Acabou o recreio da missa: Papa Francisco proíbe canto da paz e outras baguncinhas…

abraço da paz

Eita que essa baguncinha do recreio está com os dias contados!

Papa Francisco manda um recado aos que achavam que ele iria “inovar” e “modernizar” a Igreja: Aqui não é, não foi, e jamais será uma democracia. Aqui a voz do povo não é a voz de Deus. Tudo bem que ele não disse isso com estas palavras que eu usei, mas disse com um grande gesto concreto: Através da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos chega para todos os católicos um novo documento: O SIGNIFICADO RITUAL DO DOM DA PAZ NA MISSA.

Neste documento, a Igreja deseja ensinar o correto significado do dom da paz na missa e a forma correta de o fazê-lo. Resumidamente a Igreja através desta carta, quer alertar os católicos de que momento da paz não é a hora do recreio na missa, onde é permitida a baguncinha, onde todo mundo pode romper o silêncio, sair dando abracinhos, beijinhos, e colocando o papo em dia. Também não é a hora de tocar aquela musiquinha animada da paz dizendo que você é importante, e que é muito bom você estar aqui. E muito menos o momento do padre abandonar o altar e bancar o padre peregrino que não descansa até cumprimentar o último fiel presente.

Antes de qualquer coisa é preciso que eu diga que um dia eu também já fiz isso. Quando toco em uma missa e o padre pede para cantar a paz, tenho que cantar, muito embora não ache correto. Já faz um tempo que tenho me dedicado a estudar a Santa Liturgia e agora tento não errar mais. Errei muito mais por falta de conhecimento do que por desobediência à liturgia. Mas graças a Deus agora temos um documento que podemos apresentar aos sacerdotes peregrinos. Se eles se recusarem a obedecer ai é problema deles com a Igreja e com Deus. Nosso papel é instruir, informar, ensinar mas acima de tudo obedecer. Agora só fica a pergunta: Como o padre pode pedir obediência aos fieis, se nem ele mesmo obedece? Como o padre pode ensinar aos fieis a fazer aquilo que Deus ensina, se os padres não obedecem a Igreja e fazem tudo que lhe dá na telha?

O momento da paz está inserido no Rito Eucarístico, um momento profundo onde o silêncio e a oração se fazem presentes. Portanto o momento da paz é simples: De maneira discreta e profunda, deseje a PAZ DE CRISTO a pessoa que está do lado esquerdo e direito. Feito isso, segue o rito. Nada de ficar acenando a mão para a aquele seu amigo que está do outro lado da igreja. Segundo o Papa Francisco e a Congregação para o Culto Divino #TheZueirasEnd.

Agora vem a missão de quem é realmente católico: Obedecer e ensinar aos outros irmãos. Não cabe a nós dar jeitinhos, adaptar a ordem, inventar uma nova dinâmica, pensar em um novo jeito… Enfim, não cabe a nós a desobediência. Aos padres, cabe a missão de reunir e ensinar os fieis. É lógico que isso não vai mudar da noite para o dia. É uma mudança de mentalidade onde os fieis adeptos da “baguncinha do recreio” vão reclamar, fazer birra, beicinho… Mas é preciso mais do que nunca se fazer cumprir esta ordem que não é minha, mas da Igreja.

Para os que desejam saber mais, preparei um PDF com a carta traduzida para o português pelo site Apologistas Católicos se desejar, O clique, imprima, informe ao seu sacerdote. BAIXE A CARTA CLICANDO AQUI. Vai que de repente ele não está sabendo… Agora é com você!

E se caso algum irmão que acessa este blog não tenha gostado daquilo que escrevi acima, vai um recado importante: Eu sou católico, nasci, cresci e devo muito da minha fé a Renovação Carismática Católica. Mas hoje eu tenho a compreensão de que não podemos transformar a missa em um grupo de oração. Da mesma forma com os outros movimentos e pastorais. A Santa Missa está acima de todos nós.

Pax Domini

Leia também: Os brutos também evangelizam. E nem adianta “mi, mi, mi”…

Anúncios

126 comentários sobre “Acabou o recreio da missa: Papa Francisco proíbe canto da paz e outras baguncinhas…

  1. Gostei em saber disso, aqui na minha cidade muitas vezes na hora do Cordeiro de Deus as pessoas continuam se abraçando e conversando, e deixam o real sentido da Missa de lado. Tem meu total apoio !

  2. Precisamos tentar unificar a religião católica. Porque cada Diocese age uma diferente da outra. Os padres, alguns deles, estão agindo conforme a sua cabeça, estão esquecendo totalmente a Liturgia da igreja. Mudam e falam, agora já mudei, vai ter que ser assim. MAS SE QUISEREM VIR CONVERSAR COMIGO PODE VIR, MAS O QUE EU FIZ JÁ ESTÁ FEITO. Não obedecem o horário, o tempo, das celebrações. Desobediência total. Como quer que a gente se sente dentro da Igreja, estamos lá por causa de DEUS, mas muitos de nós gostamos demais das nossa comunidades. E temos que aturar cada administrador. Sair pra Evangelizar, padres muito poucos. Somente em maior parte os colaboradores . O administradores estão muito na parte de organização, esquecendo a parte espiritual. Precisamos mudanças urgentes e padres obedientes.

    • Precisamos de pessoas que dobrem seus joelhos e rezem pelos padres.
      Precisamos de pessoas menos arrogantes.
      Precisamos de uma Igreja onde seus membros se entendam. Não um ficar julgando e condenando o comportamento alheio.
      Agora horário e tempo não existe. O que existe é a necessidade de realizar uma boa celebração.
      Se vai ser feita em uma ou duas horas não podemos determinar.

  3. Tanta coisa deve ser mudada e o papa preocupado com essas picuinhas. Me pergunto onde fica Jesus escondido atrás de tanta tradição.

    • Disse tudo Djalma.
      Agora o que nos resta saber é se realmente o Papa disse isto mesmo com essas palavras, ou se por acaso foram esses moralistas.

    • mimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimi
      mimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimi
      mimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimi
      mimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimi
      mimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimi
      mimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimi
      mimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimi
      mimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimimi

  4. Então vc acha que foi a RCC que fez essa bagunça na Santa Missa?
    “Eu sou católico, nasci, cresci e devo muito da minha fé a Renovação Carismática Católica. Mas hoje eu tenho a compreensão de que não podemos transformar a missa em um grupo de oração.”
    Nunca fui a um encontro da RCC que me ensinasse esse tipo da coisa, muito pelo contrário.

