém… Ah velhas amizades!

Agora fica uma constatação: Depois de ver os “convidados” da Equipe Organizadora da JMJ nota-se o grau de comprometimento da mesma em querer agradar a Dona Rede Globo de Televisão além de acreditar piamente que a mistura do Sagrado com o Profano funciona (são os famosos católicos raimundos: Um pé na Igreja, dois pés no mundo). A verdade é que na minha opinião, a escolha destes artistas foi uma tremenda de uma bola fora, coisa que na verdade os católicos já deveriam estar acostumados.

Agora não adianta fazer bico e nem beicinho. Duvido muito que orgulho e a vaidade dos organizadores se dobrem a todas as críticas sofridas. Nos resta é participar da JMJ guardando o que é bom, desprezando o que não vale a pena ser guardado, e rezando para que os jovens que vão a jornada não sejam tão influenciados pelos desmandos da equipe de raimundos da JMJ.

Ps.: O pessoal na internet criou uma petição para ser entregue a organização da JMJ 2013, solicitando a revisão desta participação. Segue o link caso você queira assiná-la, expressando também a sua opinião a respeito do assunto: http://www.peticaopublica.com.br/?pi=JMJpcat

>> Visite a nossa livraria virtual conheça bons livros para sua formação doutrinal e espiritual.

Anúncios

10 comentários sobre “Sobre a participação de artistas seculares na JMJ 2013

    • Queria muito dizer obrigado! Mas na verdade é com tristeza que usamos destas palavras para expressar um indignação. A verdade é que Dom Orani Tempesta mandou muito mal em permitir estes convites.

      Agradeço a visita e desejo que volte sempre!
      Grande abraço.
      Cadú

  1. POIS É … O CORAÇÃO ESTÁ PARTIDO E AO MESMO TEMPO INDIGNADO !!! MAS A FÉ ,NESTE ANO DA FÉ , AUMENTA ,POIS NÃO SOMOS DE PERDER O ÂNIMO PARA A NOSSA RUÍNA ,MAS DE MANTER A FÉ PARA A NOSSA SALVAÇÃO.
    DEUS TENHA MISERICÓRDIA POIS ELES NÃO SABEM O QUE FAZEM !!!

    • Olá Ana,
      A nós cabe rezar e pedir que a presença do Santo Padre seja mais frutuosa do que as atrações convidadas pela equipe de Raimundos da JMJ.

      Pax Domini

  2. Muito bem, concordo plenamente meus irmãos e acho inclusive que deveríamos rasgar as páginas da Sagrada Escritura em Jesus prefere hospedar-se na casa de pecadores a ficar na casa dos sacerdotes de seu tempo! Ou então aquela que ele estende a mão a pecadora caída, vamos fazer um protesto para a retirada deste texto também! Por favor, vamos poupar a hipocrisia! Me diga então se você só vai à shows católicos, ou se houve apenas artistas religiosos…Não estou defendendo ninguém, mas a pior dor de uma mãe é quando é sagrada por dentro… Nós somos os filhos da Igreja, os filhos da Jornada… Um ateu, ou Evangélico falar mal da organização, até entendo… mas nós, os filhos? Sabe qual é a minha preocupação: que quando chegar nosso julgamento final, será que não serão essas pessoas que agora condenamos que não irão interceder para que Deus abrevie nosso tempo no Purgatório? Lutemos sim, mas por uma fé verdadeira, pois a Igreja é “Refúgio de pecadores”… Quem já é santo não precisa mais da misericórdia de Deus! Fica a dica!

    • Pax Domini!
      Infelizmente você pediu o exemplo a pessoa errada. Sim, eu só vou a shows católicos. E como disse antes, a crítica não é a quem peca ou não, mas as bandeiras que cada um defende. Ser católico não é mascarar tudo e achar tudo perfeito, mas também de expor o que penso, sobretudo quando muita gente estará lá, vendo que fala, canta e dança, em busca de referenciais católicos para sua vida. Evangelização não é brincadeira!

  3. Olá Cadu! Concordo plenamente com tudo que você escreveu.
    Apesar de estar tão distante de nosso país…sinto uma tristesa enorme, por saber que tudo vai acontecer devido a aprovação de um ministro da Igreja Católica….lamentável!
    Penso que, como está na moda, o protesto aí no Brasil, todos que descordem desta desordem façam um grande protesto com muitas vais para tais pessoas citadas, nos momentos de suas apresentações. É o mínimo que se pode fazer para demonstrar a indignação pela falta de amor e respeito com a Santa Igreja de Cristo e os jovens verdadeiramente católicos.

  4. Renato, desde quando estamos “condenando pessoas”? Estamos condenando o FATO de essas pessoas estarem sendo alçadas a exemplo para os jovens cristãos. Você parece que não leu o texto do Cadu, mas viu que ele ia criticar a presença do Luan Santana no palco da JMJ e resolveu vir apontar o dedo nos chamando de hipócritas. Você SINCERAMENTE acha que um sujeito que canta coisas como “mãos para o alto novinha”, que diz ter relação sexual com fãs depois dos shows, deveria ser apontado como exemplo para os jovens peregrinos? Se o Luan Santana quisesse ser peregrino como nós seremos, para ter ali uma experiência de conversão, eu acharia incrível. Mas não, ele vai PRO PALCO! Jesus acolheu os pecadores, de fato: mas disse a eles “não pequem mais”. E não fez deles exemplos a seguir — pelo menos não enquanto não tivessem se convertido de forma autêntica. Você viu o Luan Santana renunciando aos seus erros do passado e disposto a seguir uma vida nova? Eu não vi.

  5. Pingback: Eu sabia: Justiça nega a ação do MPRJ contra a Jornada Mundial da Juventude – Rio 2013 | Dominus Vobiscum

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s