A GRAÇA DA PACIÊNCIA

ImagemNestas últimas semanas, Deus está provando a fé e paciência de minha família, inclusive a minha! Acho que nunca rezamos tanto pelo mesmo objetivo.

Supreendemos-nos com a internação de meu pai, e ainda estamos esperamos a sua recuperação, mas já entendemos que Deus quer testar nossa paciência, fé e união. Estamos pedindo à Deus, especialmente,  muita paciência.

Assim, hoje quero compartilhar uma oração que temos rezado constantemente pedindo a paciência! Através dela recebemos essa graça, pois toda a família é ansiosa, impaciente! Ao mesmo tempo que ela nos mostra Deus falando conosco, entregamos e confiamos à Deus nossas ansiedades e inquietudes. Rezemos:

Paciência Filho, se empreendes com serenidade o caminho de Deus, prepara a Tua alma para as provações que virão.Senta-te pacientemente diante do umbral de sua porta aceitando com paz os silêncios, ausências e tardânças as quais Ele queria submeter-te, porque é no crisol do fogo onde se purifica o ouro.

Senhor Jesus, desde que passaste por este mundo tendo a paciência como vestimento, o distintivo, ela é a rainha das virtudes, é a pérola mais preciosa de Tua coroa. Dá-me a graça de aceitar com a paz essencial gratuidade de Deus, o caminho desconcertante da graça e as emergências imprevisíveis da natureza. Aceito com paz a marcha lenta e ziguezagueante da oração e o fato de que o caminho para a santidade seja tão longo e difícil. Aceito com paz as contrariedades da vida, as incompreensões de meus irmãos, as enfermidades e a própria morte, e a lei da insignificância humana, que quer dizer: que, após a minha morte, tudo seguirá igual como se nada houvesse acontecido.Aceito com paz o fato de querer tanto e poder tão pouco, e que, com grandes esforços, hei de conseguir pequenos resultados. Aceito com paz a lei do pecado, isto é: faço o que não quero e deixo de fazer aquilo que eu gostaria de fazer. Deixo com paz, em Tuas mãos, o que deveria ter sido e não fui, o que deveria ter feito e não fiz. Aceito com paz toda a impotência humana que me envolve e me limita.Aceito com paz as leis da precariedade e da transitoriedade, as leis da mercadoriedade  e do fracasso, as leis da solidão e da morte. Em troca de toda esta entrega, dá-me a Paz, Senhor. Amém!

Ana Paula Missias – Equipe Blog Dominus Vosbiscum

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s