    • Olá Lia!
      Não estou culpando ninguém. Só acho que nem tudo se ensina por palestras, mas por exemplos.
      Quando um padre não ensina, mas faz e estimula os fieis a fazerem ele também forma.

      • Se todo fiel que se diz Catolico, procurasse seguir os ritos e dogmas e ensinamentos Teológicos da Igreja, procurando fazer os cursos que a ela oferece e somos convocados a fazer para melhor compreensão da nossa fé Católica e para sermos verdadeiramente discípulos missionários em missão, apenas estaríamos relembrando e voltando a praticar o certo que com o tempo vai naturalmente se modificando. Então, não haveria tanta polêmica nem aberração diante do óbvio.

    • “Petista” “petista” “petista” “petista”.

      Se diz católico, digno do amor de Deus e rotula e julga as pessoas pelas suas idéias.

      Parabéns, Luciene, olha, vc merece não um, mas duas bençãos de Francisco.

    • Concordo totalmente com vc!!! Que maneira é essa de se referir a Igreja Catolica como se fosse a de séculos atrás? ? Não sei se existe mais essa igreja que impõe veemente, Igreja tem que escutar, acolher, refletir e amar e nunca mandar. Cuidado com a forma que você menciona e informa as notícias porque isso não está parecendo nenhum pouco com a humildade e amor de Jesus. E sinceramente o momento da paz é ainda o único momento da missa que as pessoas se libertam para cumprimentar, sorrir, desejar a paz, realmente ser cristão. E não tem nada de recreio desejar a paz pra quem vc não conhece, sorrir e abraçar outro cristão, fato que talvez nunca ocorreria se nao fosse esse momento.

  5. Isso é a melhor notícia deste Domingo que li. Falta mais um documento para tratar da entrada da Bíblia, onde em nossa paróquia, Santo expedito, vila mirim, Pe. Thomaz, as adolescentes entram com dança , sendo assim a maior palhaçada. Falta pouco para o Pe. chamar o titirica para levar a Palavra de Deus ao Altar.

  6. Acho a sua informação válida, Já tinha ouvido comentários sobre esse momento do “abraço da paz” para ser sim mais discreto. mas não gostei do modo de se expressar.

  7. Adorei, concordo acho q a missa é momento de ouvir a palavra e meditar,a paz é mto importante,não gosto de gritaria,acho q isso atrapalha demais,o Papa Francisco só me traz mais admiração,sua sinceridade e humildade é uma qualidade sem igual.

  8. É por artigos como esse que, infelizmente, a Igreja Católica vem perdendo espaço em número de fiéis. No final, só vão restar os chatos de plantão. E quem sair por último, por favor APAGUE A LUZ!

    • Se você acha assim tudo bem…
      Mas acho que os católicos tem a obrigação de conhecer sua fé, sua religião, sua doutrina e sua liturgia.
      Apaguei a luz… e a igreja não acabou!
      Pax Domini

      • Só faltou um tapa na minha cara saindo do celular. a forma que foi escrita a matéria, é a única coisa que consigo pensar. Achei rude, grosseiro, nada amistoso e ainda acusador. Sobre a carta, acredito que esta tema sido sua interpretação, pelo que podem existir outras.

      • Olá Danny!
        Você tem o direito de opinar. Eu também.
        É assim que penso. Quanto a Carta da Congregação para o Culto Divino, tem o endosso do Papa Francisco sim.
        Agora se os bispos e padres vão executá-la ai é outra história. E não existem outras. Como disse na matéria, não se trata de democracia, mas de hierarquia.
        Pax Domini

      • Éh, na realidade, o problema é ao contrário. O homem tem tomado cada vez mais o lugar de Deus nas Missas e isso está afastando o povo de Deus de sua Igreja, porque já não o enxergam em meio a tanto protagonismo e desordem – isso não é liturgia.

  9. Concordo com tudo que foi falado, porém é engraçado que sempre tudo termina com o nome da Renovação Carismática Católica.
    Se a Santa Missa virou Grupo de Oração a culpa édo Sacerdote.

    • Oi Anderson,
      Nem foi esta a intenção. Mas quis apenas diferenciar: A missa é missa e grupo é grupo. Nem quero achar culpados.
      Só alertar que esta diferença precisa ser respeitada!

  10. Sou coordenado da RCC em minha região, A RCC renovou a Igreja, tirando-a da tristeza, as palmas irão continuar, pois o Papa não é maior que o Espirito.

    • Não é nem a questão do Papa não é maior que o Espirito. A questão é que a desobediência sempre vai existir. Eu também faço parte da RCC e nada falei a respeito de palmas (ainda). Só disse que missa é missa e grupo é grupo. Nada contra você bater palmas no grupo de oração. O errado é fazer isso na missa. Vamos distinguir uma coisa da outra né não?

  11. E outra, você precisa se converte, pois não vive mas no espirito, procure urgente um grupo de oração para receber o batismo no espirito.

    • Rs… Eu participo sim da RCC. Mas tenho a convicção de que missa é missa e grupo é grupo. Estranho você se dizer coordenador da RCC e não saber a diferença. A RCC nacional não ensina isso para você não? Estranho… Nada contra você bater palmas no grupo de oração. O errado é fazer isso na missa. Vamos distinguir uma coisa da outra né não?

      • Eu nunca li em nenhum lugar, que a missa foi deixada escrita por Deus em algum documento,e tem que ser assim ou assado,não tem que virar bagunça ,mas uma missa pode ser sim,alegre e ter saudação da paz ,duvido que Deus irá se zangar ou ficar triste ,se em uma missa ver todos fiéis saudando uns aos outros em Cristo.

      • Olá Ivete!
        A missa não foi escrita por Deus, mas pela Igreja. Existe um rito que precisa ser executado e é isso é um dos fatores que fazem a Igreja ser Una. Em todos os lugares a igreja é chamada a celebrar o rito da mesma forma. Ninguém disse que a missa tem que ser triste. Só não pode ter baguncinha. O momento da paz pode existir, só não pode ter Uauê. Agora quanto a abraços e conversas, porque não deixar para o fim da missa?

    • Li todos os comentários, concordei com alguns e discordei de outros, mas este me deixou tão perplexa, que não consegui me conter e tive que comentar! Quer dizer então que existem 2 batismos?? Além do batismo que já conhecemos, também existe um batismo que é recebido no grupo de oração???? Agora forçou hein irmão?! Admiro muito o trabalho da RCC, mas as vezes tenho medo que, por falta de obediência, esse grupo se torne uma “igreja” dentro da Igreja… Sem contar que “O Papa não é maior que o Espírito” foi uma frase totalmente desnecessária e típica de um futuro protestante!

