Evangelho do Dia: Vai chamar-Se Filho do Altíssimo […] e reinará eternamente

Do Evangelho Quotidiano

Naquele tempo, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia chamada Nazaré, a uma virgem desposada com um homem chamado José, da casa de Davi; e o nome da virgem era Maria. Ao entrar em casa dela, o anjo disse-lhe: Salve, ó cheia de graça, o Senhor está contigo. Ao ouvir estas palavras, ela perturbou-se e inquiria de si própria o que significava tal saudação. Disse-lhe o anjo: Maria, não temas, pois achaste graça diante de Deus. Hás-de conceber no teu seio e dar à luz um filho, ao qual porás o nome de Jesus. Será grande e vai chamar-se Filho do Altíssimo. O Senhor Deus vai dar-lhe o trono de seu pai Davi, reinará eternamente sobre a casa de Jacó e o seu reinado não terá fim. Maria disse ao anjo: Como será isso, se eu não conheço homem? O anjo respondeu-lhe: O Espírito Santo virá sobre ti e a força do Altíssimo estenderá sobre ti a sua sombra. Por isso, aquele que vai nascer é Santo e será chamado Filho de Deus. Também a tua parente Isabel concebeu um filho na sua velhice e já está no sexto mês, ela, a quem chamavam estéril, porque nada é impossível a Deus. Maria disse, então: Eis a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra. E o anjo retirou-se de junto dela. (Lc 1,26-38)

Comentário do Evangelho do dia feito por Prudêncio (348-após 405), poeta em Espanha

Mostra-Te, doce criança,
Trazida ao mundo por mãe tão casta,
Que deu à luz sem ter conhecido homem;
Mostra-Te, Mediador, em ambas as Tuas naturezas.

Ainda que nascido no tempo, da boca do Pai,
Engendrado pela Sua palavra (Lc 1,38),
Já habitavas no seio do Pai (Jo 1,2)
Ó Sabedoria eterna (1Co 1,24).

Tu és a Sabedoria que tudo criou (Pr 8,27),
Os céus, a luz e todas as coisas.
Tu és o Verbo poderoso que fez o universo (Heb 1,3)
Porque o Verbo é Deus (Jo 1,2).

Tendo ordenado o curso dos séculos
E fixado as leis do universo,
Este artesão do mundo, este construtor,
Permaneceu no seio do Pai.

Mas, quando se cumpriu o tempo,
Passados milhões de anos,
Desceste a visitar
Este mundo há muito pecador. […]

Cristo não suportava a queda
Dos povos que se perdiam;
Não podia aceitar que a obra do Pai
Se dissolvesse em nada.

Revestiu-Se de um corpo mortal
A fim de que a ressurreição da nossa carne
Quebrasse as cadeias da morte
E nos conduzisse ao Pai. […]

Não sentes, ó nobre Virgem,
Apesar dos dolorosos pressentimentos,
Que esse glorioso nascimento
Faz aumentar o brilho da tua virgindade?

Teu seio puríssimo contém o fruto bendito
Que encherá de alegria toda a criatura.
Por ti nascerá um mundo novo,
Aurora de um dia brilhante como o ouro.

Siga-nos e fique por dentro das novidades:

  

Anúncios

Notícia:: Leigo católico será beatificado em Roma

Da Rádio Vaticana

Será beatificado no próximo dia 29 de abril, na Basílica de São Paulo fora dos Muros, em Roma, o Servo de Deus José Toniolo. Presidirá a celebração o Cardeal Salvatore De Giorgi, Assistente Geral emérito da Ação Católica italiana e Arcebispo emérito de Palermo. Toniolo (1845-1918), economista e sociólogo, foi o idealizador das Semanas Sociais dos católicos italianos, membro da Ação Católica; foi também um dos fundadores da Federação Universitários Católicos Italianos (Fuci).

Foi proclamado Venerável pelo Papa Paulo VI no dia 7 de janeiro de 1971, enquanto no dia 14 de janeiro deste ano, o Papa Bento XVI autorizou a Congregação para as Causas dos Santos à promulgação do decreto de “um milagre atribuído à intercessão do venerável Servo de Deus José Toniolo, leigo, pai de família”, último passo antes da beatificação.

