E Deus me fez pai para entender o seu amor.

Eu e meu filho

O maior presente que Deus me deu: Rafael. A partir dele, Deus está fazendo mais uma revolução na minha vida. #FiDiCadu #FiDiAmanda

O ser humano passa por diversas fases da vida. E é normal (e até natural) que alguns conceitos mudem com o tempo. Na medida em que vamos vivendo uma derradeira fase, acabamos por entender o que alguém que já passou pelo que estamos passando hoje queria dizer. Hoje me encontro em uma nova fase da minha vida: agora sou pai.

Dia vinte e nove de junho de dois mil e dezesseis, às nove horas e quarenta minutos, minha vida deu uma guinada sem volta. Não foi fácil, não foi cinematográfico, não foi bem do jeito que pensávamos que seria. Mas desde o momento em que entramos naquele hospital, os sentimentos que trazíamos eram amor e doação. E enfim aconteceu…

Deus me deu o presente que eu tanto pedi: um filho. Rafael é o nome dele. Agora “a cura de Deus” está em minha casa, na minha vida, chorando para mamar, chorando para avisar do cocô e do xixi, se contorcendo com cólicas e fazendo nossas noites bem mais curtas.

Mas apesar de todas as dificuldades dos primeiros dias, o que vem ao meu coração é um sentimento de gratidão sem fim e de pequenez pois a confiança de Deus depositada em nós é muito grande. Sim, me sinto pequeno diante de tudo isso que está acontecendo, pois antes do Rafael ser meu filho, ele é filho de Deus primeiro. Deus é Pai antes de mim e eu e minha esposa jamais poderemos esquecer disso. Não esqueço jamais que Deus nos confiou uma vida, que há nove meses cuidamos e defendemos. A minha gratidão a Deus não cabe no peito. Mas a responsabilidade é imensa!

Por outro lado, quando se é pai é muito mais fácil perceber e entender a forma com que Deus nos ama. Antes a palavra “pai” tinha para mim um entendimento diferente, pois era filho. E o filho entende pai de uma forma diferente. Mas agora como pai, o significado desta palavra está mudando dentro de mim. Agora não sou mais filho. A coisa neste momento muda de lado. Acho que Deus me fez pai para que eu possa entender o seu amor pelo ser humano.

DSC04627

Que Deus abençoe nossa família!

Um recém-nascido é muito pequeno e frágil e precisa de nós para todas as coisas. Somos nós que o alimentamos, que damos banho, que trocamos a fralda, que colocamos para dormir, que nos esforçamos como loucos para entender o choro do bebê, para levá-lo ao médico… Nas noites cansativas, nosso sono é pela metade. Basta o bebê gemer que lá estão o papai e a mamãe atentos para ver o que está acontecendo. Pai e mãe se preocupam sempre. Pai e mãe não descansam nunca. Pai e mãe estão presentes a todo momento. Pai e mãe estão atentos a todos os horários e não relaxam, pois sabem que o bebê e indefeso e precisa de constante atenção.

E quando o bebê aprende a se virar na cama sozinho para um lado e para o outro? O Rafael aprendeu e agora a tenção precisa ser redobrada, pois ele acha que sabe o que está fazendo mas não sabe. Além do mais, o bebê recém-nascido come até “golfar”. Cabe aos pais alimentar, dando a quantidade certa, na hora certa, do jeito certo.

Deus não se revelou ao homem para ter um cargo ou profissão, mas se declarar Pai. Deus não é gerente, observador, guarda ou vigilante. Deus é pai, é família, é um conosco. Deus é aquele que cuida de nós como bebês, como crianças ou como adolescentes rebeldes. Cuida toda hora, todo tempo e em todas as situações.

Hoje eu entendo o amor de um pai, por que sou pai também. Sou um pai novo é verdade e ainda tenho muito que aprender. Mas também tenho muito amor pra dar. Ser pai é tirar do seu interior toda uma capacidade de amar que você nem sabia que tinha.

Antigamente me diziam: quando você for pai, você verá o que é amor de verdade. Sinceramente meu filho ainda é muito novo para me amar. Sei que este dia chegará e em breve ele demonstrará afeto, carinho e amor por mim e pela minha esposa. Mas hoje o que posso dizer é que a capacidade de amar de quem é pai e mãe é enorme. Na medida em que o Senhor Deus nos dá um filho, Ele também nos enche de um amor tão grande, que dá sem medida para o filho: não há dia, hora, local e momento. Ser pai é receber de Deus a oportunidade de amar sem limites e medidas.

Ser pai não é ter alguém que te ame a todo momento, mas ter alguém a quem você vai amar pelo resto da vida. Hoje eu tenho essa consciência e por isso tenho meditado durante todos estes dias sobre o novo significado que a palavra “pai” tem na minha vida.

Agora é se preparar para todas as outras etapas que hão de vir, com amor, doação, disposição e fé. Sim, a fé na minha família nunca faltou. Somos consagrados a Divina Providência e ela tudo tem feito em nossa família. É a nossa aliada na criação e educação desta criança.

E seja bem-vindo meu filho. Saiba que seu pai e sua mãe estarão sempre ao seu lado, porém mais do que nós dois, você tem um Pai que está no céu, que cuida de todos nós. Eu já te entreguei a Ele, e sei que e Ele também cuidará de você, como tem cuidado de mim e de sua mãe.

Pax Domini

Novena a São José em formato impresso e digital. Adquira hoje mesmo!

livro-São-José

No mês março disponibilizamos para vocês a Novena a São José. Durante nove dias percorremos um caminho espiritual acompanhado pelo Pai Nutrício de Jesus. E a pedido de alguns leitores do blog, disponibilizamos para todos vocês esta novena em formato impresso, para que você possa rezar em todos os lugares, presentar a alguém, ou quem sabe, criar um apostolado de São José ai na sua paróquia.

O livro contém uma breve introdução sobre a importância de São José na história de Jesus, na Igreja na vida dos católicos, além do roteiro para os nove dias de oração. Só lembrando que ao adquirir este livro, você ajuda este apostolado a manter os seus custos. Adquira agora mesmo clicando aqui.

São José, Valei-nos!