      • Olá Diane,
        Na RCC existe o momento da efusão do Espírito Santo, erradamente chamado de batismo no espírito.
        Esta efusão nada tem a ver com o sacramento do batismo, mas é um momento de oração profunda aonde os irmãos oram uns pelos outros e pedem que as pessoas sejam inundadas pelo Espírito Santo. Isto em nada fere a sã doutrina. O problema é que pela falta de conhecimento, alguns irmãos insistem em usar o termo batismo, talvez por falta de formação.
        Espero que tenha entendido. Obrigado pela visita. Pax Domini

  12. A ordem do culto, a liturgia, as decisões superiores, devem sim ser respeitadas e acatadas, mas fica aqui minha visão que a maneira de expressar o tema neste blog, com palavras entre parenteses de cunho provocativo (baguncinha/recreio) ou no sentido de inferiorizar o comportamento do irmão não considero adequadas, pois não demonstra maturidade espiritual e muito menos amor, parece mais uma disputa de opiniões e quem estiver certo ganha um ponto. No Reino de Deus não é assim que as coisas acontecem. A orientação com amor é o único caminho, mas expressões de deboche não cabem no contexto de forma alguma.

    • Amadeu, pax Domini…
      Desculpe mas eu não sou docinho e nem sei falar docinho.
      Se na sua paróquia a hora da paz não parece um recreio, bom para você.
      Aqui é uma baguncinha legal. E culpa do padre que estimula.
      Ninguém agrada a todos e nem eu o farei. Existe gente que gosta do meu jeito de escrever. Cada um no seu cada qual.
      Pax Domini

  13. GOSTEI DA DECISAO DO SANTO PAPA POIS NUNCA ACHEI CERTO A PAZ DE CRISTO NAQUELE NOMENTO POIS JESUS ESTA PRESENTE NO ALTAR E O POVO VIRA UMA CONVERSASAO AQUELA HORA TEM QUE SER DE ADORAÇAO AO SENHOR

      • o problema maior é que muitas vezes as pessoas correm ajoelhar na hora do cordeiro, trata se ja da liturgia eucarística, apesar de ser a paz ter ser dada aos irmãos, nossa verdadeira atenção tem que ser dada ao santíssimo sacramento. em nada tiro dessa decisão a razão.

  14. Tudo isso q o santo padre orienta é a mais pura verdade, no missal romano o momento da paz é momento de silêncio e escuta não de bagunça e conversinha, nós católicos devemos viver nossa doutrina por inteiro! gostei muito desse gesto do santo padre!

  15. Irmão,
    você até ser da RCC,mas que vc distorci muito ao seu bel prazer de católico “tradicional”, isso vc faz muito bem aqui no seu blog.

    O papa não quis dizer nada disso e vc sabe mt bem.

    Ele não prega uma coisa e escreve outra.

    • Querido,
      Quando uma Congregação aprova uma carta circular, ela o faz com a assinatura do Santo Padre.
      A carta foi assinada pelo Santo Padre no dia 07 de julho e publicada no jornal italiano La Stampa.
      Uma carta circular não tem a obrigação de ser publicada no site do Vaticano. Cabe aos bispos alertarem aos seus padres.
      Se informe, pesquise… Eu falo de documentos e você de achologia.
      Pax Domini

      • Falsidade? Me prova…
        Agora as informações eu tenho. Me mostra o contrário…

        Em primeiro lugar este documento é uma Carta Circular. Quando uma Congregação escreve uma carta circular, ele escreve direto aos bispos para ser executada. Não precisa ser postada no site do Vaticano. Todo caso esta carta é baseada na Encíclica REDEMPTIONIS SACRAMENTUM. Esta sim está no site. A carta foi assinada no dia 07 de julho e divulgada pelo Site Italiano La Stampa.

        http://vaticaninsider.lastampa.it/es/vaticano/dettagliospain/articolo/antonio-canizares-llovera-35547/

        No fim deste mês tive em mãos a carta em espanhol e sua tradução para o português que ésta que você tem em mãos.

        Nesta carta o Papa Francisco está apenas reafirmando o que a Igreja já vem ensinando há anos, isso não é novidade: “[72.] Convém «que cada um dê a paz, sobriamente, só aos mais próximos a si. O sacerdote pode dar a paz aos ministros, permanecendo sempre dentro do presbitério, para que não altere a celebração. Faça-se do mesmo modo se, por uma causa razoável, deseja dar a paz a alguns fiéis». (REDEMPTIONIS SACRAMENTUM)

        http://www.vatican.va/roman_curia/congregations/ccdds/documents/rc_con_ccdds_doc_20040423_redemptionis-sacramentum_po.html

  16. Bastante oportunas sua palavras mas muito pretenciosas. SOU SACERDOTE E PROCURO OBEDECER À IGREJA. Nõ concordo com as ironias e generalizações que você faz acima.

    • Sua benção Frei,
      Fico feliz do Senhor obedecer a Igreja. Porém sei que nem todos o fazem.
      Cada um dando seu jeitinho e fugindo da liturgia.
      Me desculpe se o senhor não gosta, mas esta é a forma com que escrevo. Do mesmo jeito que existam pessoas que não gostam, existem pessoas que gostam.
      Pax Domini

    • Estranho a “novidade”. Há muito que não se canta o abraço da paz, pelo menos na minha cidade. Também assisto muito as missas da comunidade Canção Nova (carismática) e nelas o “ABRAÇO DA PAZ” também não é cantado. De qualquer forma penso que não é nada cristão os comentários irônicos. Deixe isso para os evangélicos, que julgam e condenam os cristãos. Frei concordo com o senhor.

  17. Amados irmãos, o que o Cadu aborda é de grande valia, pois todos nós fazemos parte do corpo, cuja cabeça é Cristo. Na santa missa devemos nos portar de acordo com a liturgia para que este corpo esteja em harmonia. Apoio quando relata que tem coisas que podemos fazer na catequese, na RCC, nos grupos de jovens, etc, que não pertencem a liturgia. Pratica-los na santa missa são faltas graves para com Deus.

  18. Concordo em renovar o momento da Paz de Cristo por estar incluso na parte eucarística da Santa Missa. Devemos sim obedecer o que foi determinado.
    Seu blog tem o papel de informar isso, mas a sua opinião ou achismo ficou explicita negativamente da forma que se expressou. Mas isso é um característica de um blog também. Se isso é certo ou errado ficaremos aqui e nunca terá uma solução.
    Mas irmão, aceite as críticas como construtivas, aceite ser descordado. Seu papel é fundamental em informar e dar opinião mas com isso sempre virá o ônus (ou bônus) de ser criticado.
    Tudo bem em descordar, mas não é legal ser mesquinho ou irônico.

    E isso é minha opinião também,

    Paz e bem!

    • Bom, eu não falei nada que não tivesse a ver com o documento citado.
      Agora o blog é sim opinativo. Não faço parte de um jornal. Sou blogueiro. A minha opinião é implícita!
      Enquanto ao meu jeito de escrever, agrada a uns e desagrada a outros.
      Pax Domini

      • AMADO DE DEUS, VIVEMOS EM UM MOMENTO DELICADO NA SOCIEDADE “HUMANA”, ONDE O GELO TOMA CONTA DOS CORAÇÕES EM NOSSA IGREJA, OS FILHOS DAS TREVAS TEM TIDO MAIS PRUDENCIAS QUE OS FILHOS DA LUZ, NO AMAR AS PESSOAS, E USAR AS PALAVRAS TEMPERADAS COM SAL PARA ATINGIR O CORAÇÃO DOS SEUS FIEIS, AS PALAVRAS COLOCADAS NESSA CARTA FALTOU MUITA SABEDORIA.
        PRECISAMOS AMAR MAIS DENTRO DA IGREJA , A MISSA É UM MOMENTO SAGRADO, MAS INFELIZMENTE TEMOS TIDO MAIS INTIMIDADE COM OS BANCOS DO QUE COM OS NOSSO IRMÃOS, PRINCIPALMENTE PELOS NOVOS QUE NÓS MESMOS CONVIDAMOS PARA IR CONOSCO,TEREMOS QUE TER MUITA SABEDORIA PARA LEVAR AS PESSOAS PARA A IGREJA E QUE ELAS SAIBAM QUE ALI É O LUGAR QUE SERÃO AMADAS, TEREMOS QUE TER NÃO SÓ PRUDÊNCIA, MAIS SABEDORIA SE QUISERMOS SALVAR VIDAS !!

  19. Nem sei pq decidi fazer um comentário aqui.. Porém, acredito que a discussão não deve ser esta, pois quando nos abrimos há uma ideia liberal demais ou quadrada demais não há Paz entre os Cristãos, seja antes do cordeiro ou encontrar alguém na rua. O caminho não eh esse gente, não mesmo. Pois eqto discutimos os pensamentos quadrados de uns ou liberal de outros deixamos o Cristo de lado e ser Cristão assim perde seu real significado. Deixemos de ser imaturos, mas sejamos educados e formados para crescer espiritualmente e humanamente. Valew

    • Ruan a paz!
      Bom, a discussão aqui reina unicamente com o quesito liturgia. Não disse aqui que os católicos não devem ser felizes ou desanimados. Também não disse que católicos não podem se cumprimentar. Apenas disse que a hora da paz não é o momento. Eu não: A Igreja.

      Mas sabe o que é mais engraçado: O povo se abraça tanto na missa e fora da igreja quase se esbarra e nem um oi…

      • Cadu Vanderlei, sim antes e depois da missa, antes precisamos fazer com ele se sinta em casa amado, e depois sair com a intensão de voltar pois ali é o seu lugar, mas que ao acabar a missa o momento de adorar, possamos conversar e saber de nosso irmãos, coisa que não acontece dentro da igreja hoje, em outras as pessoas se falam , se cumprimenta, precisamos disso pois assim que se vive em comunidade !!

  20. CORRIGINDO ALGUNS ERROS DE DIGITAÇÃO NO COMENTARIO QUE FIZ ANTERIORMENTE.

    Bastante oportunas suas palavras mas muito pretenciosas. SOU SACERDOTE E PROCURO OBEDECER À IGREJA. Não concordo com as ironias e generalizações que você faz acima.

      • Olá, paz e bem a todos. Olha irmão eu concordo com o Frei, entendo que as vezes mesmo estando certos acabamos perdendo a razão por não sabermos nos expressar e expormos o que temos por verdade, acima de qualquer verdade particular está a que recebemos de nossa santa igreja católica, e todos sabemos que a Santa Missa é a perpetuação do sacrifício de Nosso Senhor, e entendo tb que a liturgia cuida para que entremos nesse Santo mistério. Eu era protestante, o Espírito Santo me trouxe até o altar do Cordeiro e me fez Católico por meio da RCC , amo e defendo as verdades que minha igreja ensina, depois de mais de vinte anos de caminhada entendo e vejo que os excessos desvia o foco do que é imprescindível, sei que toda história existem ao menos três versões, a minha, a do outro e a verdade, que é justamente o que a Igreja nos ensina, a verdade, Ela é mestra e mãe, bom seria se todos nós católicos deixássemos de lado as opiniões pessoais e buscássemos a sã doutrina que nossa igreja nos ensina, mas quero somente deixar aqui minha singela contribuição e partilha, e dizer que vc é um hábil e eficaz instrumento nas mais de Deus, mas não me leve a mal por favor, se vc se expressar como a Virgem Maria terá mais êxito. Obrigado por ser esse instrumento de edificação de nossa fé. Paz e bem.

      • Sr. Sérgio,
        Pax Domini. Respeito seu pensamento, mas penso diferente. Acredito que ser direto ajuda e muito. Penso que é melhor ficar vermelho de raiva com a verdade, do que amarelo de vergonha com a mentira. Não fui rude. Apenas falei o que é. Agora meu jeito não vai agradar a todos. Nem Jesus o fez… Não citei nenhuma pessoa em específico. Mas o bacana é que as pessoas vestem a carapuça e se ofendem. O tempo passa e essas pessoas refletem. O que é de Deus fica.
        Salve Maria.

  21. Eu acho que a paz tem que ser comecada a ser gritada pelo mundo De alto falante porque agente so ver guerra a paz dentro da igreja e muito Facil porque estao abracando uns as outros depois que sai da igreja estao tudo atirando pedraa uns as outros entao temos que levar a paz comecando dentro da nossa casa e ai sim Se espalhar pela igreja e pelo mundo e facil aperto sua mao dificil e olhar pra seu irmao e perdoar por algo que ele Te fez Se vc perdoar ai a paz vem naturamente. .