O Postulador da causa, Padre Domenico Sorrentino, o define “um homem apaixonado por Cristo e pela Igreja”, “um leigo comprometido por uma economia ética na época, a sua, do mais duro e injusto capitalismo; um defensor convicto da presença dos católicos na política numa época em que o ‘non expedit’ (não é permitido) proibia sua participação: um convite premente a não ficar só num compromisso caritativo assistencial, mas a ir à raiz dos problemas com soluções também político-econômicas”

Siga-nos e fique por dentro das novidades:

  

Obs.: Hoje estou fazendo uma campanha especial, para que todos os leitores deste blog participem da Petição Pública movida pelo Ministério Público Federal contra as TVs Católicas Canção Nova e Aparecida. Para fazê-lo clique no link:  http://www.peticaopublica.com.br/?pi=P2011N16989

Evangelho do Dia: A Virgem Maria que foi para o mundo inteiro esperança e aurora da salvação

Do Evangelho Quotidiano

Genealogia de Jesus Cristo, filho de David, filho de Abraão: Abraão gerou Isaac; Isaac gerou Jacó; Jacó gerou Judá e seus irmãos; Judá gerou, de Tamar, Peres e Zera; Peres gerou Hesron; Hesron gerou Rame; Rame gerou Aminadab; Aminadab gerou Nachon; Nachon gerou Salmon; Salmon gerou, de Raab, Booz; Booz gerou, de Rute, Obed; Obed gerou Jessé; Jessé gerou o rei David. David, da mulher de Urias, gerou Salomão; Salomão gerou Roboão; Roboão gerou Abias; Abias gerou Asa; Asa gerou Josafat; Josafat gerou Jorão; Jorão gerou Uzias; Uzias gerou Jotam; Jotam gerou Acaz; Acaz gerou Ezequias; Ezequias gerou Manassés; Manassés gerou Amon; Amon gerou Josias; Josias gerou Jeconias e seus irmãos, na época da deportação para Babilónia. Depois da deportação para Babilônia, Jeconias gerou Salatiel; Salatiel gerou Zorobabel; Zorobabel gerou Abiud. Abiud gerou Eliaquim; Eliaquim gerou Azur; Azur gerou Sadoc; Sadoc gerou Aquim; Aquim gerou Eliud; Eliud gerou Eleázar; Eleázar gerou Matan; Matan gerou Jacó. Jacó gerou José, esposo de Maria, da qual nasceu Jesus, que se chama Cristo. Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: Maria, sua mãe, estava desposada com José; antes de coabitarem, notou-se que tinha concebido pelo poder do Espírito Santo. José, seu esposo, que era um homem justo e não queria difamá-la, resolveu deixá-la secretamente. Andando ele a pensar nisto, eis que o anjo do Senhor lhe apareceu em sonhos e lhe disse: José, filho de David, não temas receber Maria, tua esposa, pois o que ela concebeu é obra do Espírito Santo. Ela dará à luz um filho, ao qual darás o nome de Jesus, porque Ele salvará o povo dos seus pecados. Tudo isto aconteceu para se cumprir o que o Senhor tinha dito pelo profeta: eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho; e hão-de chamá lo Emanuel, que quer dizer: Deus conosco. (S. Mateus 1,1-16.18-23)

Comentário do Evangelho do dia feito por São Pedro Damião (1007-1072), eremita depois bispo, doutor da Igreja

Quem é essa? pergunta o Espírito Santo quando Maria vem ao mundo. Quem é essa que desponta como a aurora, bela como a Lua, fulgurante como o Sol (Ct 6,10). […] Desponta como a aurora. No brilho do meio-dia, o nosso primeiro pai foi feito à imagem e semelhança do seu Criador (Gn 1,26). Haverá coisa mais gloriosa para o concebido que assemelhar-se ao Criador? […] Ele deu-lhe a imagem eterna; faltava a semelhança: era necessário que o homem se tornasse semelhante ao Seu Criador. No entanto, ele rejeitou a honra de tal privilégio […] e entregou-se à morte nas trevas, com toda a sua descendência. As trevas cobriram toda a terra, até vir a Virgem. Não havia ninguém que escapasse dessas trevas, ninguém que as dissipasse. […] Mas com a Virgem desponta a aurora: Maria anuncia a verdadeira luz; pelo seu nascimento, fez brilhar a mais fulgurante das manhãs. Ela é a estrela da manhã. […] Ela é esta aurora que segue – ou antes, da qual nasce – o Sol de justiça (Ml 3,20), o Único que a supera em esplendor. […] Teu é o dia em que Adão foi criado; tua é a noite (Sl 73,16) onde ele foi expulso da Tua luz. Foste Tu que criaste a aurora, ou seja, a Virgem Maria, e o Sol, este Sol de justiça que Se ergueu do seu seio virginal. Como a aurora anuncia o fim da noite e marca o início do dia, assim a Virgem dissipou a noite sem fim. E, dia após dia, dá à terra Aquele que gerou na sua virgindade.

Siga-nos e fique por dentro das novidades: