E Deus me fez pai para entender o seu amor.

Eu e meu filho

O maior presente que Deus me deu: Rafael. A partir dele, Deus está fazendo mais uma revolução na minha vida. #FiDiCadu #FiDiAmanda

O ser humano passa por diversas fases da vida. E é normal (e até natural) que alguns conceitos mudem com o tempo. Na medida em que vamos vivendo uma derradeira fase, acabamos por entender o que alguém que já passou pelo que estamos passando hoje queria dizer. Hoje me encontro em uma nova fase da minha vida: agora sou pai.

Dia vinte e nove de junho de dois mil e dezesseis, às nove horas e quarenta minutos, minha vida deu uma guinada sem volta. Não foi fácil, não foi cinematográfico, não foi bem do jeito que pensávamos que seria. Mas desde o momento em que entramos naquele hospital, os sentimentos que trazíamos eram amor e doação. E enfim aconteceu…

Deus me deu o presente que eu tanto pedi: um filho. Rafael é o nome dele. Agora “a cura de Deus” está em minha casa, na minha vida, chorando para mamar, chorando para avisar do cocô e do xixi, se contorcendo com cólicas e fazendo nossas noites bem mais curtas.

Mas apesar de todas as dificuldades dos primeiros dias, o que vem ao meu coração é um sentimento de gratidão sem fim e de pequenez pois a confiança de Deus depositada em nós é muito grande. Sim, me sinto pequeno diante de tudo isso que está acontecendo, pois antes do Rafael ser meu filho, ele é filho de Deus primeiro. Deus é Pai antes de mim e eu e minha esposa jamais poderemos esquecer disso. Não esqueço jamais que Deus nos confiou uma vida, que há nove meses cuidamos e defendemos. A minha gratidão a Deus não cabe no peito. Mas a responsabilidade é imensa!

Por outro lado, quando se é pai é muito mais fácil perceber e entender a forma com que Deus nos ama. Antes a palavra “pai” tinha para mim um entendimento diferente, pois era filho. E o filho entende pai de uma forma diferente. Mas agora como pai, o significado desta palavra está mudando dentro de mim. Agora não sou mais filho. A coisa neste momento muda de lado. Acho que Deus me fez pai para que eu possa entender o seu amor pelo ser humano.

DSC04627

Que Deus abençoe nossa família!

Um recém-nascido é muito pequeno e frágil e precisa de nós para todas as coisas. Somos nós que o alimentamos, que damos banho, que trocamos a fralda, que colocamos para dormir, que nos esforçamos como loucos para entender o choro do bebê, para levá-lo ao médico… Nas noites cansativas, nosso sono é pela metade. Basta o bebê gemer que lá estão o papai e a mamãe atentos para ver o que está acontecendo. Pai e mãe se preocupam sempre. Pai e mãe não descansam nunca. Pai e mãe estão presentes a todo momento. Pai e mãe estão atentos a todos os horários e não relaxam, pois sabem que o bebê e indefeso e precisa de constante atenção.

E quando o bebê aprende a se virar na cama sozinho para um lado e para o outro? O Rafael aprendeu e agora a tenção precisa ser redobrada, pois ele acha que sabe o que está fazendo mas não sabe. Além do mais, o bebê recém-nascido come até “golfar”. Cabe aos pais alimentar, dando a quantidade certa, na hora certa, do jeito certo.

Deus não se revelou ao homem para ter um cargo ou profissão, mas se declarar Pai. Deus não é gerente, observador, guarda ou vigilante. Deus é pai, é família, é um conosco. Deus é aquele que cuida de nós como bebês, como crianças ou como adolescentes rebeldes. Cuida toda hora, todo tempo e em todas as situações.

Hoje eu entendo o amor de um pai, por que sou pai também. Sou um pai novo é verdade e ainda tenho muito que aprender. Mas também tenho muito amor pra dar. Ser pai é tirar do seu interior toda uma capacidade de amar que você nem sabia que tinha.

Antigamente me diziam: quando você for pai, você verá o que é amor de verdade. Sinceramente meu filho ainda é muito novo para me amar. Sei que este dia chegará e em breve ele demonstrará afeto, carinho e amor por mim e pela minha esposa. Mas hoje o que posso dizer é que a capacidade de amar de quem é pai e mãe é enorme. Na medida em que o Senhor Deus nos dá um filho, Ele também nos enche de um amor tão grande, que dá sem medida para o filho: não há dia, hora, local e momento. Ser pai é receber de Deus a oportunidade de amar sem limites e medidas.

Ser pai não é ter alguém que te ame a todo momento, mas ter alguém a quem você vai amar pelo resto da vida. Hoje eu tenho essa consciência e por isso tenho meditado durante todos estes dias sobre o novo significado que a palavra “pai” tem na minha vida.

Agora é se preparar para todas as outras etapas que hão de vir, com amor, doação, disposição e fé. Sim, a fé na minha família nunca faltou. Somos consagrados a Divina Providência e ela tudo tem feito em nossa família. É a nossa aliada na criação e educação desta criança.

E seja bem-vindo meu filho. Saiba que seu pai e sua mãe estarão sempre ao seu lado, porém mais do que nós dois, você tem um Pai que está no céu, que cuida de todos nós. Eu já te entreguei a Ele, e sei que e Ele também cuidará de você, como tem cuidado de mim e de sua mãe.

Pax Domini

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s