  22. Cadu, Salve Maria!
    Amei a forma em que o senhor escreveu o texto. Alguns textos só são aceitos por quem entende do que se fala. Muitos assuntos são difíceis de serem abordados, justamente, porque é difícil ter um número grande de pessoas que leem os documentos da Santa Igreja. Continue com seus textos e com sua coragem. Que Nossa Senhora te conduza ao caminho de perfeição.
    🙂

    • Olá Kriss!
      Obrigado pelo incentivo. Mas nem sei escrever de outro jeito.
      Não quero louros e nem me prendo a críticas. Só quero informar a verdade da Igreja e dar o meu parecer.
      Estamos juntos na luta para evangelizar!
      Pax Domini

  23. Achei interessante… mas não gosto da comparação (recreio)… tendo em vista que o termo indica bagunça e desordem a vontade!
    gosto muito do blog mas me entristece comparar sua fé a uma desordem…
    sou músico e também nunca achei a paz algo liturgicamente correto…
    por amar minha igreja irei obedecer a nova ordem e comunicar meu pároco…
    porem cuidado com as palavras já temos pessoas suficientes para denegrirem nossa fé.
    só minha humilde opinião!
    tudo se resumi.. amo minha igreja.. e prefiro errar com ela que acertar sem ela…
    paz e bem!

    • Olá Sr. Kirk!
      Fico feliz pelo fato da paz na sua igreja não parecer um recreio. Mas a verdade é que em grande parte das nossas igrejas, este momento parece sim (e muito) com a hora do recreio, quando não parece com uma feira. Eu não deixo de amar a minha igreja, porém amar não é tapar o sol com a peneira. Amar é corrigir, exortar e informar. Respeito quem pensa assim, mas meu jeito de informar é este: Direto, franco, sem rodeios. Como disse antes, muita gente que se sente “ofendida” com as informações depois que reflete e põe a cabeça em ordem, vê que nada que eu falei é ofensivo. É apenas a verdade. É que as vezes pensamos que o que acontece na nossa paróquia, acontece em todas as paróquias. Mas não é assim. Tem paróquia que o padre sai da igreja na paz para cumprimentar o pipoqueiro. Não estou exagerando. Já vi isso! Mas como sempre digo, cada um é cada um…
      Pax Domini

  24. É sempre bom conhecer os ritos e o significado liturgico de tudo que se faz na missa ! Pois conhecendo melhor a liturgia, podemos prática-la da forma mais correta e isso nos ajuda a mergulhar mais em Deus,… Porém acredito que muitos fiéis ( como eu) e acredito que muitos sacerdotes, praticavam de forma incorreta, não por desobediência, mas por ignorância.
    A maneira como foi exposto o tema ao meu ver foi muito infeliz. Confesso que não me senti impulsionado a fazer da forma correta quando li o texto ( se é que esse foi o objetivo do texto)… Na verdade senti-me incomodado de ver alguém ” arrotar” que estuda e sabe liturgia e passando uma bronca geral em todos que não praticam a risca, inclusive os sacerdotes….. Ver essa pessoa tecendo comentários maldosos, desagregando e provocando desunião na unidade da Igreja… Me pareceu muito mais soberba, rancor e vontade de fazer confusão , do que uma real preocupação com a liturgia! Acredito que isso seja muito mais grave do que desconhecer a profundidade dos detalhes liturgicos. Acredito que, seria melhor antes de fazer um texto desses, rezar e perguntar para Deus qual a melhor forma de expor o assunto, para não correr o risco de falarmos por nós mesmos . Porque eu te garanto que fazer o ritual liturgico com fé , mesmo que de forma incorreta é menos grave do que escrever um texto dessa maneira !

  25. Meu deuuuuuus que gente chata, deixem o moço escrever do jeito que ele quiser, adorei o texto, ps: não sou mais católica.
    Deus não é esse chato politicamente correto que vocês pintam não, ele deve ter rido “pakas” do seu texto Cadu, abraços e riam mais.

    • Obrigado Priscila.
      E seja bem vinda a Igreja Católica. Ela é a sua casa e sempre será! 😉
      Pax Domini
      Ps.: Editei o palavrão tá?

  26. É pensando e agindo dessa forma que a igreja está espantando a juventude, as pessoas estão envelhecendo e a igreja está envelhecendo com ela, sou católico e amo a minha religião, mas em vês de se preocupar com a paz, a igreja deveria se preocupar com a juventude que está esvaziando as nossas capelas e enchendo congregações como evangélica, bola de neve, onda dura, etc..
    É hora de acordar, se não daqui a uns 10 anos, vamos começar a fechar as igrejas.

    • A Igreja se esvazia porque muitos padres estão oferecendo o mesmo que o mundão lá fora oferece, então por que ir à Igreja? Se a Igreja voltar a oferecer o que sempre ofereceu, sem se preocupar com modas, com certeza vai se encher novamente.

  27. Parabéns, meu caro! Melhor ser direto do que dar mil voltas e não falar nada. As pessoas infelizmente se ofendem quando ouvem a verdade, e levam para o lado pessoal sempre que algo desagrada a seus gostos. Como disse Nosso Senhor, que o teu falar seja sim sim não não, o resto vem do demônio. Parabéns novamente, e continue com o mesmo linguajar. É por conta de detalhes que o todo se perde ou se corrompe: uma palminha aqui, uma dancinha ali… E alegar ignorância é o pior argumento, já que sacerdotes estudaram ao menos sete anos e deveriam se ater ao que é litúrgico, não de suas próprias cabeças.

  28. Jesus ensinou que devemos amar, dar de comer a quem tem fome, de beber quem tem sede, e ainda mais, a sermos pescadores de homens. Ou seja um conjunto com fé e ação, da obra em sí, claro a missa e importantissima e exencial para nossas vidas, e devemos no minimo frequeta-las aos domingos. Más carissimos irmãos ela não é tudo, pois o que cristo verdeiramente quer, e explicitamente nos fala em seus ensinamentos, e que temos que arregaçar as mangas cair em campo, ir nós lugares mais inóspitos, enfim, vamos ajudar a quem precisa, tanto na fome quanto na sede, e principalmente na palavra, vamos ensinar o quanto é maravilhoso ser um servo do senhor nosso Deus, vamos igreja católica, vamos deixar de so sentar em um banco da igreja ou discutir se è certo ou não cantar um cantico de paz. Vamos tambem ser verdadeiros pescadores de homens.

    • Neste comentário eu vi muito de Teologia da Libertação (condenada pela Igreja) e muito pouco de catolicismo. A missa não é para ser frequentada quando dá. Ela é o ápice da fé cristã. Ajudar os irmãos é a nossa missão, mas não podemos deixar de frequentar a missa usando como desculpa os irmãos necessitados. E sendo a missa o ápice da fé católica, ela deve ser bem celebrada conforme o rito.

      Para mim o maior absurdo é saber que quando se fala de ajudar os pobres, quem fala muito pouco faz. Hoje, diga-se a verdade, da RCC surgiram mais obras sociais para ajudar pobres do que da própria TL que fica só no papo. E quanto mais você cuida da sua fé, participando da eucaristia, mais o Senhor Jesus nos leva ao encontro do outro. Desculpa, mas esta história de usar os pobres como desculpa para fazer da Igreja uma ONG já deu.

      Pax Domini

  29. eu não sou a pessoa mais indicada para falar se o novo rito é corretou ou não, desejar a paz ao vizinho do lado, do banco da frente, do banco de trás, não necessita sair abraçando, apertando as mãos. Até acho bonitinho meu filho, com três anos cumprimentando as pessoas…rss..
    mas eu acho meio falta de higiene sair pegando na mão de todo mundo, que tossiu, coçou o nariz, pegou não sei onde. Para constatação segue link..
    http://www.blogdasaude.com.br/saude-fisica/2013/05/15/10-doencas-que-podem-ser-evitadas-pelo-simples-habito-de-lavar-as-maos/
    Desejo a paz e boa semana a todos.

  30. Acho que daqui a algum tempo não podemos mais nem entrar na Igreja. apegam a tantos ritos e normas e esquecem da centralidade da Eucaristia.

    • Mas a norma é justamente para deixar a Eucaristia no seu devido lugar: No centro.
      Nada contra abraçar o irmão no fim da missa, fazer festa, ser comunidade. Mas no meio da missa não.
      Simples assim.

    • Ricardo, vamos lá…
      Em primeiro lugar este documento é uma Carta Circular. Quando uma Congregação escreve uma carta circular, ele escreve direto aos bispos para ser executada. Não precisa ser postada no site do Vaticano. Todo caso esta carta é baseada na Encíclica REDEMPTIONIS SACRAMENTUM. Esta sim está no site. A carta foi assinada no dia 07 de julho e divulgada pelo Site Italiano La Stampa.

      http://vaticaninsider.lastampa.it/es/vaticano/dettagliospain/articolo/antonio-canizares-llovera-35547/

      No fim deste mês tive em mãos a carta em espanhol e sua tradução para o português que ésta que você tem em mãos.

      Nesta carta o Papa Francisco está apenas reafirmando o que a Igreja já vem ensinando há anos, isso não é novidade: “[72.] Convém «que cada um dê a paz, sobriamente, só aos mais próximos a si. O sacerdote pode dar a paz aos ministros, permanecendo sempre dentro do presbitério, para que não altere a celebração. Faça-se do mesmo modo se, por uma causa razoável, deseja dar a paz a alguns fiéis». (REDEMPTIONIS SACRAMENTUM)

      http://www.vatican.va/roman_curia/congregations/ccdds/documents/rc_con_ccdds_doc_20040423_redemptionis-sacramentum_po.html

      • No que se refere a postura do sacerdote, a Circular apresenta como PROIBIÇÃO e a Redemptionis Sacramentum fala de “Causa Razoável”. Cuidemos os termos! Também sou a favor favor da moderação, mas se o Padre quiser se direcionar também aos fiéis do primeiro banco, na minha opinião de leigo e teólogo formado, não há problema! Também não concordo com o canto da paz. Ele não existe. Porém insisto que esta circular deveria estar no Site do Vaticano, assim como encontramos a Redemptonis Sacramentum, para que fosse, de fato, para toda a Igreja. Paz!

      • Bom, a carta é válida. A ordem está dada.
        Cumpre quem é obediente. E o pedido é que o padre permaneça no altar…
        Entre o fato de você concordar com a sua opinião e obedecer, fico com o segundo termo.
        Pax Domini

  31. Eu dei gostosas gargalhadas ao ver isso, e veja, acabo de chegar da Celebração Eucarística. Aqui na comunidade que frequento, desculpe se irei dizer algo ruim, mas, tem muito da RCC envolvida e tipo eles fazem a Santa Missa, a pretexto “de que tem de ser animada para Deus”, parecer uma festa. Eu entendo, é o momento mais precioso para nós cristãos, temos de estar realmente contentes e alegres de celebrar o Ressuscitado, mas sem muita extravagância. Eu sou de outra cidade e o pároco de lá é um santo homem, aliás foi ele quem ajudou a disponibilizar a obra de São Pio de Pietrelcina quando de sua chegada no Brasil, ele é italiano e teve a sublime graça de conhecer pessoalmente este santo, fazer peregrinações e confessar-se com ele 🙂 . Muitas pessoas não gostam dele porque ele tirou muitos hábitos indigestos que alguns “cristão” têm, por exemplo: levar crianças para a Igreja e deixar elas fazerem o que quiserem, ele sempre pede compreensão dos pais e pede que eles se retirem para acalmar a criança e assim não comprometer a Celebração Eucarística; mastigar chiclete na Igreja e formar grupinhos de fofoca por lá, ele sempre diz “a porta é serventia da casa, a Igreja não é lugar para isso”; e também muitas pessoas não gostam porque ele raramente delibera o momento da paz, e entenda que como um homem de profunda e completa oração com Deus ele não gosta dessa “baguncinha”. Não é que ele nunca tenha realizado o momento, mas sempre que ocorre, graças a Deus, nunca tem o “burburinho” que eu vejo por aqui na comunidade em que estou agora, sempre tem o momento certo para tudo. Pax domini. 🙂

  32. Olá Cadu, Acho muito importante manter a ordem e o silêncio neste momento, por fazer parte do momento supremo da Missa, Só acho que você como evangelizador, deveria ter usado palavras mais conscientizadoras para nos dá esta informação, do que este tom de desprezo ao que os fieis fazem sem nenhum interesse de fazer da Santa Missa uma “bagunça” este momento de unificação e que muitas pessoas se encontram de verdade, pois é muito difícil alguém te dá um abraço ou um aperto de mão tão sincero como aquele na hora da paz….”mesmo que não seja a ‘forma correta”.

    Também sirvo na Missa no Ministério de musica, e agradeço pela a informação. Porém deveria ser mais humilde diante da proposta do Papa.
    Acredito que ele sendo nosso Mestre diante de Jesus e sua Igreja, com certeza usou palavras tão santas como o momento.

    Somos apenas servos e nossa postura deve ser disso!
    Com Carinho.
    Erivaldo Santos.

    • Querido Erivaldo,
      Sinceramente não vi nada demais. O problema é que a carapuça se aplica na cabeça de muita gente.
      Na boa, mimimi não faz parte do meu jeito!
      Pax Domini!

    • Irmão leia o documento com calma.
      O rito da paz foi mantido. O canto não.
      Na verdade nunca existiu o canto da paz na liturgia. Isso é invenção. Leia o documento REDEMPTIONIS SACRAMENTUM.
      O rito apenas diz que vc deve desejar a paz para as pessoas que estão próximas a vc. Ponto final. Sem cantos e o principal de forma sóbria…
      Desculpe, mas ou você leu o texto de forma errada ou quem está louco é você!

      Pax Domini

  33. Não considero baguncinha, muito menos recreio. O momento de paz é saber acolher o Cristo que está presente no irmão, seja com um abraço, um aceno, um aperto de mão, é saber confraternizar e levar a alegria Cristã aos que nunca vimos. Não se pode encarar a Igreja de hoje, como se fosse a Igreja de 1500.

      • O desafio será alcançar a todos. Infelizmente, as informações costumavam ficar só entre a pessoas mais envolvidas nas pastorais e movimentos, o difícil será fazer as pessoas que vão apenas uma vez na missa a entender isso. Eu não concordo totalmente com a decisão, mas tá …

  34. O grande problema da maioria dos católicos é de querer se apegar a trechos e não ao contexto, dando início e ênfase à conversas sem muitas necessidades fugindo totalmente do assunto inicial. Após ler todos os comentários percebi a grande falta de informação onde pessoas que se dizem católicos querem opinar e criticar e demonstram total ignorância quanto a ritos e liturgia. Primeiramente quanto a questão da paz, de cumprimentar no horário em que é realizado, não sou a favor, porém o que o papa aborda não é eliminar e sim alertar a todos que se deve ter consciência que missa não é lugar de conversas sem necessidade ou extravagâncias, mas nada impede de desejar a paz ao lado. Não devemos apenas lembrar de dar a paz nesse momento da missa mas usar esse momento para lembrar que devemos desejar a paz a nossos irmãos em todos os momentos. Outro ponto que percebi durante os comentários, foi em relação a Rcc que alguns citaram a missa se parecer com ela. Pelo que aprendi na renovação foi que ela deve seguir a igreja e não contrário e sem a igreja, a fé católica não existe renovação, e que a renovação serve para ensinar e ajudar a vivificar a fé. E quanto aos cantos, palmas e animações nas missas, desculpa mais esse é o grande motivo pelo qual estamos perdendo jovens para nossos “irmãos”. Jovens precisam de algo que chame sua atenção para entrar e é isso que a igreja católico está em falta. Não escrevi para apontar ninguém ou desfazer de algum comentário, apenas minha opinião sobre muitos que falam apenas para se aparecer (que sabemos que há muitos assim na nossa igreja) “a fé não está no corpo que se enclina mas na alma do que cre”. Paz de Cristo e amor de Maria abençoe a vida de todo.

  35. Entendi a colocação, quando se refere a paz. Quer dizer em uma relação com o próprio Deus. É um momento de buscar está paz interior. No entanto, confesso que sentirei falta desta ” baguncinha “. Realmente, missa não é grupo de oração mas, não aguento mais uma missa parada e monótona. Veja, essa é a minha opinião. Aceito que liturgicamete não cabe, mas gosto da alegria dentro da missa.
    A cada dia que passa estou mais longe da igreja católica. Também nasci neste berço e sou salmista a mais de 15 anos, porém não concordo com muita coisa na nossa igreja. Não vejo relação bíblica em várias atitudes de nossa igreja.
    Por exemplo: em relação a Maria mãe de Jesus. Ela disse sim sem esperar nada em troca. E a cultuamos e adoramos. Sinceramente não acredito que ela esperava algo em troca pelo seu sim.
    Em relação aos santos. Acho absurdo.
    Porque toda essa adoração a eles. São servos acima da média. Porém, não acredito serem fonte de graça e milagres.
    Só existe um caminho para Deus, Jesus. Isso é bíblico e ponto final. Então porque aceitamos está doutrina de idolatria. Desabafo. Minha opinião repito.

    • Olá Renato,
      No que puder ajudar me coloco a disposição.
      Na verdade Maria é a maior relação que temos com a Palavra, pois nela tudo se cumpriu.
      Existe uma diferença entre venerar e idolatrar. E isso é tão simples de entender, que só aqui no Brasil existe essa confusão.
      Lá fora, os protestantes entendem a diferença, pois costumam estudar a nossa fé.
      Se precisar e quiser, me chame e podemos conversar.
      Pax Domini

  36. Que Triste falar sobre a fé desta forma.
    Algo tão simples de se comunicar e de se obedecer…

    Meus sentimentos a sua mentalidade tão egocêntrica….
    A tua arrogância e o desprezo a ideia aleia mostra o quanto “fazes bem” o teu trabalho ao reino de amor que Jesus nos ensina.

    Seja mais humilde meu caro. E aqui não tem “mimi mi” não. Que nos coloquemos no nosso lugar enquanto evangelizadores, para que Jesus possa nos favorecer em um lugar no Céu.

    Tenha Paz e arranca de ti esta prepotência.

    Avante com a humildade….Avante.

  37. As vezes me pergunto: vale mais o direito canônico da igreja ou o mandamento que Jesus nos deixou de amar ao próximo como a ti mesmo?
    O momento da paz deve ser contido sim, mas não banido, pois logo apos tem o cordeiro, mas não significa que o momento da paz seja bagunça ou zoeira… Quantas pessoas não estão precisando de apenas um sorriso? E muitos católicos hipócritas vivem servindo na igreja e não estendem a mão pra ajudar ninguem.
    Suspeito do papa ter falado isso com essas palavras, sendo ele tão humilde.
    Sou católica com muito amor, e enquanto o padre autorizar eu digo sim PAZ DE CRISTO.

    • Bianca,
      Ninguém disse que foi banido.
      Só disse que a bagunça deveria ser contida leia o texto e o documento com calma para entender o que estou dizendo.
      Se na sua paróquia existe respeito na hora da paz eu fico feliz.
      Mas na maioria das paróquias, a bagunça é grande e a Igreja quer corrigir isso.
      Sou católico e sou a favor do abraço, do diálogo, dos sorrisos… Mas não no meio da missa.
      E este é meu jeito de escrever. Alguns gostam, outros não. Pax Domini

  38. Eu acho que existem diversas coisas extremamente mais importantes para serem corrigidas na igreja católica, gosto de frisar que sou católica desde pequena. E acho verdadeiramente que a suposta “desordem” na hora da paz do senhor não é algo preocupante. Deveria se começar pelo que faz diferença, pelos altos índices de pedofilia dentro igreja por exemplo.

    • Natália,
      Não duvido que você seja católica e das boas. Mas acho que está confundindo as coisas. Quanto a Pedofilia, a igreja tem sim tomado medidas duras. Porém a pedofilia é um mal da sociedade que atormenta a todos. Procure neste mesmo blog e você encontrará notícias interessantes e válidas sobre isso. Porém é importante frisar que nem todo padre é pedófilo, e os casos de pedofilia são uma minoria. Eu conheço muitos padres aqui no Brasil e fora. Nenhum deles é pedófilo, ao contrário vivem corretamente a sua vocação.

      Quanto ao assunto do post, a igreja se divide em vários setores e a liturgia é algo importante para nossa fé, pois representa a nossa identidade. É importante preservarmos aquilo que é nosso, aquilo que nos identifica.

      Deus a abençoe sempre.
      Pax Domini

  39. Gostei dos seus diminutivos… baguncinha…festinha…beijinho…
    Tenha paciência né.
    Graças aos tradicionalistas com suas arrogâncias, a Igreja tem perdido fieis e espaço.
    Não sou a favor de muita agitação durante a celebração. Mas sou contrário aos arrogantes e aqueles que dizem ser o dono da verdade, ou que ficam apegados somente nesses documentos e cartas.
    Na minha missa tem e continuará tendo. Faço esse momento no final da celebração. Ou você vai me dizer que isso também esta errado?

  40. HUmmm uma medida nova em algo que semprte existiu… a falta do estudo da Liturgia gera esse tipo de atitude muitas vezes alimentada por muitos que querem inovar a Missa mudando o Rito… sempre foi informado q o ósculo da paz deve ser feito em forma de cruz… de modo a vc cumprimentar quem esta perto de vc e não só os que vc deseja … isso vc deixa para o fim da missa… o bom seria q tds lessem o Missal a Liturgia seguiria mais rica e sagrada… que assim seja!

  41. Com certeza o anúncio da Boa Nova de Jesus não se dá de forma sensacionalista como escrito neste artigo.
    O modo como anunciamos também faz parte da Evangelização.
    Temos que lembrar de termos piedade com o Povo de Deus, ainda mais se este é ignorante.

  42. Como está clara a mensagem transmitida aqui! Li a mesma notícia em outros 2 blogs/sites e pouco entendi.

    A discussão sobre o momento da paz, ao meu ver, já é bem antiga. Na comunidade que conheço essas recomendações já são praticadas há pelo menos uns 6 anos.

    Eu me espantei ao perceber que esta orientação ainda não foi assimilada por muitos. Talvez não por falta de conhecimento como muitos alegam, mas por desobediência como o autor do blog ressaltou.

    Agora quero chamar a atenção para a oração do Pai Nosso no rito eucarístico. Esta também requer a mesma reflexão que se orienta para o momento da paz. Sei de lugares que este momento também e tratado de forma errônea.

    Da mesma forma que alguém aqui comentou não acredito que ignorância seja argumento para sacerdotes justificarem o que na verdade é desobediência. Acredito que o povo, esse sim, muitas vezes não compartilha do conhecimento.

    Deixo como sugestão àqueles sacerdotes que desejam seguir a orientação da carta que falem para o povo sobre a mudança. Que expliquem sobre o que real significado e façam uma reflexão. Para isto pode ser usado o momento da homilia ou o tradicional momento dos avisos no fim da missa. Acredito que explicando o povo vai entender.

    Abraços!

  43. Também eu vejo que pessoas consideram o momento da “Paz” como se fosse um momento comum de cumprimentar “amigos” e outras pessoas.Sou um ministro extraordinário da comunhão eucarística, mas, sei que sou apenas um humilde colaborador no REINO de DEUS e que todo o zelo no momento da celebração precisa sim ser seguido com muita doação de si com Aquele que é digno de todo Louvor, Honra, Glória e Adoração. Que toda Igreja tenha a PAZ de Cristo em todo instantes da vida
    à partir de um total entrega de si à DEUS na celebração da Santa Missa.

  44. Meus amigos, mas isto não é nem uma novidade! Não precisamos ‘anunciar’ isto como se fosse algo novo. Faz tempo que a Igreja do Brasil, através da Liturgia está refletindo. Nossos liturgistas já alertam sobre o assunto há muito tempo. A questão é que quem não praticou até agora não o vai fazer mesmo com a Carta do papa. Depois, amigos, convenhamos, não precisamos usar de grosserias e nem de julgamentos. A forma de um padre agir não significa que seja a realidade de todos. Verdadeiro ensinamento é feito na humildade e não no julgamento. BOA SEMANA A TODOS.

  45. Eu me lembro de um padre que fazia as pessoas se cumprimentarem no inicio da missa, eu achava isso muito bacana, pois assim poderíamos saber quem estava ao nosso lado durante a celebração. Na paroquia que eu frequento proibiram de bater palmas, coisa que particularmente achei ridículo, eu não bato palmas para o padre, bate palmas para Deus. Acredito que chamar a hora de dar a paz de recreio é errado. Do jeito que vai a igreja parece querer transformar os fiéis em robôs. Eu não concordo.

  46. Temos sempre que seguir o que manda a santa mãe Igreja, sou seminarista, e estou no primeiro ano, mas também não podemos deixar de lado, o costume de cada região, de cada pais, de cada povo. Temos que respeitar as diferentes culturas espalhadas por todo o mundo e ir “aplicando” o que manda a Igreja, aos poucos para não causar conflito com alguns, até mesmo adaptar ou fazer “emendas” no que manda o santo padre o papa, conforme o costume do local, mas é claro mostrando sempre clareza, nunca fazendo nada escondido, e avisar a santa sé e pedir a aprovação do bispo local para adaptar as ordens da Igreja . PAZ E BEM A TODOS seminarista Leonardo Lima diocese de Piracicaba

  47. Minha sugestão é que, como muitos padres já fazem, deslocar a “paz de Cristo” para o fim ou início da celebração.

Os comentários estão desativados.